Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

EPILEPSIA E GRAVIDEZ

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of EPILEPSIA E GRAVIDEZ

Riscos do Tratamento
Teratogenicidade: 1 a 2 % - geral
4 a 9 % - DAES
Malformações:
- Tubo neural
- Cardíaca
- Trato urinário
- Esqueléticas
- Faciais: fenda labial e palatina

Novas drogas
- Lamotrigina
- Topiramato
- Oxcarbazepina
- Gabapentina
- Levetiracetam
Menor dose efetiva
Epilepsia na gestação:
Hipóxia
- Aborto/Óbito
- Prematuridade
- Baixo Peso
Menor teratogenicidade
EPILEPSIA E GRAVIDEZ
Dra. Flávia Magalhães Martins Bernardo
Tratamento da epilepsia durante a gestação
Importância
- 52% das mulheres com epilepsia estão em idade reprodutiva

- Transtorno neurológico crônico mais frequente

- 0,5% das grávidas

- Agravo da epilepsia pela gestação

- Riscos gestacionais da epilepsia

- Riscos gestacionais do tratamento

Rev. Neurol., 2003
A
Rev. Bras. G.O., 2003
C
Manual - Febrasgo 2011/ Journal of Epilepsia 2008
Febrasgo 2011
- Aborto
- Prematuridade
- Baixo peso
- Apgar baixo
- Pré eclâmpsia
- Sangramento
- Descolamento de Placenta

UpToDate, 2014
-Epilepsia, 2009
-BJOG, 2011
Gestação na epilepsia: aumento das crises
- Aumento do volume plasmático
- Modificação no pH gástrico
- Mobilidade intestinal
- Aumento da filtração glomerular e fluxo renal
- Esteróides alteram atividade enzimática hepática
- Influência da unidade feto-placentária na distribuição das drogas
Teratogenicidade

Epilepsia
per si
- não comprovado

Metanálise(2004)
Journal de Epilepsy, 2008
Relacionado a mudança na:
- absorção,
- ligação,
- distribuição,
- metabolismo e
- eliminação das Drogas Anti-Epiléticas(DAES)
Journal of Epilepsy, 2004
UpToDate, 2014
- Lancet Neuro 2011
TRATAR OU NÃO?
DAE?

Dose?

Drogas clássicas
- Ácido Valpróico
- Fenitoína
- Carbamazepina
- Fenobarbital

Mono ou
Politerapia?
Reposição de Folato



Vitamina K
Os registros de malformação em monoterapia variam de 2,3
a 7,8%, enquanto que em politerapia, esse índice aumenta para 6,5 a 18,8%;
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008;
Folato:
- Coenzima hidrossolúvel - folhas verdes, grãos e frutas
- Síntese de Purinas e Pirimidinas > DNA e RNA
- Divisão celular e síntese proteica
- Os defeitos cardíacos e do tubo neural ocorrem nos primeiros 28 dias após a concepção
- Dose: 5 mg/dia ( 3m antes da concepção até o parto)
- Manter NSF 4mg/ml durante a organogênese
Vitamina K:
- DAE indutoras enzimáticas microssomais hepáticas >deficiência de vitamina K em
neonatos

- V.O.: 10 a 20 mg/d, no último mês de gestação - pouca evidência de prevenção de hemorragia de SNC
- IM: 1mg no RN

J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008;
Up to date, 2014
-Epilepsia, 2012
Up to date, 2014
- BJOG, 2009
Lamotrigina
- Atravessa a Barreira Placentária
- Inibe a Diidrofolatoredutase
- 1a. escolha: menacme
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008;
- 1,9 - 3,2% incidência malformação no 1o. Tri
- Maior incidência se dose > 300 mg e/ou em Politerapia
Up to date, 2014
Topiramato
- RR 21,3 defeitos orais expostos
Up to date, 2014
- Afeta alvos moleculares: canais
sódio o cálcio; Receptores GABA.
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Oxcarbamazepina
- Atravessa a Barreira

- sem aumento malformações

- mais crises

Gabapentina
Levetiracetam
- mecanismo de ação: efeito epilético?
- baixo risco em monoterapia
- aumento das crises

J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008;
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Up to Date, 2014
- DAE solúvel

- Boa tolerabilidade

- Segura: não observado aumento do risco
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008;
Ácido Valpróico
Carbamazepina
Fenitoína
Fenorbarbital
- Risco 5,5%

- anticonvulsivante,
sedativo
e hipnótico
- malformações cardíacas,
- fenda palatina
- padrões específicos de mal-
formações menores e dismorfismos
- malformações maiores: 6%
- fenda palatina e labial
- alterações dismórficas(hipoplasia das unhas e falanges distais)
- anormalidades crânio-faciais(nariz em sela)
- malformações cardíacas
- Baixo QI e alteração cognitiva
- neuropatia periférica
- deficiência de vitamina D
- interfere no metabolismo da vitamina K
- deficiência de folatos
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Up to Date, 2014
- bom controle das crises
- não sedativo
- malformações maiores 8%
- defeitos do tubo neural
- malformações cardiovasculares e urogenitais
- outras alterações no RN:
-distúrbio respiratório,
-índices de Apgar baixos,
-hipoglicemia,
-crescimento deficiente e
-retardo no desenvolvimento e autismo.
J Postgrad Méd. 2006
Rev Brasil Ginecol Obstet. 2002
Up to date, 2014
Malformações congênitas maiores: 4%
- defeitos no fechamento do tubo neural,
- cardiopatias congênitas,
- fenda palatina e
- anomalias esqueléticas e cerebrais
Anomalias menores:“síndrome carbamazepínica”.
- malformações craniofaciais,
- defeitos de membros,
- retardo mental
- deficiência de crescimento.
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Up to Date, 2014
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Up to Date, 2014
Poucos estudos e pouco tempo de uso
J Epilepsy Clin Neurophysiol 2008
Up to Date, 2014
- Fracionamento
Febrasgo, 2011
Full transcript