Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Relações lógico-semânticas

No description
by

Isabela Guimarães

on 5 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Relações lógico-semânticas

Relações
Lógico-semânticas

Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse pleno de tudo...
Clarice Lispector
RELAÇÃO DE OPOSIÇÃO ADVERSATIVA
Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. Sou irritável e firo facilmente. Também sou muito calmo e perdôo logo. Não esqueço nunca. Mas há poucas coisas de que eu me lembre.
Clarice Lispector
RELAÇÃO DE OPOSIÇÃO
RELAÇÃO DE ALTERNANCIA
Enunciados de conteúdos independentes
Trata de relações lógico-semânticas de conteúdos independentes, que pertencem a atos de fala distintos.
Principais relações lógico-semânticas:
1) adição
2)oposição adversativa
3)disjunção argumentativa ou alternância
4) explicação ou justificativa 5)conclusão
6) alternância
RELAÇÃO DE EXPLICAÇÃO OU JUSTIFICATIVA
Respeite-o, pois se trata de uma pessoa mais velha.

Não pude comparecer à reunião porque tinha um compromisso inadiável.

“Não fujas, que eu te sigo...” (Menotti Del Picchia)
RELAÇÃO DE CONCLUSÃO
RELAÇÃO DE DISJUNÇÃO ARGUMENTATIVA OU ALTERNÂNCIA
Conectivos:
O que são?
Para que servem?
Beba mais água
e faça promessas com moderação!
relação de adição
Beba mais água, ? faça promessas com moderação!
São responsáveis pela orientação argumentativa do texto.
O conectivo empregado é responsável pelo sentido do período.
RELAÇÃO DE ADIÇÃO
Principais articuladores:
e
nem
não só...mas também
além de
ainda
Relação de adição
Principais conectivos:
mas
porém
contudo
no entanto
Não só é inteligente, mas também educado.
Ela nem estuda nem trabalha.
Ele se esforçou bastante, contudo não obteve bom resultado.
Tratava-se de um local muito aconchegante, no entanto não fomos bem recebidos.
Ou você trabalha, ou procure outro lugar para se hospedar.

Quer você queira, quer não, iremos visitá-lo.

Ora se mostrava calmo, ora agitado.
Principais conectivos:
ou ... ou
ora ... ora
quer ... quer
já ... já
Principais conectivos:
que
proque
porquanto
pois (quando precede o verbo)
RELAÇÃO DE EXPLICAÇÃO
Obteve bom desempenho no teste, logo demonstrou ser capacitado.

Hoje está bastante quente, portanto iremos ao clube.

Não valorizava a companhia de sua amada, por isso hoje está sozinho.
Principais conectivos:
logo
portanto
por conseguinte
por isso
pois ( depois do verbo)
RELAÇÃO DE CONCLUSÃO
EXERCÍCIOS
Nessa charge, o recurso morfossintático que colabora para o efeito de humor está indicado pelo(a):
A) emprego de uma oração adversativa, que orienta a quebra da expectativa ao final.
B) uso de conjunção aditiva, que cria uma relação de causa e efeito entre as ações.

C) retomada do substantivo “mãe”, que desfaz a ambiguidade dos sentidos a ele atribuídos.
D) utilização da forma pronominal “la”, que reflete um tratamento formal do filho em relação à “mãe”.
E) repetição da forma verbal “é”, que reforça a relação de adição existente entre as orações.

ENEM 2013
A
Não vou sair
A geração da gente
Não teve muita chance
De se afirmar e arrasar de ser feliz
Sem nada pela frente pintou aquele lance
De se mudar de se mandar desse país
E aí você partiu pro Canadá
Mas eu fiquei no "já vou já"
Pois quando estava me arrumando pra ir
Bati com os olhos no luar
E a lua oi bater no mar


No verso “Não vou sair tá mal aqui, mas vai mudar”, o autor utiliza o recurso lingüístico mas” para:

a) contradizer uma expectativa criada na oração anterior
b) justificar a sugestão declarada na oração anterior
c) construir um raciocínio conclusivo
d) expressar uma procedência de exclusão
e) enfatizar os fatos mencionados anteriormente
A
“Lutar com as palavras
É a luta mais vã
Entanto lutamos
Mal rompe a manhã”.
(O lutador, Calor Drummond de Andrade)
A coesão sequencial se tece nessa estrofe por meio de “Entanto” e “Mal”. Esses coesivos introduzem no texto idéias que expressam, respectivamente:

a) oposição e tempo
b) concessão e condição
c) conseqüência e proporção
e) causa e negação
A
Na frase: “Bem cuidado como é, o livro apresenta alguns defeitos”.

Começando com: “O livro apresenta alguns defeitos...” manteríamos o mesmo sentido se continuássemos com:

a) desde que bem cuidado
b) ainda que bem cuidado
c) contando que bem cuidado
d) à medida que é bem cuidado
e) tanto que é bem cuidado
B
Em uma prova escolar, uma das questões solicitava que os alunos classificassem a oração destacada no período a seguir e justificassem a resposta.

Os operários fizeram todo o trabalho, e não receberam o pagamento.

Um dos alunos respondeu que a oração era coordenada sindética aditiva, justificando que essa classificação se devia à presença da conjunção e.
Pergunta-se: esse aluno acertou ou errou a resposta? Por quê?

o aluno não acertou, pois a oração tem valor de adversativa em relação a anterior.
Ou isto ou aquilo
Cecília Meireles
Ou se tem chuva e não se tem sol,
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo nos dois lugares!
Full transcript