Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Técnicas de Incidentes Críticos

No description
by

on 11 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Técnicas de Incidentes Críticos

Gestão de Riscos -
Técnicas de Identificação de Perigo

TÉCNICA DE
INCIDENTES
CRÍTICOS

Criação da TIC
Procedimentos Utilizados
Aplicação Prática
Centro Universitário IBMR - Campus Barra
Curso: Administração
Disciplina: Gestão de Riscos
Professor: Hélio Meirim
Aluno: Gustavo Henrique Alves de Lacerda
Definição
A maioria dos esforços atuais de Segurança do Trabalho está baseada em avaliações pós-fato das causas produtoras de acidentes
Concentra a maioria de seus esforços na solução de problemas, isto é, proporciona respostas quando a ênfase deveria estar em olhar à frente e procurar as perguntas certas
A Segurança do Trabalho
Foi proposta pela primeira vez pelo Dr. John C. FIanagan em 1941, por ocasião de sua participação no Programa de Psicologia da Aviação da Força Aérea dos Estados Unidos, na II Guerra Mundial, com a finalidade de desenvolver procedimentos para a seleção e classificação de tripulações, bem como determinar as exigências críticas no desempenho de uma tarefa.
é um método para identificar erros e condições inseguras, que contribuem para os acidentes com lesão, tanto reais como potenciais, através de uma amostra aleatória estratificada de observadores-participantes, selecionados dentro de uma população. Esses observadores-participantes são selecionados dos principais departamentos da empresa, de modo que possa ser obtida uma amostra representativa de operações, existentes dentro das diferentes categorias de risco
Resultados Obtidos
Ao se aplicar a técnica, um entrevistador interroga um certo número de pessoas que tenham executado serviços específicos dentro de determinados ambientes, e lhes pede para recordar e descrever atos inseguros que tenham cometido ou observado, e condições inseguras que tenham chamado sua atenção dentro da empresa.
Os incidentes descritos por um determinado número de observadores-participantes são transcritos e classificados em categorias de risco, a partir das quais definem-se as áreas-problema de acidentes.
fábrica de Westinghouse de Baltimore.
O propósito desse estudo era avaliar a técnica como um método para identificar potenciais causas de acidentes, e desenvolver procedimentos de aplicação prática pelo pessoal da fábrica.
Aplicação Prática
Os pesquisadores procuraram respostas para duas questões básicas:
1) A Técnica de Incidentes Críticos revela informações sobre fatores causadores de acidentes, em termos de erros humanos e condições inseguras, que levam a acidentes potenciais na Industria?
2) A Técnica revela uma quantidade maior de informações sobre causas de acidentes, do que os métodos convencionais de estudo de acidentes?

População pesquisada: 200 (depois, 20 foram selecionados como “observadores-participantes) funcionários da fábrica, de ambos os sexos e dos dois turnos de trabalho.

Os 20 observadores-participantes identificaram 389 incidentes, perfazendo um total de 14 horas e 10 minutos de gravação.
A análise dos dados revelou que 117 tipos diferentes de incidentes estavam ocorrendo durante o ano estudado. Durante o mesmo período ocorreram, dentro da população estudada, 206 lesões leves e 6 graves (fraturas, ferimentos exigindo suturas, e corpos estranhos nos olhos requerendo a atenção de um médico).
Resultados Obtidos
Descobriu-se que 52,1% a mais de atos e condições inseguras foram encontrados, do que os identificados através de registros de acidentes de um período de 2 anos. Isto significa que esta nova técnica é capaz de identificar causas de acidentes no estágio “sem lesão”,
Sob outro sistema de avaliação de acidentes, essas situações potenciais produtoras de perdas, normalmente, não seriam reveladas, até que realmente ocorressem perdas com uma certa gravidade.
Conclusões
Os resultados desse estudo, e de estudos similares anteriores, mostram que:
1º) A Técnica de Incidentes Críticos revela com confiança os fatores causais, em termos de erros e condições inseguras, que conduzem a acidentes industriais.
2º) A Técnica é capaz de identificar fatores causais, associados tanto a acidentes com lesão, como a acidentes sem lesão.

3º) A Técnica revela uma quantidade maior de informação sobre causas de acidentes, do que os métodos atualmente disponíveis para o estudo de acidentes, e fornece uma medida mais sensível de desempenho de Segurança.
4º) As causas de acidentes sem lesão, como as reveladas pela Técnicas de Incidentes Críticos, podem ser usadas para identificar as origens de acidentes potencialmente com lesão.

Permitem identificar e examinar os problemas de acidente “antes do fato”, ao invés de “depois do fato”, em termos de suas consequências com danos à propriedade ou produção de lesões. Os “quase-acidentes” possibilitarão que aumentemos o nosso campo de ação prevencionista, através da coleta de informações mais representativas do estado verdadeiro do Sistema.

A Técnica de Incidentes Críticos tem potencial para melhorar significativamente a capacidade de controle e identificação das falhas e acidentes.
Full transcript