Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Primeira Guerra Mundial 1914 - 1918

No description
by

William Macedo

on 5 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Primeira Guerra Mundial 1914 - 1918

1918
1914
Primeira Guerra Mundial
O final do século XIX e a 1ª década do século XX na Europa, foram marcados por um clima de confiança e otimismo. Os homens da época tinham a sensação de que a Europa teria o domínio definitivo sobre todos os continentes. Porém, por trás dessa aparência de tranquilidade, estavam presentes graves problemas econômicos.
O mundo encontrava-se dividido e submisso às grandes potências europeias e aos Estados Unidos. Não existiam mais territórios sem dono e as grandes potências brigavam entre si na tentativa de expandir suas áreas de dominação territorial, econômica e política.
A Revolução Industrial
Surgimento de novas tecnologias, como as máquinas elétricas e os motores a combustão.

A competição capitalista
Aumento no poder das grandes empresas e diminuição no poder das pequenas empresas.
Controle econômico nas mãos das grandes empresas.
Busca cada vez maior por matérias-primas, mão de obra e mercados consumidores.
Investimento no exterior.

Esta nova fase do capitalismo mundial foi chamada de Imperialismo.

O imperialismo estava ligado a dois fenômenos:
Em 1871, a Alemanha se tornou um país unificado, essa unificação se completou depois que os alemães derrotaram a França na Guerra Franco-Prussiana. Como consequência a França foi obrigada a entregar a região de Alsácia-Lorena, fato que deixou nos franceses um forte desejo de vingança.

A rivalidade entre a Alemanha e a Inglaterra teve origem na competição industrial e comercial. Após a unificação, a Alemanha Passou a disputar mercados com os ingleses e se transformou em uma das maiores potências da Europa.

A rixa entre Alemanha e Rússia originou-se devido à grande disputa por regiões antes dominadas pelo Império Turco-Otomano.
Tríplice Aliança:
Indústria alemã X Indústria inglesa
Ambos já previam a guerra.
Cada país usava seus jornais para denegrir a imagem do outro.
A Europa estava a um passo da guerra e os países continuavam disputando novas colônias. A situação se agravou ainda mais quando o arquiduque Francisco Ferdinando (herdeiro do trono austríaco) visitou Sarajevo (capital da Bósnia). A população de Sarajevo odiava os austríacos e o filho do imperador austríaco resolveu desfilar de carro aberto pela cidade.
Francisco Ferdinando foi assassinado e esse fato é considerado o estopim da Primeira Guerra Mundial.
Plano Schlieffen
Guerra de movimento
“Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra é o inferno.”
(Gen. William T. Sherman)

1. Investimento de capital no estrangeiro
2. Domínio econômico de um país sobre o outro
Devido às rivalidades entre as grandes potências, os países dividiram-se em dois sistemas de alianças.
O principal fator que unia os países desses dois blocos era a existência de inimigos em comum.
Esta divisão tornou-se uma bomba relógio considerando que as tensões entre os países ficavam cada vez maiores.
A construção da estrada de ferro Berlim-Bagdá.
O Pan-Eslavismo Russo.
Os conflitos originários da decadência do Império Turco.
A forte disputa entre os países imperialistas pelo domínio das colônias.
As crises em Marrocos.
Entretanto, há vários outros fatores que contribuíram para a eclosão da Guerra. Dentre os principais estão:

Entrada dos Estados Unidos.
Saída da Rússia.

Turquia e Bulgária juntaram-se à Tríplice Aliança
Japão, Portugal, Romênia, Grécia, Brasil, Canadá e Argentina juntaram-se à Tríplice Entente.
Em 1919, iniciou-se a conferência de Paris (no Palácio de Versalhes), onde seriam tomadas as decisões diplomáticas do pós-guerra. Os 27 países "vencedores" participaram da conferência.
O Tratado de Versalhes colocou de lado o "Programa dos 14 Pontos" e os "vencedores" impuseram duras penalidades à Alemanha.


Art. 45 – determinava que a Alemanha cedesse o território do Sarre, rico em minas de carvão, por um prazo de quinze anos à França.
Art. 51 – estabelecia que a Alsácia e a Lorena voltassem à posse dos franceses.
Art. 102 – determinava que a cidade de Dantzig fosse considerada cidade livre e administrada pela Liga das Nações.
Art.119 – determinava que todas as colônias alemãs passassem às mãos dos aliados.
Art. 160 – estabelecia a quantidade máxima de tropas que a Alemanha poderia manter. No geral, só poderia ter 100 mil soldados voluntários.
Art. 168 – qualquer fabricação de armamentos deveria ter a aprovação dos aliados.
Art. 198 – determinava que a Alemanha não pudesse ter aviação nem marinha militar.
Art. 231 – estabelecia o reconhecimento da culpa dos alemães pela guerra e por todas as perdas e danos dos aliados. No tratado foi criada uma comissão para determinar a dimensão precisa das reparações que a Alemanha tinha de pagar. Em 1921, este valor foi oficialmente fixado em 33 milhões de dólares.
Algumas disposições do Tratado de Versalhes:
Com tudo isso a Alemanha perdeu muito dinheiro e mergulhou na maior crise econômica de sua história.
Os países europeus assumiram imensas dívidas com os Estados Unidos.
Surgimento de novos países na Europa.
Com o fim do Império Russo, formaram-se, além da Rússia soviética, Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia.
O fracasso da Liga das Nações.
O desemprego aumentou na Europa.
Além desta, a guerra trouxe outras sérias consequências:
Até então, essa foi a pior guerra que o mundo conhecera, foram 9 milhões de mortos, além de 6 milhões de soldados que voltaram mutilados.
"O odor fétido nos penetra garganta adentro ao chegarmos à nossa nova trincheira, a direita dos Éparges. Chove torrencialmente e nos protegemos com o que tem de lonas e tendas de campanha afiançadas nos muros da trincheira. Ao amanhecer do dia seguinte constatamos estarrecidos que nossas trincheiras estavam feitas sobre um montão de cadáveres e que as lonas que nossos predecessores haviam colocado estavam para ocultar da vista os corpos e restos humanos que ali haviam."

- E. M. Remarque. “O campo de batalha é terrível. Há cheiro de azedo, pesado e penetrante de cadáveres. Homens que foram mortos no último outubro estão meio afundados no pântano e nos campos de nabo em crescimento. Um pequeno veio de água corre atrás da trincheira, e todo mundo usa a água para beber e se lavar; é a única água disponível. Ninguém se importa com o inglês pálido que apodrece a alguns passos adiante. No cemitério os restos de uma matança foram empilhados e os mortos ficaram acima do nível do chão. As bombas alemãs, caindo sobre o cemitério, provocam uma horrível ressurreição.”

- Rudolf Binding. “Estamos tão cansados que dormimos, mesmo sob intenso barulho. A melhor coisa que poderia acontecer seria os ingleses avançarem e nos fazerem prisioneiros. Ninguém se importa conosco. Não somos revezados. Os aviões lançam projeteis sobre nós. Ninguém mais consegue pensar. As rações estão esgotadas, pão, conservas, biscoitos, tudo terminou! Não há uma única gota de água. É o próprio inferno!". Carta encontrada no bolso de um soldado alemão na Batalha de Somme.

Alguns depoimentos de soldados sobreviventes da Primeira Guerra Mundial:
Tríplice Entente:
Alemanha
Império Austro-Húngaro
Itália
Inglaterra
França
Rússia
No final da terceira fase, a Alemanha ainda tentou seu último ataque avançando sobre a França antes da chegada dos norte-americanos à Europa. Entretanto, os alemães foram novamente detidos na
Segunda Batalha do Marne
e forçados a recuar. A partir desse recuo, os países da Entente foram impondo sucessivas derrotas aos seus inimigos. A Alemanha ainda resistia quando foi surpreendida por uma rebelião interna, que forçou o imperador Guilherme II a abdicar em 9 de novembro de 1918.
Assumindo o poder imediatamente, o novo governo alemão substituiu a Monarquia pela República. Dois dias depois rendeu-se, assinando um documento que declarava a guerra terminada.
Após invadir a Bélgica, em setembro de 1914, os alemães estavam a 70 km de Paris. Porém, os franceses contra-atacaram e, na
Primeira Batalha do Marne
, em setembro de 1914, conseguiram deter o avanço alemão.
Uma trincheira típica tinha cerca de 2 m de profundidade e 1,80 m de largura. À frente e atrás, largas fileiras de sacos de areia, com quase 1 m de altura, aumentavam a proteção. Havia ainda um degrau de tiro, 0,5 m acima do chão. Ele era usado por sentinelas de vigia e na hora de atirar contra o inimigo.
Rivalidades
Primeira Fase (1914):
Segunda Fase (1915-1916):
Terceira fase (1917-1918):
Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_Guerra_Mundial
http://www.sohistoria.com.br/ef2/primeiraguerra/
http://www.estudopratico.com.br/primeira-guerra-mundial-resumo/
http://www.infoescola.com/historia/primeira-guerra-mundial/
Fase mais sangrenta:
Frente ocidental e frente oriental:
Guerra de trincheiras:
Traição da Itália.
Novas armas:
Envio de medicamentos.
Missões de patrulhamento.
Participação do Brasil na Guerra:
Entrada do Brasil na Guerra:
Full transcript