Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Principais estratégias de conservação pós colheita de frutos

No description
by

Maira Schuster

on 28 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Principais estratégias de conservação pós colheita de frutos

Principais estratégias de conservação pós colheita de frutos
Métodos de
Conservação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
AGRONOMIA
Disciplina de Fruticultura I
Prof. Dr. Gilmar Antônio Nava

Acadêmicas: Maira Cristina Schuster e Marcielly Bressanelli
Ao contrário dos produtos de origem animal, como o leite ou a carne, as frutas e hortaliças continuam
vivas
após a colheita, mantendo ativos todos seus processos biológicos vitais.

Devido a isso e por causa do alto teor de
água
em sua composição química, frutas e hortaliças são altamente perecíveis.

É importante que se conheça e utilize as práticas adequadas de manuseio durante as fases de colheita, armazenamento, comercialização e consumo.
O que acontece na produção e na colheita reflete na pós-colheita
.

A colheita de frutas e hortaliças deve ser feita quando as plantas atingem o máximo de qualidades organolépticas (sabor, cor, aroma e textura) e nutritivas.
Atributos de qualidade para frutas e hortaliças:
- Aparência;
- Ausência de defeitos;
- Textura;
- Sabor;
- Aroma;
- Valor nutritivo;
- Segurança alimentar
As perdas dos produtos agrícolas em geral, são resultantes de condições inadequadas de manuseio, transporte, armazenamento e comercialização.

Em muitos casos a taxa de deterioração da qualidade está relacionada com a modificação do sabor, com a perda de firmeza, mudança da textura e da aparência.
Para prolongar a vida útil de frutas e hortaliças deve-se adotar métodos de conservação, como o uso da refrigeração e o uso de embalagens adequadas.
Introdução


- Respiração: principal processo fisiológico dos frutos após a colheita;

Controle da Respiração:
Frutos Climatéricos:
Possuem um aumento rápido e acentuado na atividade
respiratória e produção de etileno;

Podem amadurecer na planta ou fora delas desde que
fisiologicamente maduros.
Frutos Aclimatéricos:
Possuem atividade respiratória baixa e constante;

Não são capazes de completar o processo de amadurecimento após a colheita;

Devem ser colhidos ao final da maturação.
REFRIGERAÇÃO
A temperatura é o fator mais importante relacionado com as perdas de qualidade dos frutos;

- Temperaturas baixas reduzem o metabolismo e a atividade respiratória de frutas e hortaliças;

- Além de retardarem outros processos fisiológicos, bioquímicos e microbiológicos, causadores de deterioração.

Portanto, é necessário realizar o quanto antes o
pré-resfriamento
, o qual consiste na rápida remoção do “calor de campo” de produtos altamente perecíveis, antes que sejam armazenados ou transportados.
Após o pré-resfriamento, o produto deve ser transferido para as
câmaras de armazenamento
, onde será submetido às condições adequadas de temperatura para sua conservação. (A UR também deve ser controlada).
Temperaturas e umidade relativa (UR) recomendadas para o armazenamento comercial e o tempo de conservação para algumas frutas:
Fonte: Adaptado de Chitarra e Chitarra (2005).
EMBALAGENS:
O elevado índice de perdas pós-colheita que ocorre no Brasil impede que 20 a 30 % das hortaliças e frutas produzidas e que saem do campo cheguem ao consumidor final.

As embalagens, além de protegerem os produtos contra danos diversos,
devem também identificá-los apropriadamente.

Algumas embalagens têm a função de controlar a senescência de frutas e vegetais, influenciando a fisiologia interna destes vegetais.
O ar normal contém: 21% de O2, 0,03% de CO2 e 78% de N2.

Neste sistema MAP, ocorre a redução na concentração de O2 e aumento de CO2, diminuindo a respiração e transpiração do produto, biossíntese de etileno e crescimento de microrganismos.
EMBALAGEM COM ATMOSFERA CONTROLADA (MAP):
O2
CO2
Ceras e Revestimentos Comestíveis

Coberturas e filmes comestíveis são uma camada fina depositada sobre o alimento, oferecendo barreira aos gases, vapor-de-água, aromas, óleos, etc, propiciando proteção mecânica.

Podem ser feitos de diferentes polímeros: pectina, proteínas, óleos, amido...

O filme deve criar uma barreira a perda de voláteis desejáveis e vapor de água, enquanto restringe a troca de CO2 e O2, criando assim, uma atmosfera modificada para a diminuição da respiração e aumentar a vida de prateleira das frutas.
Reguladores Vegetais: 1-Metilciclopropeno (1-MCP)
É um cicloalqueno com a fórmula molecular C4H6. É um gás volátil a temperatura e pressão padrão com um ponto de ebulição de ~12 °C.

Estratégia para o controle da produção de etileno e, portanto, do amadurecimento e da senescência das frutas;

Ligação irreversível ao sítio de ação da molécula de Etileno, bloqueando sua ação:

Os efeitos do 1-MCP em frutos incluem a redução da atividade respiratória e da produção de etileno, manutenção da firmeza e da coloração da casca dos frutos e hortaliças.
Pomar LOVO
Localização: Estrada para Ponte Serrada, km 01. Palmas – PR
Trabalham com maçãs do tipo: Gala, Fuji e uma nova variedade Eva (baixa exigência de frio, esta sendo pouco cultivada na região).

Para manter o mercado o ano todo com o produto , é separado em lotes e é armazenada em câmaras frias (0° - 2°C) com URA 90%, mais a adição do MCP.
É medido o SST das maçãs com um refratômetro. O conteúdo desses açúcares na maçã é um importante fator de qualidade da fruta, porém não é isoladamente um fator decisivo na colheita, colhe-se quando a maça está com 11 à 12 grau BRIX.

A firmeza da polpa é obtida com o auxílio de aparelho chamado penetrômetro, que, pela compressão exercida, mede a força equivalente para vencer a resistência dos tecidos da polpa.

Obrigada !
De acordo com a intensidade das reações bioquímicas, os tecidos podem atingir rapidamente a senescência.
Nos estádios iniciais da senescência (período de degradação da clorofila) ocorre aumento na atividade resiratória, diminuindo nos estádios finais.
Funções Básicas que devem ser desempenhadas pelas embalagens:
Acondicionar o produto, de modo a evitar danos/perdas durante o transporte e armazenamento;

Reistência mecânica para proteção adequada do produto;

Informação correta, que permita identificar: a natureza, qualidade, origem, destino, classificação, etc. do produto. As informações contidas na embalagem facilitam a comercialização.
Materias utilizados na confecção das embalagens:
Madeira
Celulose
Papel kraft
Papelão ondulado
Polímeros sintéticos
(plásticos, na sua maioria TERMOPLÁSTICOS, ou seja, quando aquecidos tornam-se macios e enrijecem novamente quando resfriados).
Usam-se diferentes métodos para o MAP:

Sacos de filmes poliméricos sintéticos, controle das aberturas de ventilação dos contêiners no transporte, aplicação de coberturas comestíveis e ceras, e uso de câmaras de armazenamento impermeáveis ao ar.
Bibliografia
CHITARRA, M. I. F., CHITARRA, A. B.,
Pós-colheita de Frutas e Hortaliças - Fisiologia e Manuseio
, 2° ed., Lavras: UFLA, 2005.

PLANETA ORGÂNICO,
Pós Colheita e Conservação de Frutas e Hortaliças
, Disponível em: http://planetaorganico.com.br/site/index.php/pos-colheita-conservacao-de-frutas-e-hortalicas-3/ Acesso em: abril de 2015.

Conservação Pós-colheita de Frutas e Hortaliças
, ESALQ e USP, 2011, Disponível em: http://www.economia.esalq.usp.br/~les202/Aula11/Material%20para%20Leitura%20-%20LES202%20-%202011.pdf Acesso em: abril de 2015.


Considerações finais
A respiração é o processo fisiológico de maior importância ao se tratar da conservação de frutos.

É através do controle da respiração e da produção de etileno que se conserva a qualidade dos frutos e amplia-se sua vida útil.

A escolha do método mais apropriado deve levar em consideração a fisiologia do fruto, eficiência do método, material e mão de obra disponíveis no local, entre outros.


Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Marcielly Bressanelli
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Resumindo ...
Foto: Google imagens
Retirado do youtube
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Foto: Google imagens
Full transcript