Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

13:35

No description
by

Julyane Oliveira

on 12 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 13:35

13:38
13:42
13:57
13:35
13:47
13:52

Atendimento a PCR
Reconhecimento da PCR

Cessação súbita dos batimentos cardíacos e movimentos respiratórios
.

Caracterizado por 3 sinais :
Inconsciência
Ausência de respiração (Ajuda: carrinho de parada+ desfibrilador)
Ausência de sinais de circulação

Inicio imediato da CTE - prancha rígida
Coletar história com familiar é fundamental
Reconhecimento do Ritmo
Uso do desfibrilador para identificar o ritmo
Verificar se o ritmo é chocável

Protocolo CAGADA- monitorar(eletrodos)
(cabos, ganhos, derivações)


2 AVP calibrosos
Assistolia
1ª dose de epinefrina+ flush de 20 ml SF+ elevação do membro
Assistolia
2ª dose de Epinefrina+ flush de 20 ml SF+ elevação do membro
Assistolia
3ª e 4ª dose de Epinefrina+ flush de 20 ml SF+ elevação do membro
AESP
Qualquer ritmo (atividade elétrica) que deveria estar
associado a um pulso
Tratar o paciente, não o monitor
Identificar a causa é de grande importância!!!

RCP
Medicações
Epinefrina 1 mg a cada 3 a 5 min.

Declarado óbito
Paciente em AESP
Paciente chega a emergência desacordada, trazida por familiar que desconhece o tempo de parada e antecedentes.
Paciente em assistolia
Reconhecer a assistolia
Identificar a causa
Medicações
Epinefrina 1 mg a cada 3 a 5 min.


Continuar RCP


Caso Ritmo chocável FV/TV
Desfibrilação precoce
200 Joules (bifásico)
360 Joules (monofásico)
Vasopressores
Epinefrina 1 mg a cada 3 a 5 min.
Antiarrítmicos
Amiodarona 300 mg e após 3 a 5 min. 150 mg para FV / TV
refratária
Caso dificuldade de obter AVP.
Iniciar administração dos meficamentos
Cuidados:
dose de 2 a 2,5 vezes maior que a recomendada
diluir o medicamento em 10ml de SF 0.9%
interromper as CTE durante a administração
injetar o medicamento em “bolus” e, em seguida, realizar 3 a 4 ventilações, a fim de favorecer a dispersão da droga na membrana alvéolo-capilar
reiniciar imediatamente as CTE

Paciente em atividade elétrica s/ pulso
13:47
13:52

13:57
13:42
13:38
13:35
13:59
13:59
Caso revertesse PCR
Cuidados Pós Parada
Providenciar leito em UTI
13:59
Alunas: Carolina Domenico e Julyane Oliveira
Obrigada !
Via aérea artificial
IOT com cânula nº 7
Ventilação 1:6s
Administrado volume
1000 ml de SF aberto
Não tem dose máx. de epinefrina!
FV/assistolia- checar ritmo a cada 2min!
TV sem pulso / AESP- checar pulso cada 2 min!
Derivações: com as Pás do desfibrilador mudando de posição
Referências
Manfroi WC, Koppe V, Vieira SR et al. Efeitos hemodinâmicos e cineangiográficos agudos do propatilnitrato na cardiopatia isquêmica sintomática. Arq Bras Cardiol 1987;48(3):147-51.
Batlouni M. Nitratos: Farmacologia clínica e aplicações terapêuticas. Arq Bras Cardiol 1988;47(5):363-377. 3. Revista Kairos - Julho/2013
Full transcript