Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Memorial do Convento: O tempo

No description
by

Ion Iorga

on 9 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Memorial do Convento: O tempo

Conclusão
Introdução
O Tempo
Tempo da história
Tempo Psicológico
Tempo do Discurso
Distinguem-se 3 tipos de tempo
Tempo da história
Tempo Psicológico
Tempo do Discurso
É o modo como o narrador narra os acontecimentos, não tendo um fio condutor, ou seja, pode:
- o narrador narra no presente acontecimentos passados - Analepse
("Tanto mais que convento em Mafra o anda a querer a ordem de S. Franscisco desde mil seiscentos e vinte e quatro, ainda estava rei de Portugal um Filipe Espanhol , (...)" pag. 32)
- o narrador antecipa acontecimentos futuros - Prolepse
“(...) Bartolomeu Lourenço, que no Brasil nasceu e novo veio pela primeira vez a Portugal, (...), que só nela nos faria ganhar a eternidade.” – Cap VI
Presença do Narrador - Heterodiegético e Homodiegético.
“Foi mandado embora do exército por já não ter serventia nele, depois de lhe cortarem a mão esquerda pelo nó do pulso, estraçalhada por uma bale em frente de Jerez de los Caballeros(..)”- Cap. IV
Marcas temporais:
Início da Narrativa
1711
1717
A primeira pedra do convento
Inicío da construção do convento
1716
Sagração do Convento de Mafra
1730
Fim da narrativa
1739
'S.Francisco andava pelo mundo, precisamente há quinhentos anos, em mil duzentos e onze...'
Envelhecimento das Personagens
- o narrador segue uma ordem cronológica dos eventos - Ordem linear
Elipse Temporal -
Resumos - no último capítulo há um salto de 9 anos em que o narrador sumaria em poucas páginas o que aconteceu durante esse período de tempo.
“Meses inteiros se passaram desde então, (...)”- Cap VIII
“Encerrados na quinta, Baltasar e Blimunda assistem ao passar dos dias. Agosto acabou, setembro vai em meio,(…)”- Cap. XVI
“Durante nove anos Blimunda procurou Baltasar. (...)” – Cap XXV
“Assim foi o inverno passando, assim a primavera, (…)”- Cap.XVIII
“(...) este tal foi o infante D. Henrique, consoante o louvará um poeta por ora ainda não nascido, (...)” – Cap. XVII
“Quando El-rei chegar, primeiro encarará (..) alguma coisa havia de esquecer”- Cap.XII
Na minha opinião, penso que esta categoria da narrativa é bastante importante, pois adquirimos os instrumentos todos de forma a organizar os nosso conhecimentos.
"Senhora mãe rainha minha aqui estou eu, indo para Espanha, donde não voltarei, e em Mafra sei que se constrói um convento por causa de voto em que fui parte, e nunca ninguém de cá me levou a vê- lo, há nisto muita coisa que não sei entender"- Cap.XXII
Está relacionado com as emoções, ou seja, a forma como as personagens sentem a passagem do tempo. Sendo assim, a duração do tempo está relacionada com o seu estado emocional .
E por fim a percepção da metedologia de Saramago na criação da sua obra.
Fim
«Já lá vai pelo mar fora o Padre Bartolomeu Lourenço, e nós que iremos fazer agora, sem a próxima esperança do céu, pois vamos às touradas que é bem bom divertimento»
«São pensamentos confusos que isto diriam se pudessem ser postos por ordem, aparados de excrescências, nem vale a pena perguntar, Em que estás a pensar, Sete-Sóis, porque ele responderia, julgando dizer a verdade, Em nada, e contudo já pensou tudo isto,»
"segundo o ritual, e entao el rei mandou apurar quando cairia o dia do seu aniversario, vinte e dois de outubro, a um domingo, tendo os secretarios respondido, apos cuidadosa verificaçao do calendario, que tal coincidencia se daria dai a dois anos, em mil setecentos e trinta"
'Durante nove anos, Blimunda procurou Baltasar. (...) Naquele extremo arde um homem a quem falta a mão esquerda (...)'
"dezassete de novembro deste ano da graça de mil setecentos e dezassete"
'Chegou el-rei pelas oito horas e meia, (...) e então formou a procissão, (...) Foi a pedra principal benzida, a seguir a pedra segunda (...)'
Trabalho realizado por:
Ion Iorga
Daniel Lopes
consiste na supressão de lapsos temporais mais ou menos longos.
Full transcript