Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tempo/Espaço - Zygmunt Bauman

No description
by

Patricia Selau

on 2 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tempo/Espaço - Zygmunt Bauman

Programa de Pós-Graduação em Educação Unisinos

Objetivos do autor
Analisar de que forma as variáveis espaço e tempo se inserem no contexto da “modernidade líquida”, destacando as mudanças pelas quais passaram esses conceitos e destacando a forma como esses são vivenciados na atualidade, e suas tendências de futuro.
Comunidade
Comunidade: "Comunidade" é, hoje, a última relíquia das utopias da boa sociedade de outrora; é o que sobra dos sonhos de uma vida melhor, compartilhada com vizinhos melhores, todos seguindo melhores regras de convívio. Pois a utopia da harmonia reduziu-se, realisticamente, ao tamanho da vizinhança mais próxima. (p.108)
Cidade
Definido por Richard Sennett, cidade é "um assentamento humano em que estranhos têm chance de se encontrar" (p. 111)
http://www.zahar.com.br/livro/modernidade-l%C3%ADquida

http://www.zahar.com.br/autor/zygmunt-bauman
Modernidade Líquida
A modernidade imediata é "leve", "líquida", "fluida" e infinitamente mais dinâmica que a modernidade "sólida" que suplantou. A passagem de uma à outra acarretou profundas mudanças em todos os aspectos da vida humana. Zygmunt Bauman esclarece como se deu essa transição e nos auxilia a repensar os conceitos e esquemas cognitivos usados para descrever a experiência individual humana e sua história conjunta.
Contextualizando a Obra
BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Tradução: Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001
Espaço/Tempo
"Longe" e "tarde", assim como "perto" e "cedo, significavam quase a mesma coisa: exatamente quanto esforço seria necessário para que o ser humano percorresse uma certa distância. (p. 128)
Mestrado em Educação
Patrícia Selau
Espaço/Tempo
Zygmunt Bauman
Contextualizando o Autor
ZYGMUNT BAUMAN

Sociólogo polonês, iniciou sua carreira na Universidade de Varsóvia, onde teve artigos e livros censurados e em 1968 foi afastado da universidade. Logo em seguida emigrou da Polônia, reconstruindo sua carreira no Canadá, Estados Unidos e Austrália, até chegar à Grã-Bretanha, onde em 1971 se tornou professor titular da Universidade de Leeds, cargo que ocupou por vinte anos. Responsável por uma prodigiosa produção intelectual, recebeu os prêmios Amalfi (em 1989, por sua obra Modernidade e Holocausto) e Adorno (em 1998, pelo conjunto de sua obra). Atualmente é professor emérito de sociologia das universidades de Leeds e Varsóvia.
"[...] a modernidade é o tempo em que o tempo tem uma história" (p. 129)
Tempo
O tempo é diferente do espaço porque, ao contrário deste , pode ser mudado e manipulado, tornou-se um fato de disrupção: o parceiro dinâmico no casamento tempo-espaço
"Tempo é dinheiro" (p.130)
O tempo se tornou dinheiro depois de se ter tornado uma ferramenta (ou arma?) (p.130)
Wetware
Os humanos, os bois e os cavalos que fazia o esforço e punha os limites. (p.128)
Hardware
O que os humanos podem inventar , construir, apropriar, usar e controlar. (p.130)
O
wetware
tornava os humanos semelhantes; o
hardware os tornava diferentes. (p.130)
No livro a comunidade é percebida como objeto de desejo, sonho de consumo na/da contemporaneidade.
Espaço
No universo de
software
da viagem à velocidade da luz, o espaço pode ser atravessado, literalmente "em tempo nenhum"; cancela-se a diferença entre "longe" e "aqui". O espaço não impõe mais limites à ção e seus efeitos, e conta pouco ou nem conta. (p. 136)
O tempo não é mais o "desvio na busca", e assim não mais confere valor ao espaço. A quase-instantaneidade do tempo do
software
anuncia a desvalorização do espaço. (p.137)
Instantaneidade, significa realização imediata "no ato", mas também exaustão e desaparecimento de interesse. (p.137)
Pessoas com as mãos livres mandam em pessoas com as mãos atadas; a liberdade das primeiras é a causa principal da falta de liberdade das últimas - ao mesmo tempo em que a falta de liberdade das últimas é o significado último da liberdade das primeiras. (p.139)
A instantaneidade ( anulação da resistência do espaço e liquefação da materialidade dos objetos) faz com que cada momento pareça ter capacidade infinita ; e a capacidade infinita significa que não há limites ao que se pode ser extraido de qualquer momento- por mais deve e "fugaz" que seja. (p.145)
Software
moderndade
Full transcript