Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mulheres Ajudando Mulheres

No description
by

Victor Ximenes

on 25 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mulheres Ajudando Mulheres

Liderança
Princípios que regem a liderança cristã e a prática do discipulado

REFLEXÕES SOBRE RELACIONAMENTOS.
Esses líderes se esquecem que não é possível ao ser humano se relacionar com Deus ou com o próximo, sem que a doutrina das Sagradas Escrituras tratem o coração corrompido e enganoso do ser humano.
Centrar a vida da igreja em relacionamentos interpessoais é fruto da psicologização do púlpito e se baseia portanto em premissas meramente humanas.
Há a necessidade de se compreender a dimensão mais ampla e profunda da vida centrada em Deus, e assim agirmos em direção ao próximo. Como cristãos precisamos perceber a riqueza dos relacionamentos e a ação graciosa de Deus neles, de modo que toda a igreja esteja consciente do padrão de Deus para o ser humano na restauração do relacionamento com o Eterno e com o outro ser humano.
TESE: O Senhor Deus criou o homem para glorifica-lo e gozá-lo para sempre. A própria razão de ser revela que o homem foi criado para ser análogo e relacional, devendo relacionar-se em primeiro lugar com o Senhor que o criou, e também com o próximo, seu semelhante que reflete a imagem de Deus. O líder cristão necessita ter o coração transformado a fim de que possa se relacionar conforme o padrão bíblico para o ser humano, e também, possa ajudar outros a se relacionarem com Deus e com seus semelhantes.
1) O COLAPSO RELACIONAL.
Devemos entender que o Senhor Deus criou Adão e Eva como expressão do relacionamento perfeito que existe na Trindade desde a eternidade.
(Gn. 1.26-28)
Nosso compromisso com o próximo é expressar essa glória manifestada na comunhão de amor, submissão e serviço existentes em Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Jo 17.21-24
Precisamos compreender a queda e suas consequências (Gn 3-4). Adão e Eva se rebelaram contra Deus e a partir de então, não cumpririam mais sua missão de governar o mundo criado, sujeitá-lo e crescerem e multiplicarem-se. Com a queda multiplicaram suas dores, “conheceram” de forma limitada o bem e o mal, e não sabem lidar com eles, tentam governar e sujeitar a vida um do outro a ponto de ser continuamente mau todo desígnio dos seus corações. Gn 6.5
Para termos relacionamentos saudáveis não é suficiente alterarmos o comportamento ou mudarmos as circunstâncias, Cristo precisa transformar radicalmente nossos corações. Se o coração não mudar será inútil.

Mt 23.25,26
Ao compreendermos as consequências da queda, e assim percebermos adequadamente as dificuldades e lutas nos relacionamentos do dia a dia necessitaremos reconhecer os nossos pecados com humildade e dedicarmo-nos ao esforço pessoal pela santificação, na dependência e misericórdia do Senhor.
Apenas na vivência das disciplinas espirituais e na completa submissão ao Senhor poderemos desfrutar de algum progresso ou de alguma bênção em nossos relacionamentos.
Os problemas interpessoais não sumirão num passe de mágica e não viveremos num mar de rosas onde tudo é “paz e amor”. Pelo contrário, ao reconhecermos os efeitos do pecado, passaremos a lidar com os conflitos e dificuldades que existem nos relacionamentos com honestidade e realismo.
2) O FOCO É O CORAÇÃO.
O coração é a metáfora bíblica para o centro da vida. Ao falar do coração a Palavra de Deus fala de desejos, de planos, de vontades e coloca neste o centro das motivações do ser humano.
Percebermos a necessidade de mudança do coração nos leva à compreensão mais adequada das nossas expectativas e motivações, de nossa identidade e senso de realização. Ajudando-nos a perceber o deslocamento de nosso coração para o lugar errado, permite que compreendamos o ponto essencial, e sejamos reconduzidos a Jesus, para que, tendo a raiz da questão tratada, possamos ter práticas transformadas.
Não são poucos os pastores que têm ensinado em suas igrejas que a doutrina não é importante, mas os relacionamentos, como se um assunto excluísse o outro, e como se este não dependesse da transformação que aquele opera em nossas vidas.
Gn. 6.5
Pv. 6.14
Mc. 7.21
Pv. 15.13-14
Pv. 16.1
Pv. 4.23
Algumas considerações acerca da mudança do coração:

• A TRANSFORMAÇÃO OCORRE NO CORAÇÃO E ISSO EXIGE TEMPO.
• ESPERAMOS A MUDANÇA E QUEBRANTAMENTO INDIVIDUAL.
• PECADOS E PROBLEMAS SÃO GERALMENTE PRODUTOS DE DESORDEM DEVOCIONAL (IDOLATRIA).
• PECADOS E PROBLEMAS SÃO GERALMENTE PRODUTOS DE DESORDEM DEVOCIONAL (IDOLATRIA).
Full transcript