Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Insígnia de Comprometimento

No description
by

Rodrigo Hyago

on 11 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Insígnia de Comprometimento

INSÍGNIA DE COMPROMETIMENTO CLÃ MONTE CASTELO 1. Conhecer a estrutura e o funcionamento do Ramo Pioneiro (Conselho de Clã, Equipes de Interesse, etc.); Existe uma divisão de funções entre as diferentes instâncias; que fazem parte do Clã e que não possuem ordem hierárquica entre si, são elas: 4. Conhecer a Carta Pioneira do seu Clã 7. Conhecer os símbolos utilizados no Movimento Escoteiro; Baden-Powell escolheu a Flor de Lis como símbolo do Movimento Escoteiro por ela ser utilizada em mapas indicando o norte, que representa para o Escoteiro o verdadeiro caminho a ser seguido, sem se desviar na sua conduta. ETAPAS O Conselho é a estrutura formal onde se tomam as decisões de caráter geral do Clã. O CONSELHO DE CLÃ - formado por todos os integrantes do Clã; - presidido pelo Presidente da COMAD; - é ideal que seja em um lugar confortável, sem interrupções contínuas, distribuição espacial que facilite a comunicação; - a COMAD fixa a data, a duração e os temas a serem tratados antecipadamente ASSUNTOS: * Estabelecer normas de funcionamento e convivência (Carta Pioneira) * Definir metas e como e quando atingí-las * Decidir projetos e atividades do Clã e aprovar o calendário feito pela COMAD Então qual é a diferença de uma reunião normal??? Ela precisa ser convocada com ANTECEDÊNCIA e apenas tratar de ASSUNTOS ESPECÍFICOS, como por exemplo os citados acima! - Comissão Administrativa do Clã - COMAD - Equipe de Escotistas ou Equipe de Interesse. - Conselho de Clã Comissão Administrativa do Clã (COMAD) A COMAD é constituída por todos aqueles que foram eleitos para os diversos cargos de gestão do Clã: Presidente, Secretário ou Escriba ,Tesoureiro, etc...(Auxiliar de Programação, Responsável de Patrimônio, Guardião da Mística). Estes cargos são criados pelo Clã, de acordo com as suas necessidades, constando na Carta Pioneira. Mas, mais ou menos, ela aplica e respeita as normas estabelecidas pelo Conselho, organiza e avalia o calendário de atividades, apresenta ideias pro Conselho sobre visão e metas do Clã, apoia equipes de interesse, obtenção de recursos, promove reflexões, acampamentos, enfim! TUDO O QUE A GENTE JÁ FAZ, TODO MUNDO JUNTO! E o que ela faz? UM MONTE DE COISAS, que se ficarmos falando de cada uma aqui, vocês vão dormir! BASICAMENTE, é toda equipe envolvida em qualquer projeto existente dentro do Clã! 2. Conhecer a história do Ramo e seu Marco Simbólico; A ideia de um ramo que pudesse atender aos jovens “maiores” surgiu em 1914, com apoio de Baden-Powell, mas foi somente em 1917 que ele criou o Ramo “Rover”, A proposta era fazer com que os jovens pudessem manter vínculos entre eles por iniciativa própria (uma alegre fraternidade ao ar livre, explicou B-P), conservar nos mais velhos o ideal de boa cidadania, e atrair aqueles jovens que não tinham sido escoteiros. A proposta tomou forma e expandiu-se de fato a partir da publicação, em 1922, do livro “Rovering to Sucess” de autoria de Baden-Powell, e que foi traduzido por Bonifácio Antônio Borba (o “Polvo Velho”) e publicado no Brasil em 1939, com o título de “Caminho para o Sucesso”, e que deu impulso ao novo Ramo “Rover” em nosso país, no qual recebeu a denominação do Ramo Pioneiro. E adivinhem qual é o nosso marco? "Tenho um projeto para a minha vida", é a expressão que resume o marco simbólico do Ramo Pioneiro! 3. Conhecer e compreender o lema do Ramo Pioneiro; SEEEEEEEEEEEEEEERVIR! 5. Conhecer o sistema de Progressão do Ramo Pioneiro; 6. Conhecer e usar corretamente a vestimenta escoteira e seus distintivos; 8. Saber hastear e arriar a Bandeira Nacional; Dããã, mas ok, nós vamos SIM lá fora, provar que sabemos hastear e arriar a nossa bandeira! haha 9. Conhecer aspectos importantes da História do Escotismo e do seu Fundador; O Fundador do Escotismo, Robert Baden-Powell, carinhosamente chamado, de B-P, utilizou a palavra “escoteiro” por que ela significava, de maneira genérica, explorador, montanhista, mateiro, guia, navegante, missionário, descobridor, pesquisador e todo aquele que “vai à frente”, para descobrir caminhos por onde poderiam seguir os demais. No final do século XIX, o exército da Inglaterra se encontrava em situação complicada, pois os territórios das colônias eram frequentemente ameaçados por outros países ou lutavam para obter sua independência.
Robert Stephenson Smyth Baden-Powell (carinhosamente apelidado de B-P) era um herói para seu país. Porém, quando retorna de suas campanhas para a Inglaterra (já consagrado “herói” militar), encontra-a imersa em graves problemas econômicos e sociais.
Nas cidades não havia moradia digna, condições sanitárias, segurança e escolas. O trabalho nas indústrias era muito pesado e rendia salários baixíssimos para os trabalhadores. Nas ruas circulavam crianças, jovens e adultos desocupados de ambos os sexos, alcoólatras, viciados e prostitutas. Foi sob este cenário que B-P começou a pensar que era indispensável fazer alguma coisa pela juventude inglesa. Somou-se a isso a constatação de que o livro “Aids to Scouting” estava sendo usado por escolas como instrumento de apoio à educação.
Estimulado por essas circunstâncias e também pelo grande número de cartas que recebia de jovens, B-P passou a estudar como usaria suas ideias de atividades ao ar livre para contribuir na educação. Essas ideias foram testadas em um acampamento experimental em 1907, culminando com a publicação do livro “Scouting for boys” – A Handbook for instruction in Good Citizenship”, inicialmente lançado em fascículos, que no Brasil recebeu o titulo de “Escotismo para Rapazes – Um Manual para Instrução em Cidadania”.
Com a publicação de “Escotismo para Rapazes” surgiram milhares de patrulhas - pequenos grupos de garotos com chapéus de abas e lenços coloridos em volta do pescoço – explorando todo o Reino Unido. As mães se viram obrigadas a converter calças compridas em calças curtas, enquanto os meninos enrolavam suas meias compridas e de cor preta, expondo seus joelhos pálidos ao rigoroso inverno inglês, seguindo um desenho de Baden-Powell sobre a forma escoteira de se vestir. As lojas de ferragens tinham uma grande venda de bastões escoteiros. Em quase toda cidade ou povoado britânico casas e ruas eram decoradas com grandes setas feitas com giz, para indicar aos retardatários que “Eu fui nessa direção” ou círculos de giz com um grande ponto no centro que indicava “Eu fui pra casa”.
Esta visão histórica nos apresenta um fato: Baden-Powell não havia planejado fundar uma nova organização. Em suas citações a respeito ele comenta que a intenção era que seu livro fosse usado por organizações já existentes, como associações de jovens, clubes ou igrejas. Mas, os rapazes e moças tinham outra ideia: formaram, independentes, suas próprias patrulhas e iniciaram um Movimento que logo se expandiu por todo o mundo.
O Escotismo chegou na América do Sul em 1908, no Chile. No Brasil, começou em 1910, no Rio de Janeiro. A primeira notícia sobre o Escotismo publicada no Brasil foi no dia 1º de dezembro de 1909, no número 13 da revista Ilustração Brasileira, editada no Rio de Janeiro. A reportagem fora preparada na Inglaterra, pelo Tenente da Marinha de Guerra, Eduardo Henrique Weaver. À época encontrava-se na Inglaterra um contingente de Oficiais e Praças da Marinha do Brasil que se preparava para guarnecer os novos navios da esquadra brasileira em construção. No retorno os militares, que traziam consigo uniformes escoteiros ingleses, a maioria embarcada no encouraçado “Minas Gerais”, que chegou ao Rio de Janeiro em 17 de abril de 1910. No dia 14 de junho do mesmo ano, reuniram-se todos
11
os interessados pelo escotismo e foi oficialmente fundado o “Centro de Boys Scouts do Brasil” na rua do Chichorro n° 13, no Rio de Janeiro.
Em 1914 em São Paulo, é fundada a A.B.E - Associação Brasileira de Escoteiros. Seu fortalecimento ajudou a irradiar o Movimento pelo país. Em 1915 o Escotismo já estava presente em quase todos os Estados da Federação.
No inicio da década de 10, havia considerável número de instituições escoteiras. Naqueles anos, o Chefe Benjamim Sodré, conhecido como “Velho Lobo”, mantinha uma Seção sobre Escotismo na revista Infanto - Juvenil “O TICO TICO”.
Na Edição do dia 23 de janeiro de 1924, publicou um artigo que refletia a conjuntura do Escotismo naquela época e propunha a criação de uma confederação geral. Após assistir a um discurso do padre Leovigildo França, vice-presidente da Associação de Escotismo Católico, sobre o Jamboree Mundial de 1924, renovou o seu apelo remetendo cartas e fazendo contatos pessoais com os principais responsáveis pelas Instituições Escoteiras do Brasil, convocando-os para se reunirem com o fim de criar uma Associação Nacional do Escotismo Brasileiro.
Passaram se reunir seguidamente, incentivados pelo próprio Fundador, e dado o grande interesse e a boa vontade de todos, a tarefa foi concluída em 4 de novembro de 1924, com a fundação da União dos Escoteiros do Brasil - UEB. UUUUFA! Caaaaalma que tá acabando! 10. Compreender o significado da Lei e Promessa Escoteira. É O ÚÚÚÚLTIMO! Esta é a Lei Escoteira:
I. O Escoteiro tem uma só palavra; sua honra vale mais do que a própria vida.
II. O Escoteiro é leal.
III. O Escoteiro está sempre alerta para ajudar o próximo e pratica diariamente uma boa ação.
IV. O Escoteiro é amigo de todos e irmão dos demais Escoteiros.
V. O Escoteiro é cortês.
VI. O Escoteiro é bom para os animais e as plantas.
VII. O Escoteiro é obediente e disciplinado.
VIII. O Escoteiro é alegre e sorri nas dificuldades.
IX. O Escoteiro é econômico e respeita o bem alheio.
X. O Escoteiro é limpo de corpo e alma. Mas, o que é a Lei Escoteira? a nossa promessa, todo mundo já conhece... Prometo pela minha honra fazer o melhor possível para:
Cumprir meus deveres para com Deus e minha Pátria;
Ajudar o próximo em toda e qualquer ocasião;
Obedecer a Lei Escoteira. E ACABOOOOOOOOOOOOOU! E PODE APLAUDIR! PORQUE AGORA TODO MUNDO TEM INSÍGNIA DE COMPROMETIMENTO, PORRAAAAA! OBRIGADO!!!
Full transcript