Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Portugal na UE

No description
by

joao amaral

on 2 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Portugal na UE

Aproveitar a grande experiência que Portugal tem na área dos serviços (turismo), importante para a comunidade
Modernizar e aumentar a competitividade dos setores produtivos, aumentando a capacidade de exportação

• Incentivo ao empresário com iniciativa e criatividade através de apoios para a internacionalização
• Aproveitar todas as vantagens proporcionadas pelo alargamento do mercado
• Aproveitar o quadro de grandes investimentos nos países candidatos, designadamente em infra-estruturas (Ambiente e transportes são áreas prioritárias).
Soluções para as dificuldades de Portugal
Aumento da concorrência comercial
Desvio de fluxos de investimento
Redução da intensidade dos apoios comunitários
Aumento do caráter periférico
Alguma perda de soberania
Vulnerabilidade face à moeda
Aspetos negativos da nossa permanência na U.E.
Facilitou e intensificou as trocas comerciais internacionais, eliminou os direitos aduaneiros para com os países da U.E.
Trouxe novas oportunidades para as empresas e para os grupos económicos e financeiros
Pertencer a um grupo de elevada importância a nível mundial

Aspetos positivos da nossa permanência na U.E.
1 de Janeiro de 1986.
O Tratado de adesão foi assinado a 12 de Junho de 1985.
A CEE passou a ser composta por 12 Estados-membros.
Membro da eurozona desde 1999
Membro do espaço Schengen desde 1991
Adesão de Portugal à CEE
Portugal na UE
25 anos

• Facilidade em viajar de país em país dentro da UE e até mesmo em mudar de país de residência. Livre circulação de pessoas, torna-se desnecessário andar de passaporte e pedir vistos
• Acesso a diversos fundos comunitários

Projecto de Portugal europeu é um "semifalhanço", diz Augusto Mateus

ANA FERNANDES 30/05/2013 - 13:12

"Muitas andorinhas não fazem a Primavera", conclui um estudo sobre os efeitos dos fundos estruturais no país.
1986-2011
2014 28 anos
Portugal recebeu 9 milhões por dia em fundos comunitários.
Portugal ganhou quase seis mil quilómetros de estradas desde a adesão à UE.
Igual atenção não foi dada a outros meios de transporte.
Tranportes coletivos não beneficiaram. proporcionalmente deste crescimento.
Pouco investimento no transporte ferroviário e de mercadorias, coloca Portugal quase no fim da tabela europeia.
Grande investimento em infraestruturas, a uma velocidade que não correspondia ao crescimento da economia.
Investimento feito de forma desequilibrada e pouco pensada.
Aeroporto de Beja, estádios de futebol sem ocupação, centros culturais, piscinas municipais.
Infraestruturas que não temos a capacidade (e a necessidade) de manter.
Perspetivas para o futuro
O que dizem os dados?
População
Produção
Recursos Humanos
Nivel de vida e justiça social
Infraestruturas
2020
Unida na Diversidade
"In varietate concordia"
Paz
Prosperidade
Coesão
... sem nunca abdicar da variedade cultural da Europa que deve ser vista como como uma vantagem para todo o continente.

1. Emprego
2. I&D
3. Alterações climáticas e sustentabilidade energética
4. Educação
5. Luta contra a pobreza e exclusão social
Objetivos da estratégia Europa
Full transcript