Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ecologia industrial

No description
by

Thais Sampaio

on 28 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ecologia industrial

Ecologia Industrial
CONSUMO DE MATERIAS
Thais Sampaio - Daniela Nogueira - Erika Lopes
introdução
introdução
Quase toda atividade humana gera resíduos

Exploração de recursos antigamente e hoje

Atualmente, o que motiva o consumo?
introdução
Quase toda atividade humana gera resíduos

Exploração de recursos antigamente e hoje

Atualmente, o que motiva o consumo?
introdução
introdução
introdução
introdução
Se opõe a avaliação fragmentada dos impactos causados pela produção industrial

Sugere a identificação de oportunidades de redução da geração de rejeitos e de consumo de matérias primas e de energia


Visa interligar o destino de materiais e de sua transformação em produto por meio de vários processos.
“O objetivo da Ecologia Industrial é formar uma rede de processos industriais mais elegante e com menos desperdício.”
Ausubel (1993)
“Nosso consumo de
matérias primas e a nossa produção de
resíduos é uma conseqüência da estrutura de circulação de matérias primas em nosso sistema industrial. Para reciclar resíduos, devemos perceber que as principais dificuldades não estão relacionadas à coleta, ou mesmo ao estágio de separação, mas antes da coleta, isto é, na possibilidade de dispor dos resíduos
na estrutura de nosso sistema de
produção”
Billen, Toussaint, Peeters, Sapir,
Steemhout e Vanderborght (1983)
Cenário
O MODELO ATUAL CONSIDERA:
A geração de resíduos é um fato inevitável
A remediação tais problemas através de ações e tecnologias de controle da poluição
introdução
GRANDE AUMENTO POPULACIONAL
Maior exploração
Maior produção
Maior geração de resíduos
Maior poluição
CONSUMO INCONSCIENTE
O consumidor não tem informação quanto aos processos produtivos
Falta de incentivo a mudança do modelo econômico
anos 60 e 70
Ceticismo

Crescimento industrial de altíssimo impacto sobre o meio ambiente

As medidas ambientais eram vistas como marginais, custosas e indesejáveis
anos 80
Métodos ambientais para poupar dinheiro e aumentar suas vendas
produção e consumo
85% de produção e do consumo no mundo estão localizados nos países industrializados que tem apenas 19% da população

Os EUA têm 5% da população mundial e consomem 40% dos recursos disponíveis
(Relatório da ONU)

Se os seis bilhões de pessoas usufruíssem o mesmo padrão de vida dos 270 milhões de americanos, seriam necessários seis planetas.
(VITOR, 2002)
Japão
Um dos países mais desenvolvidos do mundo

O país esteve constantemente em conflitos durante seu desenvolvimento, todos os possíveis para atrasar e dificultar ao máximo seu processo de desenvolvimento, e é claro, de industrialização
PETRÓLEO
Poucas reservas de petróleo nacional

Reservas domésticas de petróleo do Japão estão concentrados principalmente ao longo da costa ocidental do país. Áreas offshore em torno do Japão, como o Mar da China Oriental, também contêm depósitos de petróleo e gás, no entanto, o desenvolvimento destas zonas é sustentada por concorrentes reivindicações territoriais com a China.
PETRÓLEO
Gráfico 1: Produção e Consumo Japonês de Petróleo (1990-2010)
GÁS NATURAL
De acordo com o Jornal de Petróleo e Gás (OGJ), o Japão teve 738.000.000 mil pés cúbicos de reservas comprovadas de gás natural a partir de janeiro de 2011. As reservas de gás natural estão localizadas ao longo da costa ocidental.
Petróleo
Gás Natural
GÁS NATURAL
Gráfico 2: Produção e Consumo Japonês de Gás Natural (1990-2009)
Aço
AÇO
O Japão ocupa a segunda colocação na lista, do ranking mundial de produtores de aço, com uma produção de 109,6 milhões toneladas em 2010, segundo dados da Associação Mundial do Aço. Deste total, 63,8 milhões de toneladas foram usadas pelo país em produtos industrializados.
AÇO
Gráfico 3: Produção Japonesa de aço bruto (2002-2011)
AÇO
Os aumentos na produção e, consequentemente, no consumo foram causados pela demanda doméstica e pela melhora no setor automobilístico, impulsionadas principalmente pelas exportações para o restante do continente asiático.
AÇO
Gráfico 4: Consumo de aço anual (EUA, China e Japão)
China
A industrialização da China está diretamente associada ao processo de modernização e abertura da economia iniciado em 1978

Quarto maior parque industrial do mundo:
50% dos sapatos, 40% dos computadores, 40% dos brinquedos e 35% dos fornos micro-ondas, produzidos atualmente saem de fábricas chinesas.
http://toptravellists.net
Petróleo
PETRÓLEO
A China tinha 20,4 bilhões de barris de reservas comprovadas de petróleo a partir de janeiro de 2011, mais de 4 bilhões de barris de dois anos atrás. Campos maiores e mais antigos de petróleo da China estão localizados na região nordeste do país. A China produziu um número estimado de 4,3 milhões de bbl/d de líquidos totais de petróleo em 2010, dos quais 96% era de óleo bruto.
Oil & Gas Journal (OGJ)
PETRÓLEO
Gráfico 5: Produção de óleo bruto (1980 até 2011)
PETRÓLEO
A China tinha 20,4 bilhões de barris de reservas comprovadas de petróleo a partir de janeiro de 2011, mais de 4 bilhões de barris de dois anos atrás. Campos maiores e mais antigos de petróleo da China estão localizados na região nordeste do país. A China produziu um número estimado de 4,3 milhões de bbl/d de líquidos totais de petróleo em 2010, dos quais 96% era de óleo bruto.
Oil & Gas Journal (OGJ)
PETRÓLEO
A China consumiu uma estimativa de 9,2 milhões de barris por dia (bbl / d) de petróleo em 2010

Importações líquidas de petróleo da China chegou a cerca de 4,8 milhões de barris / d em 2010 e tornou-se o segundo maior importador de petróleo do mundo, atrás dos Estados Unidos em 2009.
PETRÓLEO
Gráfico 6: Consumo de Petróleo
Gás Natural
GÁS NATURAL
De acordo com OGJ, a China possuía 107 trilhões de pés cúbicos (Tcf) de reservas comprovadas de gás natural a partir de janeiro de 2011, 27 Tcf superior as reservas estimadas em 2009. A produção da China e demanda de gás natural aumentou substancialmente. Em 2009, a China produziu 2,93 Tcf de gás natural, cerca de 8 por cento de 2008, enquanto o país consumiu 3,08 Tcf. A China se tornou um importador de gás natural liquefeito (GNL) pela primeira vez em quase duas décadas, em 2007.
GÁS NATURAL
Gráfico 7: Produção de gás natural (1980 até 2011)
GÁS NATURAL
O governo chinês prevê aumentar a participação do gás natural como parte do consumo de energia total para 10% em 2020 para aliviar a alta poluição do uso do país de carvão pesado. O consumo de 2009 subiu em relação a 2008 em mais de 12%, e o país importou mais de 140 Bcf de gás natural liquefeito (GNL). Embora a maioria do consumo de gás seja dominado por usuários industriais (45% em 2007, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas), o crescimento recente do consumo de gás nos últimos anos decorre do poder, os utilitários e os setores residenciais.
GÁS NATURAL
Serão demandados o triplo de Projetos de Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) sobre gás natural até 2035, crescendo cerca de 5% ao ano. Para atender a essa déficit previsto, a China deverá continuar a importar gás natural via GNL e uma série de condutas de importação potenciais de países vizinhos.
GÁS NATURAL
Gráfico 8: Consumo de Gás Natural
Carvão
Madeira
Papel e Celulose
Aço
CARVÃO
A China é o maior produtor e consumidor de carvão do mundo, e responde por quase metade do consumo de carvão do mundo.

Há 27 províncias na China que produzem carvão, e um pouco mais que a metade de carvão da China é usado para geração de energia. O Norte da China, especialmente o Províncias de Shanxi e Mongólia Interior, contém mais carvão de fácil acesso e praticamente todas as grandes minas estatais.
CARVÃO
Gráfico 9: Produção de Carvão
CARVÃO
Gráfico 10: Consumo de Carvão
MADEIRA
A China é o maior mercado mundial para produtos de madeira tanto da Indonésia como da Papua Nova Guiné, adquirindo 29% dos produtos de madeira da Indonésia (2002, por valor) e 84% de madeira em tora das florestas da Papua.

A produção de madeira serrada em 2008 na China foi de 28,4 milhões de m3, 75% maior do que em 1999.
MADEIRA
Em 10 anos, o aumento no consumo global de produtos de madeira representou a exploração de 108 milhões de metros cúbicos adicionais, sendo que mais da metade foi consumido na China. Ou seja, de cada duas árvores derrubadas, uma foi para satisfazer o aumento no consumo da China
MADEIRA
Gráfico 11: Produção de Madeira serrada
PAPEL
Gráfico 12: Produção de papel
PAPEL
Gráfico 13: Consumo de papel
CELULOSE
Gráfico 14: Produção de celulose
CELULOSE
Gráfico 14: Consumo de celulose
AÇO
Gráfico 15: Produção e consumo de aço
conclusão
O consumo de materiais é reflexo do modelo econômico adotado. Tanto a CHINA quanto o JAPÃO estão em constante crescimento.
Os materiais não são explorados para a manutenção da vida humana e sim para o acúmulo de capital .

novas tecnologias > novas alternativas > MELHOR APROVEITAMENTO
CIA World Factbook
Consumo de Petróleo - 2010/2011
# Japão
- 4,452,000 barris/dia

# China
- 9,400,000 barris/dia
Consumo de Eletricidade - 2012
CIA World Factbook
# Japão
- 860 bilhões de kwh

# China
- 4,693 bilhões de kwh
Consumo de Gás Natural - 2012
# Japão
- 100,300,000,000 m³

# China
- 129,000,000,000 m³
CIA World Factbook
China
O acelerado e milagroso crescimento econômico chinês dos últimos 25 anos, causa transformações profundas, especialmente, no plano social e econômico.

Hoje o mercado chinês é formado por 400 milhões de pessoas com uma boa capacidade para consumir. Estas pessoas trabalham nas indústrias e representam por volta de 35% da mão-de-obra chinesa.
China
A China de 1979 era um país quase totalmente agrário, atrasado tecnologicamente, com exceção da área bélica, e pouco desenvolvido no comércio exterior e no setor de serviços.
China
Já a China do século XXI, classificada como a “fábrica do mundo”, apresenta tecnologia de ponta e um comércio exterior dinâmico, além de melhorar rapidamente o setor de serviços.
Japão
O Japão é um país isular, pouco dotado de recursos naturais e que sustenta uma população de mais de 120 milhões de habitantes em uma área relativamente pequena.
Ao mesmo tempo, entretanto, o processo de rápida expansão industrial, junto com mudanças nas condições econômicas japonesas e internacionais ocorridas nos últimos anos, criou vários problemas econômicos que o país deve enfrentar hoje em dia.
Contudo, apesar dessas condições restritivas e da devastação de seu parque industrial durante a Segunda Guerra Mundial, o Japão conseguiu não apenas reconstruir sua economia, mas também tornar-se uma das principais nações industrializadas do mundo.
Japão
Japão
Japão
Comparativo - China x Japão
Full transcript