Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Entrevista com a jornalista Mariana Filgueiras

No description
by

Larissa Pereira

on 23 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Entrevista com a jornalista Mariana Filgueiras

Entrevista com a jornalista Mariana Filgueiras
LET 1090 - Professora Maria Cristina Góes

Formação
Jornalismo na Universidade Federal Fluminense

Pós graduação em História Contemporânea pela UFF

Mestrado em Literatura Comparada pela Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha

Cursando pós graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC
Focas do estadão e tv bandeirantes
Editoria de cidade do jornal do brasil
Fantástico
Onde está Belchior?
O GLObo
Prêmios
Jornalismo Literário da Revista Bravo!, em 2009.

IV Prêmio de Jornalismo Mário Pedrosa do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em 2011, com a reportagem
“Guardiões do samba”.

I Prêmio CNPG de Jornalismo, na categoria Revista, em 2012, com a matéria “Um pai para chamar de meu”.
PS: Eu te amo
Eduarda Rodrigues
Larissa Pereira
Tamyres Freitas

Turma 1IF
" A editoria de cidade ensina a ser cidadão antes de ser jornalista"
Blog como oportunidade
Novas tecnologias: Edição de vídeos e imagens
"A faculdade é apenas um instrumento, é preciso correr por fora"
O mercado não está saturado!
"Nosso namoro durou um ano, 136 cartas, nove livros, dois telegramas e um telefonema — contou Sylvio, para suspiro coletivo da plateia, e espanto das filhas, que não conheciam todos aqueles números. — Naquele tempo, dar um telefonema era uma fortuna. Esta dedicatória escrevi no dia do meu aniversário, já doido por ela. Eu nem sei como perdi o livro, acho que foi numa mudança nos anos 80. Um ano depois, Febea veio morar no Brasil, e Sylvio montou um apartamento no Méier para ela. Tiveram duas filhas, Isabella e Gabriella — que a essa altura se debulhavam em lágrimas na livraria —, e viveram felizes para sempre. Até que um câncer levou Febea aos 41 anos de idade. Sylvio nunca mais se casou."
Obrigada!
Full transcript