Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A particularidade jornalística de "Canudos, história em vers

No description
by

Shey Alves

on 29 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A particularidade jornalística de "Canudos, história em vers

A particularidade jornalística de
Canudos, história em versos
. Uma análise do jornalismo inserido na literatura de cordel e na obra de Manuel Pedro das Dores Bombinho

Autora: Sheylla Maria de Jesus Alves
Orientadora: Karina Gomes Barbosa

O objeto de estudo
Literatura de Cordel;
Jornalismo;
Canudos, história em versos,
o sertão por Bombinho.
O sertão e a guerra
1ª expedição
2ª expedição
3ª expedição
4ª expedição
Antônio Conselheiro X O estado da Bahia
A transmissão jornalística através da obra
Canudos, história em versos
O fato
O acontecimento
A informação
O tempo
A notícia
ATUALIDADE
ALSINA, Miquel Rodrigo. A construção da Notícia. Petrópolis, Rj: Vozes, 2009. 343 p. (Clássicos da Comunicação).
SODRÉ, Muniz. A Narração do Fato. Petrópolis, Rj: Vozes, 2009. 287 p.
RIBEIRO, Jorge Claudio. A ética como fator de resistência no jornalismo.
Realidade X Ficção
Mimesis
A arte da imitação, no jornalismo é a arte da representação. O tempo real do acontecimento não é o mesmo tempo da sua transmissão. O tempo em Canudos, história em versos é outro bem distante do tempo real.
A semelhança da representação com o real
Agenda-setting
Modelo proposto por Lasswell
Construindo a notícia
A objetividade
O
lead
Imparcialidade
As fontes
O caminho da mensagem
Emissor
Transmissão
Recepção
METODOLOGIA
O método de pesquisa utilizada foi a qualitativa de análise de conteúdo. Através dela é possível caracterizar a presença de elementos informativos na obra
Canudos, historia em versos
. De modo a reconhecer aspectos e componentes interpretativos de noticiabilidade, que cumpram, objetivamente, informar e formar opinião.
Resultados
Perceptível um envolvimento entre o objeto analisado e o texto jornalístico.
Não foram considerados jornalísticos a colocação do autor no texto, apesar da sua relação com o jornalismo literário. Nem a forma estética em que o texto se organiza.
Foi constatado uma complexibilidade na forma estrutural do poema, onde fontes de cunho apurativo se apresentam.
O objetivo de informar e de entreter foram confirmados, pela presença da poesia popular.
Elementos da realidade social, traz a essência jornalística baseada no fato social.
O fato, o acontecimento como elemento fundamental para notícia foi confirmado pela realidade social.
Componente popular que auxilia no processo de informação.
A obra
Canudos, história em versos
, pode ser considerada jornalística pelos fatos sociais e pela sua composição histórica apenas.
ALMEIDA, Cicero Antonio F.; BARROS, Flavio de. Canudos: Imagens da guerra. Rio de janeiro: Mus Republica, 1997. 171p.

ALSINA, Miquel Rodrigo. A construção da Notícia. Petrópolis, Rj: Vozes, 2009. 343 p. (Clássicos da Comunicação).

AQUINO, Vanessa Alessandra. Literatura de cordel e jornalismo: A poesia popular como decodificador de informação. Brasília - Df: Uniceub, 2007. 44 p. Disponível em: <http://repositorio.uniceub.br/bitstream/123456789/2449/1/20413062.pdf>. Acesso em: 14 maio 2013.

ARARIPE, Tristão de Alencar. Expedições militares contra canudos: seu aspecto marcial . 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: Biblioteca do Exército, 1985.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009

BARROS, José D'assunção. Histórias e Pespectivas: Afrontando o rei através da poesia — Um estudo sobre as lutas de representações entre os trovadores medievais- ibéricos dos séculos XIII e XIV. Vitória da Conquista: Fólio - Revista de Letras, 2012. P.219-249. Disponível em: <http://periodicos.uesb.br/index.php/folio/article/viewFile/769/1231>. Acesso em: 05 maio 2013.


BARROS, José D'assunção. Os trovadores medievais e o amor cortês - Reflexões historiográficas. Ufg: Alethéia, 2008. 1 v. Disponível em: <http://www.miniweb.com.br/historia/artigos/i_media/pdf/barros.pdf>. Acesso em: 05 maio 2013.

BEUER, Martin W.; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa em texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis. Ed. Vozes, 2004.

BENICIO, Manoel. O rei dos jagunços. Brasília: Senado Federal, 1997. VIII, 408 p.


BOMBINHO, Manuel Pedro Das Dores. VILLA, Marco Antonio (Org.). Canudos: historia em versos. São Paulo: Hedra, 2002. 344 p.

BRAGA, Gabriel Pereira. Entre o fanatismo e a utopia: trajetória de Antônio Conselheiro e do beato Zé Lourenço na literatura de cordel.Belo Horizonte: Dissertação de Mestrado, 2011.
Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/BUOS-8FMH5A/entre_fanaticos_e_her_is___gabriel_braga.pdf?sequence=1>. Acesso em: 02 jun. 2013.

CALASANS, José, 1915. Canudos na literatura de cordel. São Paulo: Atica, 1984. 104 p.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. 9º Ed. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2006. 199 p.

CUNHA, Euclides da. Os sertões: Campanha de canudos. 2. ed. Brasília, DF: Ática, 2003. 737 p.

CUNHA, Euclides da. Canudos e outros temas. 3. ed Brasília, DF: Senado Federal, 1994.

CURRAN, Mark J. Cuíca de Santo Amaro: poeta-repórter da Bahia. Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado, 1990. 195 p.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira. Oralidade, Memória e a Mediação do Outro: Práticas de Letramento Entre Sujeitos com Baixos Níveis de Escolarização - o Caso do Cordel (1930-1950). 81. ed. Campinas: Educ. Soc., 2002. P.115-142. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13934.pdf>. Acesso em: 22 abr. 2013.

GALVÃO, Walnice Nogueira. No calor da hora: A guerra de canudos nos jornais, 4 expedição. 3. ed. SP: Ática, 1994. 510 p.

GANCHO, Cândida V.. Como analisar narrativas. São Paulo: Ática, 1991. 70 p.

GARCIA, Simone. Canudos: Historia e literatura. Curitiba: Hd Livros, 2002. 128 p.





LEITE, Ligia Chiappini Moraes. O Foco Narrativo. 10. ed. São Paulo: Ática, 2005. 96 p.
LUYTEN, Joseph M. O que é literatura popular. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1984. 73 p. (Coleção primeiros passos)

MACÊDO, Nertan. Antônio Conselheiro: (a morte em vida do beato de Canudos). Rio de Janeiro: Record, 1969.

MACHADO, Franklin, 1943. O que é literatura de cordel? Rio de Janeiro: Codecri, 1980. 143 p.

MELO, José Marques de. Mídia e cultura popular: história, taxionomia e metodologia da folkcomunicação . São Paulo, SP: Paulus, 2008. 236 p.

MONIZ, Edmundo. Canudos: A luta pela terra. São Paulo: Global, 1988.

MOTA, Leonardo. Sertão alegre: poesia e linguagem do sertão nordestino. Belo Horizonte: Edições de Ouro, 1968. 304 p.

NERY, Natuza. Notícias de um arraial bárbaro: mapeamento da cobertura jornalistica da quarta expedição a canudos. 2005. 15 f. TCC (Graduação) - Curso de Jornalismo, Ceub, Brasília, Df, 2005.

NOGUEIRA, Ataliba. Antônio Conselheiro e Canudos: revisão histórica. São Paulo: Nacional, 1974.

PENA, Felipe. Teoria do Jornalismo. 3. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2012. 235 p.







PLATÃO. A República. São Paulo: Martin Claret, 2000. 320 p. (A obra-pria de cada autor).

QUEIROZ, Jeová Franklin de. Sertão só se informa bem quando o cordel aparece. Revista Interior, Brasília - Df, n. , p.36-43, jul. 1981.

PROENCA, Ivan Cavalcanti. Ideologia do cordel(a). Rio de janeiro: Imago, 1976. 109p.

RIBEIRO, Jorge Claudio. A ética como fator de resistência no jornalismo.

Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, Vol. XXIII, n.2, julho/dezembro de 2000. (p.137-141)
SILVA, Minelvino Francisco. Antônio Conselheiro e a Guerra de Canudos. Itabuna-ba: Luzeiro, 1980. 32 p.

SLATER, Candace. A vida no barbante: a literatura de cordel no Brasil / Otávio Alves Velho, tradução de. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1984. 321 p.

SOLA, Jose Antonio. Canudos: Uma utopia do sertao. Sao paulo: Contexto, 1997. 80p.

SODRÉ, Muniz. A Narração do Fato. Petrópolis, Rj: Vozes, 2009. 287 p.

TEIXEIRA, Luciana Medeiros. Cordel no Distrito Federal. In: INTERCOM/ CENTRO-OESTE, 4., 46, Brasília. Literatura de Cordel como Jornalismo Popular no Distrito Federal. Df: -, 2009. p. 1 - 15. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/regionais/centrooeste2009/resumos/R17-0290-1.pdf>. Acesso em: 03 mar. 2013.

VASCONCELOS, Frederico. Anatomia da Reportagem. São Paulo: Publifolha, 2008. 151 p.

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. 10. ed. Lisboa: Editorial Presença, 1985. 271 p.

Referências bibliograficas
Pró-Reitoria de Graduação
Curso de Comunicação Social - Jornalismo
Trabalho de Conclusão de Curso
Autora: Sheylla Maria de Jesus Alves
Orientadora: Karina Gomes Barbosa

29 de novembro de 2013
Full transcript