Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA ADMINISTRAÇÃO DE INSULINA

No description
by

on 21 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CUIDADO DE ENFERMAGEM NA ADMINISTRAÇÃO DE INSULINA

CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA ADMINISTRAÇÃO DE INSULINA
ANA PAULA PINHEIRO
DIOGO DE OLIVEIRA
GRACIELE BRANDÃO
IRLANDE CARVALHO
IZAURA GRACIELA SILVA
ROBENILZA CARDOSO
RÚBIA CARVALHO


Insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, que permite a entrada de glicose nas células para ser transformada em energia.

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA ADMINISTRAÇÃO DE INSULINA
DIABETES TIPO 1
:DM,é uma doença auto-imune caracterizada pela destruição das células beta produtoras de insulina.Os diabéticos tipo 1 geralmente apresentam quadro súbito de
poliúria
,
polidipsia
,
polifagia
e perda de peso devido à hiperglicemia.
DIABETES TIPO 2
: é um distúrbio metabólico caracterizado pelo elevado nível de glicose no sangue no âmbito da
resistência
à insulina e pela
insuficiência
relativa de insulina.
O DIABETES GESTACIONAL
: é o alto nível de açúcar no sangue (diabetes) que começa ou é diagnosticado durante a gestação.
As insulinas podem ser de origens:
Insulina de ação rápida (Regular)
Insulina de ação lenta (NPH)
Insulina de ação Ultra- Lenta (Glargina)
Os portadores de diabetes
tipo 1
precisam aplicar insulina todos os dias, várias vezes ao dia, seja através de seringa, caneta de aplicação, ou para aqueles que decidirem com seu médico e forem indicados à essa terapia.
Seringa tipo insulina:
A escolha da seringa deve ser feita de acordo com a dose (quantidade) de insulina recomendada pelo médico.
Canetas de insulina
: Ao forçar a insulina através de um bocal muito fino, especialmente concebido, um jato de pressão elevada é produzido. Este jato é capaz de penetrar a pele sem a necessidade de uma agulha.
Bomba de insulina:
A bomba de infusão de insulina é um aparelho eletrônico do tamanho de um celular ligado ao corpo por um cateter com uma agulha flexível na ponta.
file:///C:/Users/A/Downloads/pdf%20insulina%20(2).pdf
file:///C:/Users/A/Downloads/artigo%20insulina.pdf
file:///C:/Users/A/Downloads/INSULINA%20(1)%20(1).pdf
http://www.diabetesendocrinologia.org.br/pdf_informacoes_paciente/usode_insulina_orientacaoparacientes_e_familiares.pdf
PROF. BIANkA SOUSA
ORIENTADORA:
DISCENTES:
CONCEITO
AÇÃO DA INSULINA
TIPOS DE DIABETES
TIPOS DE DIABETES
DIABETES GESTACIONAL
CLASSIFICAÇÃO

Insulina de ação Ultra-Rápida (Lispro)
Humana,
Bovina,
Suína e
Sintético
Estas insulinas são análogos da insulina humana,obtidas por tecnologia DNA recombinantes.
Início de ação : 15 min
Concentração máxima:40-60 min
Duração de ação: 2-4 hrs
CLASSIFICAÇÃO
Estas insulinas também designadas por insulinas solúveis,regulares ou cristalinas,contêm a molécula de insulina não modificada em solução.
Início de ação : 30 min
Duração de ação: 4-8 hs
CLASSIFICAÇÃO
Este tipo de insulina pode ser obtida pela mistura da insulina regular com protamina ou com zinco, reduzindo o tempo de absorção.
Origem humana ou animal.
Início de ação: 1,5 hr
Concentração máxima: 4 - 8 hrs
Duração de ação:18 hrs.
CLASSIFICAÇÃO
Estas insulinas são obtidas através da adição de um excesso de zinco à insulina sóluvel,na presença de um tampão acetato,obtendo-se então uma suspenção relativamente insolúvel.
Início de ação: 5 hrs
Concentração máxima: 20 hrs
Duração de ação: 30 hrs.
TEMPO DE AÇÃO DA INSULINA
Tratamento
MÉTODO DE FORNECIMENTO DE INULINA
Método de fornecimento de insulina
Método de fornecimento de insulina
Resistência á insulina
: Refere a uma reduzida sensibilidade tecidual à ação da insulina. As células não respondem adequadamente ao estímulo da insulina e isso leva a diversas consequências.
CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE
DE INSULINAS
As insulinas em uso, podem ser mantidas na geladeira (entre 2 e 8ºC), ou em temperatura ambiente (15 e 30ºC), em local fresco, ao abrigo da luz e de oscilações bruscas de temperatura.
LOCAIS DE ADMINISTRAÇÃO
Fatores que podem influenciar no aumento ou na diminuição de insulina
Origem humana ou animal
Aumento
Diminuição
Aumento de peso,
Diminuição ou ausência de exercícios físicos,
Hipertireoidismo,
Uso de corticóides,
Infecção aguda,febre,
queimaduras
Dieta inadequada.
Perda de peso,
Aumento de exercícios físicos,
Suspensão de terapia por corticóides,
Tratamento e controle de processos infecciosos,
Associação do uso de hipoglicemiante oral,
Dieta adequada.
GLICEMIA CAPILAR
O teste de glicemia capilar é a forma mais rápida e prática de fazer o controle da taxa de açúcar no sangue (glicemia). Com a ajuda de lancetas e tiras próprias, o paciente fura o dedo e coleta uma gota de sangue, analisada quase instantaneamente por um aparelho medidor de glicemia.
Assintência de Enf. na administração de insulina
REFERÊNCIAS

No caso dos pacientes portadores de
diabetes tipo 2
, estes geralmente fazem o tratamento medicamentoso utilizando hipoglicemiantes orais.
Na
diabetes gestacional
o objetivo do tratamento é manter o nível de açúcar no sangue (glicose) dentro dos limites normais durante a gravidez e garantir que o bebê em formação seja saudável.
Tratamento
Tratamento
QUAL A CONSEQUÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE INSULINA?
Hiperglicemia:
A hiperglicemia é o nome que se dá quando há excesso de açúcar no sangue. Ela é uma alteração comum na diabetes, e manifesta-se através de sintomas específicos como enjoo, dor de cabeça e sede.
Alergia
: Reações locais ou sistêmicas geralmente comum no início do tratamento,vermelhidão e inchaço.
QUAL A CONSEQUÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE INSULINA?
QUAL A CONSEQUÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE INSULINA?
Lipodistrofia insulínica
: É uma alteração na distribuição da gordura corporal, com concentração no tronco (barriga e peito), na nuca e visceral (por dentro do organismo, especialmente no abdome), além da diminuição de gordura nos braços, pernas e rosto.
QUAL A CONSEQUÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE INSULINA?
Lipoatrofia
Lipoatrofia
Lipohiperatrofia

CLASSIFICAÇÃO DA INSULINA
Insulina de ação
super rápida
(LISPRO)
Insulina de ação
rápida
(regular)
Insulina de ação
ultra lenta
(GLARGINE)
Insulina de ação
lenta
(NPH)

"Sem a curiosidade que me move,que me inquieta,que me insere na busca,não aprendo nem insino."
Paulo Freire
O que é Diabetes?
Alergia (insulina)
TIPOS DE DIABETES
Diabetes tipo 3?
Alzheimer: Um tipo de “diabetes cerebral”
Método de fornecimento de insulina
Seringa tipo insulina.
Canetas de insulina.
Bomba de insulina.
Lipodistrofia insulínica
Lipodistrofia insulínica
Diabetes é uma doença do metabolismo causada pela falta de insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, glândula que se localiza logo abaixo do estômago, entre esse órgão e o duodeno.
O diabetes tipo 3 decorre da incapacidade do cérebro de secretar insulina suficiente para a sobrevivência de suas células
(BRUNNER E SUDDARTH,2002)
Full transcript