Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os Bixigas possíveis - estratigrafia de um bairro

Projeto de musealização proposto pela turma da disciplina "Museologia: princípios teórico-metodológicos" 2012
by

Paula Lima

on 28 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os Bixigas possíveis - estratigrafia de um bairro

Origem Identificação da obra de Adoniran Museu do Bixiga Negros - Quilombos
Hospedaria de Antônio Bixiga
Chegada dos italianos
Bela Vista

“(…) Você tá vendo aquela mulher que vai indo ali?
Ela não quer saber de mim (…)
Tudo ia muito bem
Até que um dia... Até que um dia...
Ela passou de ônibus pela via 23 de Maio
E da janela do coletivo me viu
Plantando grama no barranco da Avenida”

Samba do Metrô, 1978 Desde 1981, parte da coleção de objetos, documentos e fotos de Armando Puglisi. Casa de Dona Yayá (CPC/USP)
e expressões artísticas Desde 2004, centro de memória e ações culturais. Centro de Memória do Bixiga Desde 2007, a iniciativa de Walter Taverna em conservar fotos e documentos relativos à memória do bairro. "Movimento Vai-Vai de Resgate Histórico" Desde 2005, reuniões e fóruns com a participação da comunidade, em prol do desenvolvimento da região. Plano de Bairro Bela Vista 2020 Museu Adoniran Entre 1984 a 1989. Há o novo projeto do Memorial e Pólo Cultural Adoniran Barbosa na rua Jaceguay. Levantamento de projetos congêneres Caminhos do projeto - Museu híbrido: conciliação entre o conceito de museu histórico e museu de percurso.
- Ponto de partida: museu histórico, com gradual adesão da comunidade para a constituição de um futuro museu de percurso. Projetos congêneres Caminhos Drummondianos (Itabira/MG): percurso guiado por placas posicionadas em lugares relacionados aos poemas de Carlos Drummond de Andrade;
Museu da Cidade de Salto (Salto/SP): o percurso parte do museu-sede para pontos da cidade que têm a ver com seu passado;
Museu do Horto (Rio de Janeiro/RJ): percurso por cinco núcleos museais, focados em ações educativas, complementado por roteiros temáticos pela região. Proposta de Exposição e Percursos Conceito gerador museológico Pressupostos da Exposição Museu em alinhamento com contexto social: exposição polinuclear com percursos possíveis;
Uma estratificação de proposições como “imagem” da estratificação do próprio bairro e dos percursos vitais.

Programa de exposição – Projeto de Musealização do Bixiga – Linhas programáticas:
Museu do Bixiga;
Exposição e percursos;
Rede Bixiga;
Centro de Referência Multimídia do Bixiga. Apresentação dos critérios adotados para estruturação da exposição e dos percursos Relevância local;
Referência patrimonial;
Delimitações poéticas no contexto histórico-cultural do Bixiga;
A obra musical de Adoniran Barbosa;
Públicos-alvo;
Centro de Referência Multimídia do Bixiga. Módulo I – Bixiga, Bixigas
Módulo II – Ocupação do Bairro
Módulo III – O cotidiano e os Ofícios
Módulo IV – Desconstruindo o mito Exposição no Museu Bixiga e base para os percursos Módulo I - Bixiga, Bixigas Módulo II - Ocupação do bairro Módulo III - O cotidiano e os ofícios Módulo IV -
Desconstruindo o mito Percursos Saudosa Maloca Percursos Um samba no Bixiga Conceito Gerador Conflitos, apropriações e convivências entre o Bixiga imaginado e o Bixiga real. Linhas imaginárias que criam o bairro do Bixiga Diversidade de histórias, visões e formas de representação do Bixiga Missão Vocação Valores Valorização, preservação, difusão e articulação do patrimônio histórico, arquitetônico, artístico, cultural do Bixiga por meio de programas museológicos de salvaguarda e comunicação voltados para moradores do entorno e turistas, visando a reflexão crítica sobre as problemáticas contemporâneas do bairro e a promoção de seu desenvolvimento. Será orientada pela valorização da diversidade cultural construída ao longo das diferentes ocupações da região e que se manifesta na vida do bairro através de seu patrimônio material e imaterial. Integrado à comunidade (e instituições que a representam) desde sua gênese. O Projeto Museológico Polinucleado do Bixiga se voltará para a consolidação de valores culturais que colaborem no despertar de uma consciência que conduza à conversão do patrimônio cultural em herança cultural. Sua conformação de Museu-percurso atribui grande valor ao território socialmente construído, dialogando de forma dinâmica com as diferentes realidades sócio-politico-culturais que convivem e se sobrepõem ali. a) A fidelidade à sua missão como equipamento cultural;

b) O compromisso com os princípios éticos que pautam a prática museológica;

c) O compromisso com a valorização do caráter identitário dos moradores do bairro;

d) O estímulo à reflexão e formação de senso crítico;

e) A promoção ampla da acessibilidade física, intelectual e social às ações aqui propostas;

f) O cumprimento da função educativa compreendida como atuação permanente no processo de aprimoramento e desenvolvimento da sociedade. Linhas de Ação Museológica Pesquisa Salvaguarda Comunicação a) Levantamentos e estudos sistemáticos sobre o bairro;
b) Identificar, dinamicamente, novas referências culturais e sua integração com as previamente percebidas;
c) Produção própria de pesquisa, auxiliada por agentes do bairro;
d) Projetos de história oral e formas exploratórias de registro do patrimônio intangível. a) Realização de ações de documentação;
b) Preservação do repertório patrimonial do bairro;
c) Criação de uma biblioteca especializada em temas concernentes ao bairro;
d) Iniciativas de educação patrimonial. a) Extroversão expositiva e educativa (percursos expositivos);
b) Formas de mediação para diversos perfis de público;
c) Criação de rede de agentes multiplicadores do conceito. Repertório Patrimonial "SAUDOSA MALOCA": territorialidade e ocupação "BOEMIA": trabalho e cotidiano "Revisitando os mitos construídos" 1 2 3 a.As várias ocupações do território;
b.Bairro negro;
c.Imigração italiana;
d.Migração nordestina;
e.Heranças de cada ocupação. Territorialidade Contextualização “Domingo nóis fumo num samba do Bixiga
Na rua Major, na casa do Nicola
À mezzanotte o'clock teve uma baita de uma briga
Era só pizza que avuava junto com as brajola (...)”

Samba do Bixiga, 1956 a.Cena cultural;
b.Eixo gastronômico;
c.Vida noturna. a.Equipamentos culturais nascidos no seio da comunidade;
b.As festas e eventos que marcam o ritmo do bairro; Etapa 3 Etapa 2 Etapa 1 Metodologia para Implantação do Projeto a.Levantamentos e registros para a organização do Centro de Referência Multimídia do Bixiga;

b.Discussões sobre modelo de gestão e plano de sustentabilidade do museu;

c.Definição do plano de reconfiguração museológica;

d.Definição de parceiros em potencial para diversas ações do museu;

e.Definição de política de salvaguarda do acervo;
f.Estratégias para pesquisa perene. a.Concepção dos projetos de caráter executivo e implementação dos mesmos;
b.Projeto de comunicação;
c.Projeto arquitetônico;
d.Projeto de documentação e pesquisa;
e.Projeto de captação e gerenciamento de recursos. a.Sensibilização dos vários agentes do bairro;
b.Organização e implementação das parcerias;
c.Discussões entorno do projeto e possíveis adequações;
d.Divulgação do projeto junto à comunidade;
e.Primeiros experimentos das atividades propostas, antes da abertura oficial dos trabalhos;
f.Continuidade do treinamento da equipe;
g.Definição dos gestores de cada ponto do percurso. Proposta Programática - Museu do Bixiga, exposição e percursos;
- Rede Bixiga;
- Centro de Referência Multimídia do Bixiga. No Bixiga, ao longo do espaço e do tempo, ocorreram múltiplas ocupações sociais. Atualmente, são múltiplas identidades com as suas respectivas territorialidades ocupando um mesmo território. Indicadores para o Programa Arquitetônico Áreas Administrativas a.Adequação dos espaços e instalação de equipamentos reservados à atividades administrativas do museu. a.Adequação de espaços;

b.Confecção de mobiliário especializado;

c.Instalação de equipamentos para a implementação de centro de documentação e reserva técnica;

d.Adequação do espaço expositivo com instalação de equipamentos de controle ambiental e segurança. Áreas Técnicas a.Acessibilidade: Adequação dos espaços de circulação de público, visando acesso livre e autônomo dos visitantes;
b.Serviços aos visitantes: Adequação de espaço e instalação de equipamentos que geram o conforto dos visitantes. Áreas de Acesso Público Igreja Nsa. Sra. Achiropita Escadaria Escola de Samba Vai-Vai Terreiro de Umbanda CPC-USP
Casa de D. Yayá Escola de Samba Vai-Vai Teatro Sérgio Cardoso Padaria Basilicata Teatro Ruth Escobar Busto de Adoniran
Pça D. Orione Cantinas na Rua 13 de Maio Cantina Capuano TBC Rua Adoniran
Barbosa Padaria S. Domingos
Full transcript