Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Biologia 12

met. cont.
by

Ricardo Figueiredo

on 28 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Biologia 12

Biologia 12
Métodos contracetivos naturais e físicos.
História dos contracetivos
Preservativo
Perguntas
Bibliografia
Estatística
Como avaliar o muco?
Método da ovulação ou do muco cervical
Baseia-se na determinação da data provável da ovulação através das modificações clínicas do muco cervical;

O muco sofre variações durante o ciclo genital.
Existem três fases:
Fase pré-ovulatória
Fase ovulatória
Fase pós-ovulatória
Observar diariamente o muco cervical retirando-o da vagina com dois dedos;

Se tiver pouca elasticidade significa que a mulher está no seu período infértil;

No período fértil pode atingir entre 15 a 20 cm entre os dedos;

Com a observação diária, a mulher poderá identificar o seu período fértil.
Vantagens e desvantagens
Vantagens:
A mulher passa a conhecer melhor o seu corpo;
Não tem efeitos secundários;
Não tem custos.
Desvantagens:
A mulher tem que ficar longos períodos sem ter relações com penetração;
O risco de gravidez é elevado;
Não evita DST's.
Dispositivo intrauterino
DIU
O que são?
Mecanismos de ação.
Atua sobre espermatozóides e óvulos de várias maneiras:
Cria condições adversas para óvulos e espermatozóides;

Evita a implantação do blastocisto.
Momento de inserção
O momento habitual de inserção é durante ou logo após a menstruação pois o canal cervical está mais dilatado.
Vantagens e Desvantagens
Vantagens
Não interfere nas relações sexuais;
É um método reversível (não é definitivo);
Longa duração (5 anos);
Muito eficaz.
Desvantagens
Fluxo menstrual mais abundante;
Cólicas de grande intensidade durante a menstruação;
Pode ocorrer perfuração do útero;
O DIU pode deslocar-se ou sair do útero.
Diafragma
O que é?
Como se usa?
Cuidados a ter com a sua utilização
Deve pedir-se aconselhamento médico para a sua utilização pois existem 6 tamanhos diferentes.
Deve ser verificado periodicamente para verificar se está intacto;
Deve ser retirado entre 6 a 24 horas após o ato sexual;
Após a remoção deve ser lavado em água fria e com um sabão neutro, deixando-se secar ao natural e, quando estiver seco deve ser colocado na caixa própria para o efeito;
Pode esporadicamente ser fervido em água.
Vantagens e Desvantagens
Vantagens
Pode ser usado em todas as fases da vida;
Não faz mal à saúde;
Protege o colo do útero de lesões e infeções durante o ato sexual;
Possui durabilidade de 2-3 anos;
Pode ser usado com o preservativo aumentando a sua eficácia.
Desvantagens
Exige disciplina no seu uso;
Implica que a mulher tenha algum cohecimento sobre o seu próprio corpo;
Não evita DST's;
Possui uma eficácia moderada.
Métodos naturais [On-line]. Disponível: <http://www.reocities.com/HotSprings/9353/billings.html> (14 Out. 2012)

Dispositivo Intra-Uterino (DIU) [On-line]. Disponível:<http://www.unifesp.br/dgineco/planfamiliar/anticoncepcao/diu_content.htm> (14 Out. 2012)

Métodos Anticoncepcionais [On-line]. Disponível: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/metodos-anticoncepcionais/diafragma.php> (16 Out. 2012)
Preservativo Masculino
É um método de físico de barreira;

Constituído por látex ou poliuretano;

São comercializados preservativos de diferentes tamanhos, cores, texturas e sabores;
Preservativo Masculino
É o único método contracetivo que protege contra as DST’s;

Tem uma elevada taxa de eficácia, cerca de 90 %;

Pode ser utilizado com diversos outros métodos contracetivos em simultâneo;

São baratos e fáceis de utilizar.
Vantagens
Podem provocar reações alérgicas;

Apenas podem ser utilizados uma vez;

A má utilização pode provocar o rompimento do preservativo, não impedindo a passagem do esperma;

Podem ser desconfortáveis ou reduzir a sensibilidade do órgão copulador.
Desvantagens
Respeitar os prazos de validade e utilizar marcas conhecidas;

Ter cuidado especifico ao retirar da embalagem;

Não expor ao calor, nem utilizar com lubrificantes à base de óleo;

Colocar antes de qualquer contacto sexual.
Precauções
Modo de colocação
Preservativo Feminino
É maior, mais largo e mais resistente do que o preservativo masculino;

É constituído por poliuretano, plástico ou borracha;

Possui dois anéis ( um dos anéis é colocado de modo a tapar o colo do útero, o outro adapta-se á vulva).
Preservativo Feminino
Protege contra as DST’s;

Não permite o contato dos espermatozoides com o aparelho reprodutor feminino;

Permite à mulher ter o controlo;

Pode ser inserido até 8 horas antes do ato sexual.
Vantagens
Diminui a sensibilidade vaginal;

Necessita de planeamento prévio;

Pode ser difícil de inserir;

Custo elevado e difícil aquisição;

Pode provocar reações alérgicas;
Desvantagens
Não utilizar simultaneamente com preservativo masculino;

Utilizar um preservativo novo em cada relação sexual;

Verificar a entrada do pénis no preservativo, durante o ato sexual.
Precauções
Modo de colocação
INTRODUÇÃO
Desde sempre a Humanidade procurou formas de não ter que se preocupar com gravidezes indesejáveis. Esta procura começou muito cedo na nossa história, culminando, de inicio, em formas de contracetivos bastante peculiares. Atualmente, estas diferente técnicas e métodos estão mais aperfeiçoados e, apesar de não serem 100% infalíveis, tornam risco de uma gravidez indesejada menor.

Embora seja motivo de polémica para muitos, geralmente acredita-se que a contraceção diferencia-se do aborto por não possibilitar o início da gravidez, ou seja, o surgimento de um novo ser.


Na apresentação que se segue, pretendemos expor os vários métodos contracetivos naturais e não naturais existentes, bem como explicar o seu funcionamento, as suas vantagens e as suas desvantagens.
Controlo de natalidade ou ainda contraceção é o regime de uma ou mais ações, dispositivos ou medicamentos de modo a prevenir ou reduzir a propensão de uma mulher engravidar ou dar à luz.

Desde a introdução de meio limão exprimido na vagina da mulher (pois a sua acidez atuava sobre os espermatozoides, eliminando-os), mel, azeite ou vinagre, ao uso de tampões feitos à base de fezes de crocodilo misturadas com mel e também ao preservativo, que surgiu por volta do século XVII, e era feito inicialmente de uma tira do intestino de um animal.
Plantas com propriedades espermicidas (Algodão, Acácias, Angélica Chinesa e Arruda)

No entanto os métodos mais antigos de contraceção (com exceção da abstinência sexual) são o coito interrompido, alguns métodos de barreira, a lavagem vaginal e métodos com o uso de ervas.

Existem registos históricos de que as mulheres egípcias usavam uma espécie de supositório vaginal feito de várias substâncias ácidas (como as tais fezes de crocodilo) e lubrificado com mel ou óleo, o que pode ter sido um tanto eficaz como espermicida.
O preservativo não era popular, nem tão eficaz quanto os preservativos modernos de látex, mas foi empregado como meio de contraceção e na esperança de evitar a sífilis, que era extremamente temida e devastadora antes da descoberta dos medicamentos antibióticos.
Muitas mulheres ingeriam determinados venenos para causar distúrbios no sistema reprodutivo, causando abortos; bebiam soluções que continham mercúrio, arsénio ou outras substâncias tóxicas para esta finalidade. Apesar de serem venenosas, o risco de efeitos colaterais era menor do que o risco de morte materna por complicações no parto.
Alguns apresentadores em conferências de planeamento familiar narram um conto sobre comerciantes árabes que introduziram pequenas pedras nos úteros de seus camelos com o fim de impedir a gravidez, um conceito muito similar ao DIU moderno.
Os primeiros dispositivos intrauterinos (contidos na vagina e no útero) foram introduzidos no mercado inicialmente em torno de 1900
O método rítmico, mais conhecido como o método do calendário, foi desenvolvido no início do século XX, quando os pesquisadores descobriram que a ovulação de uma mulher ocorre somente uma vez no ciclo menstrual.
Abstinência

A abstinência sexual trata-se, simplesmente de abster-se de/ não praticar alguns ou todos aspetos de atividade sexual. Razões comuns para a abstenção deliberada da expressão física do desejo sexual incluem razões religiosas e filosóficas (por exemplo castidade), e razões matrimoniais e de saúde, como prevenir a conceção (gravidez indesejada) ou contaminação por doenças sexualmente transmissíveis (DST).
Coito interrompido

O coito interrompido provavelmente antecedeu todos os outros métodos de controle de natalidade a partir do momento em que se tenha relacionado a liberação do sémen no interior vagina com a posterior gravidez, alguns homens começaram a usar esta técnica.
Este método não é particularmente confiável, visto que poucos homens têm o autocontrolo para o praticar corretamente em cada uma das relações sexuais. Geralmente acredita-se que o fluido pré-ejaculatório pode causar a gravidez, mas diversas pesquisas mostraram que este líquido não contém espermatozoides viáveis.
Naturais

História dos Contracetivos [on-line]. Mulher Portuguesa. Disponível: http://www.mulherportuguesa.com/amor/testes/1808-historia-dos-contraceptivos (17 Out 2012)

Breve História da Contracepção [on-line]. Bayer HealthCare: Science For A Better Life. Disponível: http://www.bayerpharma.com.br/pt/areas-terapeuticas/saude-de-a-a-z/contracepcao/metodos-contraceptivos/historia-contracepcao/index.php (17 Out 2012)

Contracepção [on-line]. Wikipédia. Disponível: http://pt.wikipedia.org/wiki/Contracep%C3%A7%C3%A3o#Hist.C3.B3ria (17 Out 2012)
Taxa média de eficácia dos métodos contracetivos
Preservativo. (8 de Outubro, 2012). Wikipédia. Acedido em 15 Outubro, 2012. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Preservativo

Condom. (8 de Outubro, 2012). Wikipédia. Acedido em 15 de Outubro, 2012. Disponível em http://en.wikipedia.org/wiki/Condom

Psicologia e Trabalho, Lda . Preservativo masculino. Acedido em 15 de Outubro, 2012. Dísponível em http://www.perfil.com.pt/equal/cp/pla06/07pla06.htm

Camisinha masculina e feminina (11 de Novembro, 2010). Sexualidade bem falada. Acedido em 15 de Outubro, 2012. Disponível em http://sexualidadebemfalada.wordpress.com/2010/11/11/camisinha-masculina-e-feminina/

Vergel, C. (5 de Março, 2012) Camisinha feminina: como colocar. Mundo das tribos. Acedido em 15 de Outubro, 2012. Disponível em http://www.mundodastribos.com/camisinha-feminina-como-colocar.html

•Cálculo do período em que a mulher estará fértil;
•Baseia-se nos registos efectuados durante cerca de um ano, aquando a menstruação da mulher;



Como proceder:
1 - Anotar durante cerca de um ano a duração dos ciclos menstruais da mulher;
2 - Ao ciclo mais curto de todos os registos efectuados subraem-se 18 dias, ao ciclo mais longo, subtraem-se 11 dias.
3 - A partir do momento em que temos estes resultados, sabemos quais os dias férteis da mulher.

Por exemplo: Supondo que o ciclo mais curto da mulher foi de 28 dias e o mais longo foi de 30 dias. Então:
28 – 18 = 10
30 – 11 = 19
Os dias mais férteis da mulher serão então do décimo ao décimo nono dia do ciclo. O primeiro dia deste ciclo é o dia em que a menstruação aparece.
Método do calendário
Vantagens e Desvantagens
Vantagens

•Permite à mulher conhecer melhor o seu ciclo menstrual e fertilidade;

•Não apresenta efeitos secundários;
Desvantagens
•Exige disciplina nas anotações mensais do ciclo menstrual;
•Necessita de outros métodos como a abstinência ou o preservativo nos dias férteis;
•É facilmente variável no caso de a mulher adoecer, estar a amamentar, etc. sendo desaconselhável para adolescentes, pois os seus ciclos menstruais são facilmente desregulados;
•Não previne contra as Doenças sexualmente transmissíveis.
Método da temperatura basal
A temperatura basal da mulher varia ao longo do seu ciclo menstrual.
Conclusão
?
Ricardo Figueiredo
Full transcript