Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Código Penal da Vida Futura

No description
by

Gerte Cecília Filipetto

on 6 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Código Penal da Vida Futura

Código Penal da Vida Futura
Código Penal
Código Penal Brasileiro, artigo 1º:

"Não há crime sem lei anterior que o defina e não há pena sem prévia cominação legal”.
Sofrem mutações à medida que as instituições humanas vão progredindo no decurso do tempo.
Como seremos avaliados ?
Haverá julgamento final?
Quem nos julgará?
Por qual Código Penal?
... não está fundada sobre uma teoria preconcebida. Em todas as coisas, se apóia sobre as observações e é isso que lhe dá autoridade.
Sua lei, no que diz respeito ao futuro da alma, deduzida da observação tomada sobre os fatos, pode se resumir nos pontos seguintes:
1º - A alma ou Espírito sofre, na vida espiritual, as consequências de todas as imperfeições das quais não se despojou durante a vida corporal..
Seu estado, feliz ou infeliz, é inerente ao grau de sua depuração ou de suas imperfeições.
5º - Estando o sofrimento ligado à imperfeição, do mesmo modo que o prazer está à perfeição, a alma carrega, consigo mesma, o seu próprio castigo, por toda parte onde se encontre..
O inferno, pois, está por toda parte onde haja almas sofredoras, do mesmo modo que o céu está por toda parte onde haja almas felizes.
8º - Sendo a justiça de Deus infinita, tem uma conta rigorosa do bem e do mal; se não há uma única ação má ..., que não tenha as suas consequências fatais, ...
... não há uma única boa ação ... que seja perdida, mesmo entre os mais perversos, pois é um começo de progresso.
20º - Quaisquer que sejam as inferioridades e a perversidade dos Espíritos, Deus jamais os abandona. Todos têm o seu anjo guardião...
21º - Ninguém é responsável senão pelas suas faltas pessoais; ninguém sofrerá as penas das faltas dos outros...
Assim é que, por exemplo, o suicida é sempre punido; mas aquele que, pela sua dureza, leva um indivíduo ao desespero, e daí a se destruir, sofre uma pena ainda maior.
... a menos que lhes haja dado lugar, seja em provocando-as com seu exemplo, seja em não as impedindo quando tinha esse poder..
27º - O meio de evitar ou atenuar as consequências dos defeitos na vida futura é deles se desfazer, o mais possível, na vida presente; ...
... Quanto mais se tarda, em se desfazer dos defeitos, mais as suas consequências são penosas, e mais rigorosa deve ser a reparação que se deve cumprir.
33º - Malgrado a diversidade dos gêneros e dos graus de sofrimento dos Espíritos imperfeitos, o código penal da vida futura pode se resumir nestes três princípios:
O sofrimento está ligado à imperfeição.
Tal é a lei da justiça divina:
A CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS.
Chega um dia em que todos nós deixaremos nosso corpo de carne e reingressaremos no mundo espiritual, de onde viemos, encerrando esta fase.
Em todos os tempos, o homem acreditou, por intuição, que a vida futura deveria ser feliz ou infeliz, em razão do bem ou do mal que se faz neste mundo.
A situação do Espírito depois da morte é a consequência direta das suas inclinações, seja para a matéria, seja para os bens da inteligência e do sentimento.
Aqueles que, desde a vida terrestre, conheceram a verdade e serviram à sua causa, recolhem, logo que desencarnam, o benefício de suas investigações e trabalhos.
Léon Denis - O Problema do Ser, do Destino e da Dor
Léon Denis - O Problema do Ser, do Destino e da Dor
16º - O arrependimento é o primeiro passo para a melhoria; mas só ele não basta, é preciso, ainda, a expiação e a reparação.
Toda imperfeição e toda falta que lhe é consequente carrega consigo seu próprio castigo, por suas consequências naturais e inevitáveis, ...
... como a doença é a consequência dos excessos, o tédio a da ociosidade, sem que haja uma condenação especial para cada falta e cada indivíduo.
Todo homem, podendo se desfazer das suas imperfeições, por efeito da sua votade, pode se poupar dos males que são as suas consequências, e assegurar a sua felicidade futura.
... morrer significa penetrar mais profundamente no mundo de nós mesmos...
Emmanuel - Pensamento e Vida
Conjunto de normas jurídicas mediante as quais o Estado proíbe determinadas ações ou omissões, sob ameaça de sanção penal.
Heleno Fragoso
No que concerne às penas futuras, o que é que nos diz a Doutrina Espírita?
O Céu e o Inferno - Allan Kardec
Quanto mais esclarecido o Espírito, menos excusável, porque, com a inteligência e o senso moral, nascem as noções do bem e do mal, do justo e do injusto.
O Céu e o Inferno - Allan Kardec
O caminho da felicidade está aberto a todos;
O objetivo é o mesmo para todos;
As condições para alcançá-lo, são as mesmas para todos;
A lei, gravada em todas as consciências, é ensinada a todos.
Deus fez da felicidade o prêmio do trabalho e não do favor, a fim de que cada um dela tivesse o mérito.
O Céu e o Inferno - Allan Kardec
Full transcript