Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Inteligência Policial

No description
by

Eduardo João Steil

on 29 January 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Inteligência Policial

Inteligência Policial
Qual a necessidade da Atividade de Inteligência
no mundo?
Qualquer órgão mostra-se ávido por informação... a busca de dados é algo primordial, e o que diferencia uma empresa/organização de outra é...?

a busca de dados negados (uma boa fotografia, um bom levantamento, uma boa vigilância, acompanhamento, enfim, o acesso a sistemas de informação).
Uma boa coleta pode antever a necessidade da busca.

A atividade de análise de dados, de conhecimento precisa de contato. Precisamos ser conhecidos, ter colaboradores.
A AI não deve ser correlacionada com o secretismo, mas sim com o sigilo, ser promotora de conhecimentos voltados ao usuário (escalão superiores de comando). Aquilo que pode ser compartilhado, todo mundo ficará sabendo.

Inteligência (produção de conhecimento)
+ Contra- inteligência (proteção do conhecimento) = Atividade de Inteligência

ÓRGÃOS DE INTELIGÊNCIA: é uma organização permanente, voltada ao exercício da Atividade de Inteligência. “[...] o escopo da atividade de inteligência diz respeito à obtenção e análise de informações que venham a subsidiar o processo decisório de diferentes níveis e atividades.”Joanisvaldo Brito Gonçalves

TÉCNICAS OPERACIONAIS:
São técnicas especiais de emprego de pessoal e de material nas operações de inteligência.
Ex.: ESTÓRIA COBERTURA, OMD, FOTOGRAFIA, RECONHECIMENTO, VIGILÂNCIA E ENTREVISTA.
Além de: (menos usadas)
DISFARCE, ELETRÔNICA, INTERROGATÓRIO, RECRUTAMENTO OPERACIONAL, RETRATO FALADO, INTERCEPTAÇÃO POSTAL, INFILTRAÇÃO E ENTRADA (estas 3 últimas dependem de autorização judicial).

Conclusion
Mas quem é o principal usuário nosso?

R: É o patrulheiro. Ele deve receber, dentro do que for possível, o compartilhamento desta informação nossa. O que a Inteligência oferece para este nosso usuário?


Um dos princípios importantes é a oportunidade. Por isso a grande necessidade de uma boa “network”.
Qual o papel da Inteligência?
O papel da inteligência é antecipar cenários adversos, e não trabalhar somente no repressivo (de forma velada).
Um órgão que não tem memória, nem operações, não tem nada!


“Com informação eu faço inteligência”...ou seja, com “várias informações eu faço inteligência”!
Tem que ter boa coleta, boa consulta...e, por conseguinte, uma performance operacional.


“Um serviço de inteligência é responsável por fornecer a informação certa, no momento certo, da forma certa, à pessoa certa para que, finalmente, esta última possa tomar a decisão certa”.

Outro princípio elementar é a imparcialidade.

(Objetividade; Segurança; Oportunidade; Controle; Imparcialidade; Simplicidade; Amplitude.)


Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (Resolução n. CDDPG-08, de 21Dez12) Recomenda:

XI – os Comandantes das PM nos Estados envidarão esforços no sentido de coibir a realização de Serviço Reservado (P-2) em hipóteses não relacionadas com a pratica de infrações penais militares;
Qual o conceito de Inteligência?
Doutrinariamente possui os seguintes setores:

- Chefia
- Arquivo
-Busca (pesquisa) – fará acompanhamento, interceptação, reconhecimento, QIS (basicamente, o serviço de rua)
- Administração
- Processamento (Análise) -
- Contra Inteligência (vai detectar ameaças, vai neutralizar, vai prevenir, vai desinformar)


Qual o conceito de Atividade de Inteligência?
É a atividade desenvolvida pelo órgão de inteligência (OI) constituindo o exercício
sistemático
de ações
especializadas
, orientadas para a
produção
e
salvaguarda
de conhecimentos, tendo em vista
assessorar
as autoridades governamentais/escalões superiores de comando, nos respectivos níveis e áreas de atribuição, para planejamento, execução e acompanhamento de suas decisões políticas.

O objetivo da Inteligência Policial é
O objetivo da Inteligência Policial é : identificar, acompanhar e avaliar ameaças reais ou potenciais de Segurança Pública e produzir conhecimentos e informações estratégicas que subsidiem ações para neutralizar, coibir e reprimir atos criminosos de qualquer natureza.
OPERAÇÕES DE INTELIGÊNCIA:
Fração do órgão de inteligência que tem como atribuições a busca de dados negados e a neutralização de ações contrárias.
É a ação desenvolvida mediante a aplicação de técnicas operacionais visando a busca de dados negados.



BUSCA
, cabe ao segmento de Operações de Inteligência, sendo, portanto, a busca de um dado negado.
COLETA
é tudo que está aberto. O acesso a esta informação está aberta. Os próprios Analistas tem acesso.
ALVO DE OPERAÇAO DE INTELIGÊNCIA: é o ponto de interesse de uma Operação de Inteligência. Pode ser: pessoas, locais, objetos, canais de comunicação (linha telefônica, p.ex.)
DADO NEGADO é qualquer dado, de interesse do Órgão de Inteligência (OI) que seja protegido por quem o detém.
AMBIENTE OPERACIONAL é a área geográfica ou instalação onde se desenvolve o OI. Pode ser rua, praça, instalação, cidade, bairro, região.
OPERAÇÃO TÉCNICA: é a operação de inteligência que utiliza, preponderantemente, meios técnicos na busca de dados. Ou seja, é a captação da conversa colocada em um ambiente, sendo que nenhum agente estará naquele ambiente. O agente não terá participação direta, pois é o equipamento que captará, operados, é claro, por um Agente que estará externamente àquele meio.
OPERAÇÕES COM FONTES HUMANAS: é a OI que emprega, preponderantemente, pessoas na busca de dados.

ENCARREGADO DE CASO: É a função desempenhada por um profissional de inteligência que tem como atribuições planejar, dirigir, coordenar e controlar a execução de operações de inteligência. (Obs.: Geralmente é o Chefe da AI).
AGENTE é o profissional de Inteligência ou não, com atribuições de obter dados negados ou de criar facilidades para a execução de OI.
AGENTE PRINCIPAL é a pessoa com a função de auxiliar o encarregado de caso.
AGENTE OPERACIONAL é a pessoa com a função de aplicar técnicas operacionais durante a execução de um OI.
AGENTE INFILTRADO é a pessoa plantada no alvo da busca, com o objetivo de obter dados negados.
COLABORADOR: é a pessoa não pertencente ao órgão de inteligência que, conscientemente ou não, colabora com o profissional de inteligência, criando facilidades e/ou fornecendo dados. O colaborador, às vezes, nem sabe que está colaborando. É eventual. Já o INFORMANTE é alguém que reiteradamente fornece dados à AI.
Obs.: No RJ há um cadastro dos colaboradores, sendo, inclusive, previsto uma remuneração.

SEGURANÇA DAS OPERAÇÕES DE INTELIGÊNCIA
A segurança das operações de inteligência é competência do Seção de Operações de Inteligência.
PESSOAL: Sigilo e compartimentação
DOCUMENTAÇÃO: cumprir regulamentos e instruções sobre manuseio, guarda e difusão. (toda Operação é embasada em um DTI (Documento Técnico de Inteligência)
COMUNICAÇÕES: uso do equipamento e códigos.

FINALIDADE:
Manter as Op.Intelig. seguras em todos os seus níveis, encobrindo do alvo e do público em geral:
- AÇÃO
-IDENTIDADE DO SIGILO
DISICPLINADA
- COMPARTIMENTAÇÃO
Full transcript