Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL: PERSPECTIV

No description
by

Milenilson Santana

on 23 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL: PERSPECTIV

PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL: PERSPECTIVAS PEDAGÓGICAS
A INICIAÇÃO NO BASQUETEBOL: UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA.
A aprendizagem motora era tida como eixo principal das propostas pedagógicas para iniciação esportiva do basquetebol no Brasil e no exterior.
No Brasil durante o final da década de 1970 e inicio de 1980 foram consideradas as teorias desenvolvimentistas e construtivista.

Diversidade
A criança obtém habilidades motoras além de fazer com que seja mais fácil o seu crescimento e desenvolvimento educativo.
FACULDADE DE SERGIPE – FASE
ALESSANDRA DE MATOS JOAQUIM
ÍTALO CÉSAR RAMOS
JAQUELINE DOS SANTOS LADEIRA
MARIA FRANCISCA DOS SANTOS
MILENILSON SILVA SANTANA
RITA DE CÁCIA COSTA
THAINÁ SOUZA GÓIS
VICTOR RODRIGO SANTOS VIEIRA


Aracaju
2013
Inclusão
É importante, pois faz com que a criança participe de um esporte que possa a principio ser utilizado como brincadeira ou exercício sem que haja a exclusão, pois não importa se a criança é alta, baixa, magra, gorda, etc.,
Cooperação
Os esportes coletivos no que se refere o Basquetebol é um ambiente favorável a prática da cooperação, ajudando na educação da criança.
Autonomia
Faixa etária dos participantes;
Ambiente onde sera Realizado;
Pontos fundamentais para sustentação da proposta pedagógica: diversidade, inclusão, cooperação e autonomia.
Aspectos psicológicos
Princípios Filosóficos
Visa trabalhar junto aos alunos através da modalidade desenvolvida, princípios e valores, participação:
PARTICIPAÇÃO: é preciso jogar para aprender;
COOPERAÇÃO: é preciso ‘’jogar com’’ e não ‘’jogar contra’’;
COEDUCAÇÃO: alunos e professor devem jogar juntos;
CONVIVÊNCIA: é preciso jogar respeitando as diferenças e particularidades de cada um.

Aprendizagem Social
Devera proporcionar um ambiente de novas relações de amizade, bem como o fortalecimento de outras relações já existentes, o jogo coletivo caracteriza-se como rica possibilidade de aproximação entre os participantes.
Aspéctos à prática Pedagógica
Movimento Humano
Considera-se duas dimensões: As capacidades físicas e habilidades motoras básica e especificas;
Capacidades físicas (coordenação, resistência, velocidade forca e flexibilidade), habilidades motoras (básicas correr, andar saltar... e especificas fundamentos da modalidade).
Inteligências Múltiplas
Oferecer ao individuo múltiplas maneiras de se relacionar com o ambiente, estimulando essas experiências por meios de contexto formado pela modalidade basquetebol.
Gardener (2000) propôs em sua teoria a existência de oito inteligências para o ambiente do basquetebol são

INTEGRANDO OS CINCO ASPECTOS Á PRÁTICA PEDAGÓGICA
A autoestima e a liderança são fatores que são indispensáveis a um aluno em quanto à iniciação esportiva e posteriormente um atleta, que lhe darão segurança para acreditarem em se mesmo e em suas capacidades.
Condiz simplesmente em deixar que a criança trabalhe o esporte de forma menos imposta, pois na iniciação devemos deixar com que a criança se
sobressaia sozinha e não tentar fazer dela um atleta.
Considerações Finais
Dessa maneira defende-se a ideia de que a aprendizagem deve ir além do ensino dos fundamentos em suas execuções, e situações combinadas de jogo, ou seja deve-se caminhar na direção do desenvolvimento do ser humano em um geral e não somente no lado esportivo (basquetebol).
Deve-se incentivar a formação do ser integral, mostrando que o que vale não é sempre a vitória e sim experiências extraídas de cada momento vivido sendo ele acompanhado de vitórias ou não.

Referências Bibliográficas
BALBINO, H. F. Jogos desportivos coletivos e os estímulos das inteligências múltiplas: bases para uma proposta em pedagogia do esporte. Campinas, 2001. Dissertação de mestrado. Faculdade de Educação Física – Unicamp.
GARDNER, H. Inteligências: um conceito reformulado. Rio de Janeiro, Objetiva, 2000. PAES, R. R. “Esporte Educacional”. In: CONGRESSO LATINO AMERICANO DE EDUCAÇÃO MOTORA, 1, 1998, Foz do Iguaçu. Anais do Congresso brasileiro de educação motora, 2. Campinas, Unicamp – FEF/DEM, 1998, pp. 109-114.


VERBAL – LINGUISTICA
É a habilidade no uso da linguagem oral ou escrita.
EX: Interpretar ações táticas passadas pelo professor

LÓGICO – MATEMÁTICO
É inteligência que remete ao universo lógico, e de realizar operações matemáticas.
EX: Contagem do basquetebol
Situações do tempo de jogo

MUSICAL
Envolve a ativação, sensibilidade, composição e apreciação de padrões musicais
EX: Drible e condução do ritmo de jogo
INTRAPESSOAL
Determina a capacidade da pessoa se conhecer.
EX: Controlar suas emoções
Saber lidar com derrotas e vitórias
Equilibrar emoções em momentos decisivos como o lance livre.

Compreender a capacidade de entender as intenções, motivações e desejos de terceiros.
EX: Participação em ações coletivas
Interação positiva com os demais companheiros
NATURALISTA
Envolve o conhecimento do mundo vivo.
EX: Interesse em saber o que o exercício poder provocar no organismo
EX: Entender o funcionamento do organismo em determinados treinamentos e jogos

Professor: Kleilson Ricardo Albuquerque
Full transcript