Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Alexandre Araujo

on 3 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Influências
O conceito da obra
O título do livro provém de uma frase estampada num cartaz do melhor amigo de Valdo. A frase "Eu vos abraço, milhões" foi adaptada do poema “Ode à alegria” de F. Schiller, e inspirou Beethoven em sua nona sinfonia, e representa o desejo do personagem principal de abraçar milhões através de sua crença no marxismo.

Eu vos abraço, milhões é um romance que, em toda a sua estrutura, apresenta diversos elementos que colaboram na comunicação dos fatos, auxiliando assim na unidade e compreensão de mínimos detalhes narrativos. Com um tom dramático, o livro mostra implicitamente, ao longo da trama uma linha tênue entre a teoria e a prática, desde ao discurso de Geninho, nunca vivenciado quanto ao cumprimento da missão de seu amigo no Rio de Janeiro.
EU VOS ABRAÇO, MILHÕES
Moacyr Scliar

VÍDEOS
design by Dóri Sirály for Prezi
Biografia
Moacyr Jaime Scliar nasceu em Porto Alegre (RS), no Bom Fim, bairro que até hoje reúne a comunidade judaica, a 23 de março de 1937, filho de José e Sara Scliar. Sua mãe, professora primária, foi quem o alfabetizou. Cursou, a partir de 1943, a Escola de Educação e Cultura daquela cidade, conhecida como Colégio Iídiche. Transferiu-se, em 1948, para o Colégio Rosário, uma escola católica.
Estilo do autor
Publica seu primeiro livro, “Histórias de um Médico em Formação”, em 1962. A partir daí, não parou mais. São mais de 67 livros abrangendo o romance, a crônica, o conto, a literatura infantil, o ensaio, pelos quais recebeu inúmeros prêmios literários. Sua obra é marcada pelo flerte com o imaginário fantástico e pela investigação da tradição judaico-cristã. Algumas delas foram publicadas na Inglaterra, Rússia, República Tcheca, Eslováquia, Suécia, Noruega, França, Alemanha, Israel, Estados Unidos, Holanda e Espanha e em Portugal, entre outros países.

Em 1965, casa-se com Judith Vivien Oliven. Em 1968, publica o livro de contos "O Carnaval dos Animais", que o autor considera de fato sua primeira obra.

Algumas obras do autor
Conto:
O carnaval dos animais. Porto Alegre: Movimento, 1968.
A orelha de Van Gogh. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Romance:
A guerra no Bom Fim. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1972; Porto Alegre: L&PM, 1981.
O exército de um homem só. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1973; Porto Alegre: L&PM, 1980.

Ficção Juvenil:
Cavalos e obeliscos. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1981.
No caminho dos sonhos. São Paulo: FTD, 1988.

Crônicas:
A massagista japonesa. Porto Alegre: L&PM, 1984.
Dicionário do viajante insólito. Porto Alegre: L&PM, 1995.

Ensaio:
A condição judaica. Porto Alegre: L&PM, 1987.
Cenas médicas. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1988.
Duas influências são importantes nas obras de Scliar. Uma é a sua condição de filho de imigrantes, que aparece em obras como A Guerra no Bom Fim, O Exército de um Homem Só, O Centauro no Jardim, A Estranha Nação de Rafael Mendes, A Majestade do Xingu. A outra influência é a sua formação de médico de saúde pública, que lhe oportunizou uma vivência com a doença, o sofrimento e a morte, bem como um conhecimento da realidade brasileira. O que é perceptível em obras ficcionais, como A Majestade do Xingu e não-ficcionais, como A Paixão Transformada: História da Medicina na Literatura.
Porque escrever para o neto?
Valdo é um avô, um senhor que vive em uma clínica geriátrica por opção, um do filho é um médico formado que vive nos Estados Unidos, e ele tem pouco contato com o neto que só viu umas quatro ou cinco vezes. Após receber uma carta do neto, decide contar a ele histórias sobre o seu passado, por acreditar que está em busca de suas origens e quer saber tudo sobre o avô com quem tem pouco relacionamento.
Trecho do livro
"Só sei que recordar é bom, e é das poucas possibilidades que me restam, de modo que recordo. É uma espécie de exercício, é um estímulo para os meus cansados neurônios, mas é sobretudo um prazer. Um prazer melancólico, decerto, mas um prazer, sim, resultante da facilidade com que evoco pessoas, acontecimento, lugares, uma facilidade que às vezes surpreende a mim próprio. Para alguns, mesmo não muito velhos, o rio da memória é um curso de água barrenta que fui, lento e ominoso, trazendo destroços, detritos, cadáveres, restos disso ou daquilo; Para mim, não: é uma vigorosa corrente de água limpida e fresca."

"Esquecer, meu neto, é um truque que a natureza usa para nos desligar aos poucosda realidade da existência. Mas não precisamos encarar esse fato como coisa inevitável, mesmo porque lembrar pode ser uma coisa agradável, particularmente quando se traduz na possibilidade de narrar recordações para uma pessoa como tu, meu neto."
Personagens
Enredo do livro
Gêneros literários encontrados no livro
Mais diretamente, a obra de Moacyr é um romance de formação, que caracteriza narrativas que contam o crescimento, amadurecimento e vivência de um personagem que, é moldado ideologicamente, sentimentalmente e fisicamente com o passar do tempo.

O contexto histórico ao qual o trabalho se insere, indicados como fundo da trama evidenciam influências e características de romance histórico. Ainda, o fato de Valdo redigir uma carta ao neto evidencia uma combinação interessante entre carta e romance, gerando uma obra peculiar como Eu vos abraço milhões é.
Ganha destaque, na trama urdida por Moacyr Scliar, o tumultuoso momento vivido pelo Brasil no fim da década de 1920 e início dos anos 1930.

Em meio a este contexto,os grupos radicais de esquerda, aí principalmente visualizados os comunistas e os anarquistas, viam abertas as portas da tomada do poder na talvez única chance de fazer eclodir os gritos de revolta que revolucionaram a Rússia e haveriam de revolucionar o mundo todo.
-Valdo
-Geninho
-Hércules
-Rosa
-Maria Clara
-Dorotéia
-Mãe de Valdo
-Pai de Valdo
-Julio
-Chica
-Joaquim
-Fernando
-Astrogildo
Max e os Felinos -1981
Life of Pi - 2001
Grupo
-Alexandre Martins
-Arthur Teixeira
-Nilton Gonçalves
-Saulo Souza
-Tiago Florenço Abreu
Full transcript