Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O PROGRAMA DE PLIOMETRIA COMO MEIO PARA AUMENTO NA POTENCIA

No description
by

ADNO MARTINS

on 16 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O PROGRAMA DE PLIOMETRIA COMO MEIO PARA AUMENTO NA POTENCIA

PLIOMETRIA E VOLEIBOL
PROGRAMAS DE TREINAMENTO
(ZATSIORSKY, 1999; GONÇALVES, 2003)

O PROGRAMA DE PLIOMETRIA COMO MEIO PARA AUMENTO NA POTENCIA MUSCULAR DE MEMBROS INFERIORES DE ESPORTISTAS
Autor: Adno dos Santos Martins
Orientador Prof. Ms. : Humberto Garcia de Oliveira
INTRODUÇÃO
Características comuns a vários esportes.
(LAMAS et al., 2008)
OBJETIVO
Analisar e identificar os benefícios proporcionados pelo método pliométrico e ainda identificar qual o mecanismo de ação desse método.
CONCEITO
CONCEITO
(BÖHME, 2003)


Importância do treinamento esportivo.

A palavra treinamento hoje utilizada na linguagem acadêmica e em outras áreas do conhecimento é classificada como um processo que tem como objetivo a melhoria de desempenho especifico, seja este no campo cognitivo, psicossocial ou motor. Para alcançar o objetivo estabelecido, utiliza-se, com maior frequência, o processo de repetição de determinada ação.

(JUNIOR, 2009; ROSSI e BRANDALIZE, 2007)


Os programas de treinamento para potência de membros inferiores são altamente indicados, pois, exercitam a força reativa dos membros inferiores.



Ciclo AIE.

MECANISMOS DE AÇÃO
(BOMPA, 2004b)



Mecanismos Neurais
ORIGEM DA PALAVRA
(BOMPA, 2002)
A palavra pliometria é um termo composto derivado do grego plio que significa mais e metria que significa medir, ou seja, maior ou ter melhora

CUIDADOS AO USAR O MÉTODO PLIOMÉTRICO
(MOURA, 2005; BOMPA, 2004; LOMBARDI; VIEIRA; DETANICO, 2011)
Nivel de treinamento

Complexidade gradual
Indicios de dor ou perda de desempenho
FISIOLOGIA DO CAIE
(Deslandes et al., 2003)
A fisiologia do CAIE é formada pela combinação dos reflexos de estiramento muscular, nas propriedades mecânicas e, principalmente, elásticas do sistema músculotendíneo.
FISIOLOGIA DO CAIE
(MOURA e MOURA, 2001).
Eficiencia mecanica do trabalho.
PLIOMETRIA E REABILITAÇÃO
(SOARES, 2006; ROSSI e BRANDALIZE, 2007)
Os exercícios pliométricos se caracterizam como ótimos adaptadores para fase final na reabilitação.

O método pliométrico traz ótimos benefícios, por serem capazes de melhorar a coordenação neuromuscular, a força explosiva e as respostas musculares, proporcionando assim aos atletas, uma volta mais segura as suas atividades normais

PLIOMETRIA E REABILITAÇÃO
(HEWETT et al. 1996)
Um estudo realizado em 1996 concluiu que atletas que executaram o programa de treinamento pliométrico tiveram incidência menor de lesões nos joelhos devido a melhor coordenação e diminuição do pico de força de reação do solo em aproximadamente 22% comparado ao grupo controle.

PLIOMETRIA TENIS DE CAMPO
(VRETAROS, 2002)

Um estudo realizado em 2002 com 26 atletas de tênis de campo com idade entre 10 e 17 anos, foram submetidos a 12 sessões de treinamento utilizando cargas de 60% e 110%.

O estudo concluiu que após 12 sessões de treinamento pliométrico os atletas obtiveram uma melhora significativa (7%) no desempenho em relação ao grupo controle.

PLIOMETRIA E BASQUETEBOL
(MORAES E PELLEGRINOTI, 2005; SANTOS, 2009)


Foi realizado um estudo em 2005, com duração de 17 semanas com 10 atletas do sexo masculino de basquetebol do clube Pinheiro com idade entre 15 e 17 anos. O objetivo do estudo era verificar se o treinamento pliométrico melhorava a velocidade dos atletas.


Outro estudo realizado em 2009 com 15 atletas de 14 e 15 anos comparou 3 métodos de treinamento para melhora na potencia muscular de membros inferiores

PLIOMETRIA E VOLEIBOL
(LOMBARDI, VIEIRA E DETANICO, 2011)

Um estudo realizado em 2011 com jovens atletas de voleibol com idade de 13 e 14 anos com duração de 4 semanas, totalizando um total de 12 sessões de treinamento, teve como objetivo comparar o método de pliométrico com um programa de musculação, os resultados mostram que ambos programas podem ser utilizados para melhora do salto vertical em atletas de voleibol.

Sampaio (2011) realizou um estudo comparativo entre os métodos de treinamento para potência pliometria e Power Trainning. Participaram do estudo 20 atletas com idade entre 14 e 17 anos, o estudo foi composto por 16 sessões de treinamento divididos em 8 semanas. O estudo não apresentou diferenças significativas entre os dois métodos concluindo que ambos podem ser utilizados para a melhora da impulsão vertical.

PLIOMETRIA E VOLEIBOL
Segundo Bacheladenski, Cassiano e Queiroga (2009) a relação do perímetro de perna e o percentual de gordura corporal são considerados os principais preditores para o desempenho do salto vertical.


Em um estudo realizado por Costa et al. (2011) foi analisado se há diferença na altura do salto e o tempo de contato com o solo antes e depois de uma partida de voleibol.

PLIOMETRIA E VOLEIBOL
Em um estudo realizado em 2007 com 21 atletas de voleibol do sexo feminino submetidos a um treinamento pliométrico de 8 semanas foi constatado que o programa de pliometria melhorou todos os indicadores da impulsão vertical melhorando a capacidade de salto das atletas.

(FRANCELINO E PASSARINHO, 2007)

CONCLUSÃO
A pliometria é um tipo de treinamento de força que pode beneficiar o desempenho dos atletas, ajudando no desenvolvimento de ritmo, velocidade, força e até resistência muscular, atendendo os aspectos que preocupam os treinadores.
O objetivo dos exercícios pliometricos é melhorar a capacidade de reação do sistema neuromuscular e armazenar energia elástica por meio de um pré alongamento, utilizando-a posteriormente durante a fase concêntrica do movimento.
REFERÊNCIAS
BACHELADENSKI, M. S.; CASSIANO, F.; QUEIROGA, M. R. Estudo correlacional entre medidas antropométricas e altura de impulsão vertical em jogadoras de voleibol infanto-juvenil. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo, v. 3, n. 13, p.98-104, 2009.

BÖHME, M. T. S. Relações entre aptidão física, esporte e treinamento esportivo. Revista brasileira Ci. e Mov. Brasília, v. 11, n. 3, p. 97-104, 2003.

BOMPA, T. O. Periodização: Teoria e metodologia do Treinamento. São Paulo, Phorte Editora, 4ª edição, p 423, 2002.

BOMPA, T. O. Treinamento de potencia para o esporte. São Paulo: Phorte, 2004. 193 p.

BOMPA, T. O. Pliometria para o Desenvolvimento Máximo da Potência. São Paulo: Phorte, 1ª edição, 2004.

COSTA, A. F. et al. Determinação da altura do salto e do tempo de contato através da técnica drop jump antes e após uma partida de voleibol. Fiep Bulletin, Belo Horizonte, V. 81, 2011.

COUTINHO, J. Pliometria. Disponível em: <http://www.aquabarra.com.br/artigos/treinamento/PLIOMETRIA.pdf> Acesso em: 10 mar. 2013.

DESLANDES, R.; GAIN, H.; HERVÉ, J.M.; HIGNET, R. Principios de fortalecimiento muscular: aplicaciones en el desportista. IN: SIMONNET, J. Kinesioterapia. Medicina física. Paris: Elsevier, 2003:1 –10.

FRANCELINO, E. P. P.; PASSARINHO, C. Efeitos na impulsão vertical de um grupo de meninas participantes de uma equipe de voleibol escolar, submetidas a um treinamento pliométrico de 8 semanas. Revista Digital Anhanguera, São Paulo, v. 1, n. 1, p.154-157, 2007.

GONÇALVES, V. Potência Muscular. GEASE. 2003. Disponível em: <http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=45> Acesso em: 10 mar. 2013.


OBRIGADO
Full transcript