Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

"Os Trabalhadores Pobres" - Hobsbawm

No description
by

Mariana Reis

on 13 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of "Os Trabalhadores Pobres" - Hobsbawm

Consumption Production Distribution The Product Os Trabalhadores Pobres A universalidade do voto. Uma revolução operária de fato - França, 1848. Avanço impessoal e poderoso das máquinas - Décadas de 1820 e 1830 da Revolução Industrial à
suspensão da Common Act. A evolução dos sindicatos,
as lutas dos trabalhadores
e a conquista de direitos sociais Eric Hobsbawm Resources A Era das Revoluções Eric Hobsbawm Historiador marxista (comunista) Segunda Guerra - experiência
Análise histórica bem formulada
Predições econômicas e sociais Cenário: Condições de trabalho e sobreviência - aglomerado urbano Desmoralização social Epidemias: Coléra e tifo - 1830, 1840 e 1850 Intranquilidade das massas revolucionárias Observadores sociais: primeiros cientistas sociais - "início" da Sociologia Projeção social malthusiana Malthus, Comte, Durkhein, Marx, Engels Salários começam a diminuir a partir de 1815 Grande massa não absorvida pelas indústrias Grande exército de reserva Desemprego pelas crises temporárias e recorrentes Verdadeira fome Trabalhador se sujeita a baixa remuneração Mulheres e crianças condicionadas a
trabalhar nas indústrias 1/3 do salário do homem pela mesma jornada Homens independentes Homens dependentes Aspecto material do novo proletário Em troca: liberdade e regime rígido Castigos Multas Aumentar lucros + horas Comprar na venda do patrão
Morar em local cedido pelo patrão Despotismo Segurança Proteção
social Instrução RIQUEZA LUCROS CONFORTO EXPLORADOR DOENÇAS POBREZA PRECARIEDADE DEPENDÊNCIA EXPLORADOS LIBERDADE NÃO-LIVRES "O trabalhador é a fonte de
toda a riqueza" Quem tece, opera, constrói, trabalha, é o homem pobre, e somente ele. Fundamento cruel,
desumano e injusto. do fim da Common Act na Inglaterra ao
limiar da Revolução de 1832 na França da Revolução de 1832 à de 1848 As péssimas condições de trabalho do operariado e o Ludismo As péssimas condições de
trabalho do operariado e o Ludismo As péssimas condições
de trabalho do operariado
e o Ludismo Corporações de ofício que se tornam
sindicatos e a Common Act de 1799 Juízes proprietários e parciais que eram negligentes
com as associações entre empregadores Robert Owen a Leis Fabris. Manobra política: a Common Act é revogada em 1824. Inglaterra, 1820: período de grande crescimento econômico seguido por um de crise. Greves em ambos. Uma nova lei surge com o fim de limitar a ação sindical Superada a crise, o Movimento Sindical se fortalece e se aproxima do Owenismo Sonho: sociedade igualitária O acirramento da luta de classes. O pós-Revolução de 1832. A reforma proposta pela burguesia não se concretiza em sua totalidade. A classe proletária continua sem ter direito ao voto. As lutas de classes: forte caráter ideológico O Socialismo apresenta-se fortalecido devido ao sucesso conquistado pelas Cooperativas entre 1832 e 1834. Influências das ideias de Karl Marx. Tentativa fracassada de Owen e da “Grande União Consolidada de
Ofícios” de instalar uma sociedade socialista. O CARTISMO e a luta por melhorias: A Carta ao Povo. Ações pacíficas e violentas. Apoio significativo (descontentamentos com crises econômicas sucessivas) Fracasso das Oficinas Nacionais e da tentativa de conquistar o direito ao Trabalho. Medida adotada pela COMISSÃO DE GENEBRA AVANÇO EM 1848 NA INGLATERRA A universalidade do voto não foi conquistada.
Porém: Lei Trabalhista, carga horária máxima de 10 horas MELHORIAS QUE SE SEGUEM... Alemanha e França constatam a necessidade de se prover instrução aos trabalhadores, que tinham de lidar com máquinas cada vez mais complexas BIBLIOGRAFIA HOBSBAWM, Eric. "A Era das Revoluções", 2009, Paz e Terra Políticas Sociais Comparadas: http://www.espacoacademico.com.br/070/70casadei_gois.htm HOBSBAWM, Eric. "A Era do Capital", 1982, p. 229-230 PINSKY, J. & PINSKY, C.B. "História da Cidadania". São Paulo: Contexto, 2003 Possibilidades para os trabalhadores pobres Speenhamland Caridade Cristã Resistência às propostas burguesas Introdução das máquinas Replanejamento Urbano Introdução das máquinas AMARAL, Tarsila. "Operários", 1933 Grande Fome na Irlanda: http://educaterra.terra.com.br/voltaire/atualidade/irlanda7.htm LEIPZIG, "A situação da classe operária na Inglaterra" (Die Lage der Arbeiten Klassen in England), 1845 http://www2.uol.com.br/historiaviva/reportagens/a_grande_diaspora_irlandesa_imprimir.html Imagens: Seminário Royton de Moderação Workhouses Misticismo x realidade caótica MACHADO, Ednéia Maria. "Política Social: A Moderna Lei dos Pobres" Retrato de Bridget O'Donnell e suas duas crianças durante a fome em 1849 Irlanda
Full transcript