Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Transição Para a Vida Ativa de Indivíduos com DID: Perspetiv

No description
by

Rita Sousa

on 19 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Transição Para a Vida Ativa de Indivíduos com DID: Perspetiv

Transição Para a Vida Ativa de Indivíduos com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental: Perspetiva do Psicomotricista
design by Dóri Sirály for Prezi
Revisão de Literatura
Intervenção psicomotora parece dar resposta a uma transição para a vida ativa de sucesso
CONCLUSÃO
MÉTODO
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS
Questão 2
ADULTO COM SUCESSO
ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS
UNIVERSIDADE DE LISBOA
Faculdade de Motricidade Humana
Mestrado em Reabilitação Psicomotora

Temas Aprofundados em Populações com Deficiência
Docente: Sofia Santos
Discentes: Rita de Sousa, al20100253
Sandra Galhanas, al20100347
2013-2014
DID
Importância dos direitos
Transição com Sucesso
Desinstitucionalização
Autodeterminação
Emprego
Família
Psicomotricidade
Compreender a visão do
psicomotricista
acerca da
importância da transição para a vida ativa
de adultos com DID e da
importância da intervenção psicomotora
numa transição de sucesso.
Objetivo
Participantes
- 32 estudades de Mestrado em RP
- idades: 21 - 48 anos (média=23.22)
MÉTODO (2)
- Dados pessoais
1- Já tiveste contacto com jovens/adultos com DID em contexto institucional?
2- Na tua opinião, o que é ser um adulto com DID com sucesso?
3- Enumera os domínios que consideras importantes na transição para a vida ativa de pessoas com DID.
4- Qual o papel do psicomotricista nesta transição?
5- Achas que a Intervenção Psicomotora contribui para uma transição para a vida ativa de sucesso? (justifica se achares pertinente)

Instrumento
Procedimento
- entrega e recolha dos questionários (papel e google docs)
- categorização de respostas
22 inquirdos já tiveram contacto com jovens/adultos com DID
2, 3 e 4:
Todos referem que a Intervenção Psicomotora contribui para a transição.
Apenas 10 justificaram (Autonomia - 8; Desenvolvimento Pessoal - 5; Qualidade de Vida - 3; Comportamento Adaptativo - 2; Bem-Estar/Interesses - 2; Autodeterminação - 2; Igualdade - 1; Inclusão - 1; Independência - 1).
“habitar num local em que possa ser autónomo” “autonomia para cuidar de si”

“atividade laboral”
“emprego com ordenado justo”
“é estar inserido da sociedade a vários níveis. É a integração e inclusão do sujeito”
“contribua para a sociedade, que se sinta parte dela e incluído”
“independência financeira”
“realize atividades que proporcionem bem-estar”
“fazer aquilo que gosta”
“tomar decisões”
“tenha objetivos, metas/sonhos para alcançar”
“vida (…) familiar/amorosa”
“rodeado por amigos e familiares, com quem convive e até construção de uma família”
“ter os mesmos direitos e oportunidades que um adulto dito normal” “vida com igualdade e dignidade”
“ajustar as suas capacidades às exigências do meio, de forma a dar respostas adaptadas”
“cuidados de saúde”
“integrado num centro ou associação que vise o seu desenvolvimento”
"qualidade de vida"
“ser um adulto com DID com sucesso é semelhante a ser um adulto com sucesso”
- não é necessário que a pessoa com DID apresente sucesso em todos os domínios de uma vida ativa
- mais dificuldades em algumas áreas
- existência de co-morbilidades
(Blacher, 2001)
Questão 3
DOMINIOS DA TRANSIÇÃO
ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS (2)
Autonomia
Emprego/Independência financeira - impacto negativo e positivo
Inclusão, Igualdade e Bem-estar/Interesses - direitos
Apoio/Instituição/Saúde - desistitucionalização vs institucionalização


Autodeterminação - escolhas e tomada de decisão


Familia - suporte financeiro e autonomia


Comportamento Adaptativo e Desenvolvimento Pessoal - conceito de DID


residência, educação, emprego, envolvimento social, sistema familiar, apoio interpessoal, serviços de apoio, atitudes e crenças culturais e religiosas, práticas de inclusão (na escola/trabalho)
(Blacher, 2001)
Questão 4
PAPEL DO PSICOMOTRISTA
ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS (3)
Desta forma o Psicomotricista deve ser “mediador dessa transição, atuar na mudança de mentalidades”, “na inclusão social” e “na promoção de competências” para a “autonomia e funcionalidade” e “bem-estar do cliente”.
Deve “fornecer um conjunto de estratégias adaptativas”, e “proporcionar situações-problema que podem surgir, e se necessário, realizá-las em contexto de situação real”. “Nessas situações podem ser as áreas em que a pessoa com DID precisa de mais apoio, e tentar orientá-la nesse sentido, adaptando a sua intervenção mediante as necessidades”, “existindo um transfer para a vida diária” (e.g., “treinar tarefas como fazer compras, utilizar transportes e treinar uma atividade profissional”, “cumprir o horário”, “higiene, alimentação”).
Questão 5
CONTRIBUIÇÃO DA INTERVENÇÃO PSICOMOTORA
As 10 respostas estiveram de acordo com o anteriormente descrito
Visão global, concreta e ajustada do psicomotricista
Limitações:
- pesquisa bibliográfica concordante
- abordagem vasta à temática

Sugestões
5:
1:
Full transcript