Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

JOGOS TERRITORIAIS

No description
by

Cleiton Schönardie

on 18 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of JOGOS TERRITORIAIS

JOGOS TERRITORIAIS
Annette Simmons


Parte I
O desperdício de talentos
A mentalidade do conflito territorial faz com que nos contentemos com menos e gastemos tempo e empenho combatendo um inimigo que poderia estar do nosso lado.
Repetindo Padrões
Nossas ações são reações ao que sentimos e pensamos. De modo geral possuem duas finalidades:
Porque pessoas inteligentes participam de jogos insensatos?
Porque está relacionado com as emoções e instintos primitivos.
O sistema límbico
É um depósito de aprendizagem e memória existente em nosso cérebro, dedicado à gravação do passado e ao reconhecimento dos eventos futuros que apresentam ameaças e oportunidades de sobrevivência.

Parte III
O fim dos conflitos territoriais
As fronteiras territoriais, as lutas corpo-a-corpo e os conflitos internos refletem no desempenho dos serviços oferecidos pela empresa.
Destruindo as fundações
“Aquele que quer mudar o mundo, mude antes a si mesmo” – Sócrates
Parte II
Os dez jogos territoriais
Um dos grandes problemas é que todos estão cientes apenas do jogo do outro, faltando percepção do seu e dos próprios sentimentos que geram a necessidade dos “jogos territoriais”.

Traçando um novo mapa
Após derrubar as antigas crenças, precisamos formar novas crenças e comportamentos imediatamente, para que as antigas crenças e comportamentos não venha tomar lugar de novo.
Jogos Territoriais
Quando as brigas por recompensas e recursos limitados criam mal estar entre colegas ou sabotam os objetivos da empresa, é comum ouvirmos lamentos e fofocas na Rádio Peão.

É aí que vemos os conflitos, lutas de poder, politicagem de escritório e batalha de egos que chamamos de jogos territoriais.
Instinto e Sobrevivência
O impulso territorial está enraizado em nosso instinto de sobrevivência.

Os territórios já nos ajudavam a sobreviver há milhares de anos atrás.

E ainda empregamos os mesmos instintos primitivos que usávamos no passado em ambientes cooporativos modernos.
Não imponha a cooperação
• Para haver mudança, o indivíduo tem que querer mudar

• Cada um coopera por motivos diferentes e com graus de interesse diferentes.

• Mudar o comportamento significa mexer de dentro para fora, e abrir mão das linhas que representam segurança e proteção.

Trabalhe com o que você tem
• Use de psicologia, ao invés de lógica

• O problema não está no comportamento emocional, mas no comportamento emocional não analisado.

• Nunca diga as pessoas como elas “devem” se comportar.
Prepare o terreno
• Descubra estratégias que ajudem a abandonar velho hábitos e a reduzir defesas

• A mudança só acontece quando um número de pessoas suficiente quer que aconteça.

• As pessoas devem reconhecer que existe um problema, e que é delas, e que precisam mudar.
Fingimos que não estamos participando de jogos territoriais
Admitir que existem jogos já altera o pensamento, já ajuda a compreensão de sentimentos e facilita a mudança de comportamento.

Eles são o problema
• Ciúme, insegurança, atitudes individuais, ruído de comunicação, insatisfação, desmotivação, etc.

• Ninguém gosta que apontem suas falhas, mas como fazer isso então? Com o método socrático.
Defesa
O nosso equipamento emocional desenvolveu-se para nos proteger e reage mesmo que não haja uma ameaça real, assim quando nossa auto-estima é ameaçada, é como se a sobrevivência psicológica tivesse sido ameaçada também.
É um instinto positivo.
Controle
Regras, normas e alianças que são estabelecidas para controle e proteção do grupo, assim como o poder de mandar.
O medo
O medo prepara a mente para observar mais cuidadosamente as ameaças.

* apreensão, suspeita, preocupação, ansiedade, cautela, etc.
Resposta emocional quando não se consegue o que quer ou julga precisar.

* Frustrações, ressentimentos, aborrecimento, indignação e ódio.
Um mapa maior
• Todos temos um mapa mental que identifica aliados, inimigos e as linhas territoriais

• Quando você pensa antes de agir, está operando com seu mapa de visão abrangente. Mas se age sem pensar, está usando o mapa territorial, os impulsos, a lei da sobrevivência.
Território unificado na empresa
• Boa comunicação e rapidez das informações

• Maior crescimento individual e grupal.

• Redução da competição e foco nos objetivos desejados.
Redefinir o inimigo
• Procure redirecionar o medo e a raiva das pessoas para fora das fronteiras da empresa

• Pode-se utilizar um concorrente como inimigo, porém, um concorrente de hoje pode ser parceiro amanhã. Dessa maneira, a saída é utilizar inimigos abstratos.

Based on Jim Harvey's speech structures
JOGOS TERRITORIAIS
(Annette Simmons)
CLEITON SCHÖNARDIE
PAULO ASSIS
O Desejo
Ele é a força que nos leva a agir, algumas vezes de forma negativa.
O jogo da ocupação
• Marcar território

• Manter uma presença física arrogante e agir como o guardião das informações vitais

• Monopolizar os relacionamentos, recursos ou informações
O jogo da manipulação de informações
• Reter informações

• Manipular as informações

• Encobrir ou dar informações falsas

O jogo da intimidação
• Rosnar, gritar, olhar alguém com desprezo, assustar ou fazer ameaças (veladas ou abertas)

O jogo das alianças poderosas
• Usar relacionamentos com pessoas poderosas para intimidar, impressionar ou ameaçar outros

• Usar nomes importantes nas conversas

• Fazer exibições estratégicas de influência sobre pessoas importantes que tomam decisões

O jogo da parede invisível
• Instigar ativamente circunstâncias ou criar percepções negativas para que uma ideia já definida se torne impossível ou muito difícil de se realizar
O jogo do descumprimento estratégico
• Concordar de início em tomar medidas e não ter nenhuma intenção de tomá-las, ou concordar só para ganhar tempo para achar um jeito de evitar tomar essas medidas
O jogo do descrédito
• Usar ataques pessoais ou críticas não pertinentes como um modo de criar dúvida sobre a competência ou a credibilidade de outra pessoa

O jogo do afastamento
• Sutilmente (ou nem tanto) excluir um indivíduo de tal maneira que o prejudique

• Manipular o comportamento de um grupo para que outro seja tratado como estranho
O jogo da camuflagem
• Criar algo que desvie a atenção, enfatizar o inconsequente ou deliberadamente disparar os botões da ansiedade de alguém só para desviar-lhe a atenção.

O jogo do obstrucionista
• Usar de verborragia para evitar a ação, falar mais do que qualquer opositor em uma reunião, falar até o tempo de discussão se esgotar ou simplesmente exaurir os outros falando demais.
Procure identificar quais são os jogos que você joga. E peça aos seus colegas que o ajudem nisso.
Método Socrático
• As perguntas deverão desafiar as alegações da pessoa questionada e mudar suas perspectivas, fazendo com que veja outras possibilidades.

• Cuide de seu próprio território psicológico. Confie que o grupo encontre suas próprias respostas. Permita que o grupo faça auto-análise.
CONCLUSÃO
Todos gostam de jogos de poder e de território.

Necessitamos criar jogos mais positivos para substituir os negativos.

Encontre o seu ponto de equilíbrio entre ser territorial e cooperativo, entenda suas necessidades e ajude os outros a entender as deles.
RESPONDA
Cite e defina qualquer um dos dez jogos territoriais
Este livro é como um documentário dos comportamentos em reuniões e discussões no trabalho.

Uma análise de entrevistas e comportamentos mais comuns e destrutivos exibidos nos conflitos territoriais nas empresas.
A raiva
Todos participam de jogos territoriais, portanto também tenho de participar
Full transcript