Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Tarsila do Amaral

No description
by

Midia Teresiano

on 24 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tarsila do Amaral

Nascida em 1º de setembro de 1886, em Capivari, interior de São Paulo , era filha de José Estanislau do Amaral Filho e de Lídia Dias de Aguiar, e neta de José Estanislau do Amaral, cognominado “o milionário” em virtude da imensa fortuna acumulada em fazendas do interior paulista.

Seu pai herdou a fortuna e diversas fazendas, onde Tarsila e seus sete irmãos passaram a infância. Desde criança, fazia uso de produtos importados franceses e foi educada conforme o gosto do tempo. Sua primeira mestra, a belga Mlle. Marie van Varemberg d’Egmont, ensinou-lhe a ler, escrever, bordar e falar francês. Sua mãe passava horas ao piano e contando histórias dos romances que lia às crianças. Seu pai recitava versos em francês, retirados dos numerosos volumes de sua biblioteca.
Biografia
Abaporu
Nesta obra ela usou cores escuras, nela aparece aparentemente um cacto, um sol e uma pessoa que parece um homem que está meio deformado.Ela usa as cores da bandeira do Brasil.
A Negra
Nesta obra ela trabalha com cores escuras e bastantes variadas, ela trabalha bem os contrastres. As linhas que mais predominam são as curvas e as retas. Apresenta uma mulher morena.
Documetário
Pollyana e Gisele 6° C
Tarsila do Amaral
O Pescador
Nessa obra ela trabalha muito a intensidade das cores, ela usa cores mais frias, trabalha muito as linhas. A obra é figurativa, o pescador pescando um peixe dourado e o fundo se forma de casas e árvores.
O Mamoeiro
Essa obra mostra cores variadas em tons escuros e claros, é uma obra figurativa, pois apresenta nitidamente uma mulher com duas crianças, casas ao fundo, árvores, uma ponte e um rio. Ela trabalhou com mais cores quentes e trabalhou com os pontos.
Antropofagia
Essa obra retrata dois pessoas com cores morenas claras, as cores estão vivas exceto o azul do fundo e um verde da planta. Ela trabalha as curvas. É uma obra expressiva.
A importância dela na exposição das artes modernas
A pintora Tarsila do Amaral, não participou da Semana de Arte Moderna, mas nasceu desse movimento. Depois de uma viagem a Minas Gerais, realizada em 1924, na companhia de artistas modernistas, criou um estilo próprio, geométrico na forma e caipira na temática e no uso das cores rosa e azul. A partir de 1928, os quadros da pintora começaram a apresentar figuras desproporcionais, pintadas em cores fortes. A tela Abaporu, denominação indígena para antropófago, data dessa nova fase.
O que a semana de artes modernas marcou?
A Semana de Arte Moderna, significou o marco inicial do movimento modernista no Brasil. Embora influenciado pelas vanguardas europeias, o movimento estimulou escritores e artistas a criarem uma cultura com características nacionais, valorizando as raízes brasileiras.
Tarsila do Amaral
Full transcript