Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

BIOENERGÉTICA

No description
by

Carla Nascimento

on 2 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of BIOENERGÉTICA

BIOENERGÉTICA
carlamcnascimento.blogspot.com.br
BASES BIOQUÍMICAS APLICADAS À EF
METABOLISMO ENERGÉTICO
GORDURAS
CHO
O gasto energético é medido por meio de Kcal. Por definição, 1 kcal equivale a quantidade de energía para elevar a temperatura de 1 kg de água de 1ºC até 15ªC
A manutenção da homeostase demanda gasto energético
Diferentes substratos fornecem quantidades distintas de energia.
Gorduras < CHO
Proteína - função ESTRUTURAL
Organismos eutróficos apresentam até 2.000 kcaL estocada em forma de CHO
Compostos convertidos rapidamente em glicose.
Cada grama de CHO, fornece 4 kcal.
É o substrato mais utilizado pelo tecido muscular.
Organismos eutróficos apresentam até 70.000 kcal estocada em forma de gordura

Para serem utilizados dependem do mecanismo de beta-oxidação - converte TG em AG e Glicerol que podem ser transformados em ATP
Cada grama de gordura, fornec 9 kcal.
É um processo lento para satisfazer a demanda energética em ações musculares mais intensas
Via ATP-CP - alática
Via glicolítica - lática
Via oxidativA

Bioenergética e produção de ATP
Fosforilação - forma ATP
ATP = ADP + Pi + 7,6 kcal
1 Glicose
2 ATP
Parte da energia é armazenada pelo NAD+
2 Piruvatos + 2 NADH + 4 ATP
Ao entrar na mitocôndria sofre descarboxilação (forma CO2)
Formação do Acetil
A energia da descarboxilação é armazenada pelo NAD+
Ácido oxalacetico + Acetil CoA = Ácido Cítrico
Desidrogenação +
ENERGIA
Descarboxilação + ENERGIA
Descarboxilação + ENERGIA
Desidrogenação +
ENERGIA
Acetil CoA da Glicólise
Acido Pirúvico Acetil CoA
Entra na mitocôncria

Descarboxilação
Cadeia de Transporte de Elétrons
Cada NADH produz 3 moléculas de ATP
Cada FADH produz 2 moléculas de ATP
Fosforilação decorrente da oxidação da glicose
ATP Sintase
Libera os íons de H+
Bombeamento de prótons de H+
Eletróns transportados transformam-se em água
Saldo:

Cadeia Respiratória = 10 NADH + 2 FADH2
34 ATP + 2 ATP Ciclo de Krebs + 2 ATP Glicólise = 38 ATP
OBS. Há células que gastam 2 ATP para fazer o piruvato entrar na mitocôndria. Neste caso o saldo é de 36 ATP
Produz rapidamente ATP;
Tem capacidade limitada;
Predominante em exercícios de alta intensidade nos primeiros 15s.


Sistema Anaeróbio Alático ATP-CP
GLICÓLISE
Conjunto de 10 reações químicas que promovem a quebra da glicose permitindo seu aproveitamento como energia em condições aeróbias e anaeróbias.
Glicose
Glicose 6-fosfato
Frutose 1,6 bifosfato
Di-hidroxicetona fosfato
Gliceraldeído
Bifosfoglicerato
Piruvato
Glicólise citoplasma
Ciclo de Krebs mitocôndria
Cadeia de Transporte de Elétrons

Gliconeogênese
Síntese de glicose a partir de triglicerídeos e aminoácidos;
Ocorre em situações em que não há substrato energético disponível.
Ocorre principalmente no fígado
Piruvato é convertido em glicose a partir dos precursores:
Triglicerol - glicerol + 3 ácidos graxos
Lactato ou Aminoácidos

Glicose Lactato

Proteínas Aminoácidos
Piruvato
NH3
Full transcript