Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teoria Crítica e Indústria Cultural

No description
by

Maítha Graciano

on 19 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teoria Crítica e Indústria Cultural

INTRODUÇÃO À TEORIA CRÍTICA E INDÚSTRIA CULTURAL
Teoria Crítica da Sociedade
Indústria Cultural
Massa: sujeitos passivos e isolados, alienados e manipulados
Teoria Crítica
Importância dos meios de comunicação e sua relação com a cultura de mercado;
Análises de fenômenos sociais característicos da sociedade americana e europeia, entre os anos 30 e 40 do séc. XX;
Crítica a transformação da Cultura em mercadoria;
Introdução do conceito de INDÚSTRIA CULTURAL;
Teoria Crítica - pontos negativos
Adorno e Horkheimer desprezaram as expressões da cultura popular;
Adorno e Horkheimer não consideraram a hipótese de que a alta cultura também pode ser sugada pela indústria cultural;
Adorno e Horkheimer não percebem que, as fronteiras entre a alta cultura e a cultura de massa não são precisas;
TEÓRICOS
Theodor W. Adorno Hebert Marcuse
Max Horkheimer Jurgen Hebermas
Walter Benjamin
Adorno e Horkheimer utilizam o termo “indústria cultural” para se referirem à mercantilização das formas culturais ocasionadas pelo surgimento das indústrias de entretenimento na Europa e nos EUA no final do séc. XIX e início do séc. XX;
É a transformação da arte e da cultura em mercadoria, convertendo-as em veículos de publicidade;
Características
Tem origem no fenômeno conhecido como cultura de massa;
Nos regimes capitalistas avançados, a população é mobilizada através de um sistema econômico e social de consumo estético massificado;
Transformação da cultura em mercadoria resultado de um processo histórico, no qual as produções artísticas tem por objetivo o acúmulo de capital;
Indivíduo manipulado, isolado e sem autonomia;
Funções dos produtos da Indústria Cultural
Características
A estratégia de domínio da indústria cultural consiste na estereotipização, alienação e manipulação;
A produção é daptada e homogeneizada as massas e nivelada por baixo;
Os meios de comunicação de massa, são fundamentais para o processo de alienação e manipulação das massas;
Indústria da diversão - falso prazer - para alienação;
Cultura de Massa
Sistema ocidental inerente à cultura industrial que engloba outros sistemas;
Lei fundamental é a do mercado (produção e consumo);
A produção (o jornal, o filme, a transmissão, etc.) exprime-se através de uma linguagem. O consumidor – o espectador;
Possui necessidades: afectivas (felicidade, amor), imaginárias (aventuras, liberdade) ou materiais (bem-estar);
Utilizado pela indústria cultural para controle psicológico e social
Sociedade de Massa
Mínima participação popular;
Limitada a liberdade de expressão de opiniões individuais;
População constantemente manipulada por um elite que detém o poder sobre os MEIOS DE COMUNICAÇÃO EM MASSA;
Consequência da industrialização progressiva, da revolução dos transportes e do comércio, da difusão de valores abstractos de igualdade e de liberdade.
Comunicação de Massa
Objetivo é atingir o maior número de pessoas;
Nem sempre ocorre uma pré-seleção da informação veículada;
Algumas informações partem de causas sociais;
Tv, rádio, jornal e internet
Teoria Crítica
Promove uma crítica severa à mercantilização da cultura e à manipulação ideológica operada pelos meios de comunicação de massa. (FRANÇA, 2001. p. 56).
Escola de Frankfurt - Instituto de Pesquisa social
Ser comercializado;
Promover a deturpação e a degradação do gosto popular;
Obter uma atitude sempre passiva dos seus consumidores;
Impedir o estabelecimento de uma sociedade autônoma, independente, capaz de julgar e decidir;

DESIGN GRÁFICO - Aula 06/09/2013
Full transcript