Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A sociologia e a relação entre o indivíduo e a sociedade

No description
by

João Pedro Miranda

on 16 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A sociologia e a relação entre o indivíduo e a sociedade

A sociologia e a relação entre o indivíduo e a sociedade
Coerção Social
Coerção social. Talvez você não conheça essa palavra, mas convive com a coerção social a todo tempo; dentre que acorda até a hora de dormir.

O termo coerção deriva do idioma Latim, coercio, “ação de reprimir, de refrear; repressão; castigo”. Ao agrupar as palavras coerção e social, damos origem a expressão cunhada pela sociologia “Coerção Social”. Nesse sentido, a coerção social é caracterizada pela pressão e/ou repressão que a sociedade exerce sobre o indivíduo.

A coerção social manifesta-se por meio das leis e as normas sociais. As normas não necessariamente estão inscritas em forma de documentos legais. Podem estar inserida de forma simbólica no espaço, manifestada na sua organização e estrutura.


A coerção social pode ser exercida por
um grupo grande ou pequeno de indivíduos, manifestando-se de forma física ou psicológica.
Émile Durkheim
Durkheim defende que a sociedade deve ter uma coesão, senão ela se disfaz. Pois cada um dirigiria para o seu lado pensando só em si, teria assim uma dissolução da sociedade.
Durkheim busca a “causalidade eficiente” é a busca real do fato, seria a função da coisa dentro da sociedade
Função da educação: embutir no ser uma forma de seguir a ordem.
Relação entre indivíduo e sociedade
Como é possível que os indivíduos, com suas peculariedades e diferenças, convivam de maneira organizada ? Quem é o responsável pelo funcionamento maneira como se apresentam as diferentes instituições sociais, como a família, a escola e o estado? Serão os indivíduos capazes de rebelar-se contra as regras sociais e transformá-las?

A partir do final do século 19, a Sociologia produziu três matrizes de resposta a essa questão que podem ser compreendidas mediante o seguinte esquema:

I) A sociedade determina os indivíduos;
II) Os indivíduos determinam a sociedade;
III) A sociedade e os indivíduos determinam-se reciprocramente, de acordo com os limites estabelecidos pelas condições materiais de existência em um dado período histórico.
Fatos Sociais
Os fatos sociais são os elementos cuja manifestação constitui a sociedade, a qual surge, assim, como um dado autônomo que pode ser descrito, interpretado e explicado pela ciência a partir de uma metodologia própia: O Método sociológico.
-Relações Sociais
Refere-se ao relacionamento entre indivíduos ou no interior de um grupo social. As relações sociais formam a base da estrutura social. Nesse sentido, as relações sociais são o objeto básico da análise das Ciências Sociais.
Solidariedade Social
Segundo Durkheim, a sociedade é explicada pelos laços que unem os indivíduos à coletividade.
Esses laços podem ser construídos por meio das semelhanças entre as consciências individuais gerando a solidariedade mecânica; ou pela interdependência entre os indivíduos, que gera a solidariedade orgânica.
Estrutura Social
Conjunto de princípios que explicam os comportamentos e as instituições sociais, reduz a importância dos indivíduos nos provesso de transformações da sociedade.
Ação Social
Refere-se ao relacionamento entre indivíduos ou no interior de um grupo social. As relações sociais formam a base da estrutura social. Nesse sentido, as relações sociais são o objeto básico da análise das Ciências Sociais.
Max Weber que se consolida a mais famosa classificação de tipos de ações sociais. Para ele a ação difere do comportamento porque nela está contido um sentido dado a ela pelo próprio agente. Cabe a sociologia compreender ou captar este significado e refletir sobre as consequências da ação. Com base nesta definição, Weber apresenta quatro tipos puros de ação:


Tipos de ações sociais
Ações racionais com relação a valores: ações tomadas com base nos valores do indivíduo, mas sem pensar nas consequências e muitas vezes sem considerar se os meios escolhidos são apropriados para atingi-lo.
Ações racionais
Ações racionais com relação a fins : ações planejadas e tomadas após avaliado o fim em relação a outros fins, e após a consideração de vários meios (e consequências) para atingi-los. Um exemplo seria a maioria das transações econômicas.
Ações racionais com relação a fins
Ações afetivas: ações tomadas devido às emoções do indivíduo, para expressar sentimentos pessoais. Como exemplos, comemorar após a vitória, chorar em um funeral, seriam ações emocionais.
Ações afetivas
Ações tradicionais : ações baseadas na tradição enraizada. Um exemplo seria relaxar nos domingos e colocar roupas mais leves. Algumas ações tradicionais podem se tornar um artefato cultural.
Ações tradicionais
Interação Social
É o processo que ocorre a partir da influência recíproca que os indivíduos em comunicação exercem uns sobre os outros no âmbito das relações sociais.
Classes Sociais
Podemos definir classe social como a posição que um grupo de indivíduos ocupa no processo de produção
Full transcript