Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Energia Nuclear

Trabalho Professor Pires
by

Daniel Henrique

on 11 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Energia Nuclear

Introdução
A energia nuclear é uma das alternativas energéticas mais debatidas, alguns ambientalistas são contra este tipo de energia em qualquer lugar do mundo. Por outro lado, governos e indústrias optam por ela ser altamente eficiente e por ocupar uma pequena área. Em alguns lugares os reatores são a única opção de energia à custo acessível. A questão é se valerá a pena implementar centrais de produção nuclear ou se devemos optar noutro tipo de energias que sejam renováveis. A energia atômica não é renovável uma vez que a sua matéria-prima utilizam elementos químicos, por exemplo: Plutônio, Tório ou principalmente Urânio, e estes são extraído de minérios.
Definição
A energia nuclear também chamada atômica, é obtida a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. A energia nuclear mantém unidas as partículas do núcleo de um átomo. A divisão desse núcleo em duas partes provoca a liberação de grande quantidade de energia.
Lixo Atômico
É formado por resíduos com elementos químicos radioativos que não têm ou deixaram de ter utilidade.
Goiânia - Brasil
O acidente radioativo de Goiânia teve início em setembro de 1987, quando um aparelho utilizado em radioterapia de um hospital abandonado foi encontrado na zona central da cidade. A contaminação originou-se de uma cápsula que continha cloreto de césio – um sal obtido do radioisótopo 137 do elemento químico césio (Césio 137).
Um dos maiores acidentes com o isótopo Césio-137 teve início no dia 13 de setembro de 1987, em Goiânia, Goiás.
1986
2011
Acidentes Nucleares
• Chernobyl (Ucrânia): Um erro no projeto da usina e imprudência de operadores levou ao pior acidente nuclear do mundo, ocorrido em 26 de abril de 1986 em Chernobyl, na Ucrânia. Com a explosão de um reator, toneladas de partículas radiativas foram lançadas na atmosfera, matando várias pessoas deixando efeitos nocivos que repercutem até hoje. Casos de câncer, queimaduras e solos contaminados são os principais efeitos dessa explosão.
Fukushima
• Fukushima (Japão): O acidente de Fukushima aconteceu depois de um terremoto de magnitude 9 na região de Tohoku (no nordeste) que desencadeou um tsunami em todo o litoral. Uma onda de cerca de 15 metros de altura invadiu a área da central nuclear Fukushima Daiichi, administrada pela companhia de eletricidade Tokyo Electric Power (Tepco), submergindo os sistemas de resfriamento dos reatores e dos geradores de socorro situados no subsolo
Conclusão
É uma energia com inúmeras vantagens, tanto a nível energético, como ambiental e económico, mas como contrapeso as suas desvantagens são demasiado pesadas para qualquer país, os acidentes afectam sempre em grande escala a população, durante anos irão prejudicar e pôr em causa vidas das gerações presentes e vindouras, é um fardo demasiado grande para qualquer país.
Posicionamento do Grupo
A energia nuclear poderá ser uma possibilidade a por em uso, mas o país que o fizer, tem de estar disposto desde então, a carregar o pesado fardo em caso de acidente, tal como a população desse país, caso aprove a sua utilização.
Energia Nuclear
Acidentes Nucleares
Vantagens
• Não contribui para o efeito de estufa (principal);
• Não polui o ar com gases de enxofre, nitrogénio, particulados, etc.;
• Não utiliza grandes áreas de terreno: a central requer pequenos espaços para sua instalação;
• Não depende da sazonalidade climática (nem das chuvas, nem dos ventos);
• Pouco ou quase nenhum impacto sobre a biosfera
• É a fonte mais concentrada de geração de energia
• A quantidade de resíduos radioativos gerados é extremamente pequena e compacta;
• A tecnologia do processo é bastante conhecida;
• O risco de transporte do combustível é significativamente menor quando comparado ao gás e ao óleo das termoelétricas;
• Não necessita de armazenamento da energia produzida em baterias;

Desvantagens
• Necessidade de armazenar o resíduo nuclear em locais isolados
e protegidos;
• Necessidade de isolar a central após o seu encerramento
• É mais cara quando comparada às demais fontes de energia;
• Os resíduos produzidos emitem radioatividade durante muitos
anos;
• Dificuldades no armazenamento dos resíduos, principalmente em questões de localização e segurança;
• Pode interferir com ecossistemas e há um grande risco de acidente na central nuclear;
• O plutônio 239 leva 24.000 anos para ter sua radioatividade
reduzida à metade, e cerca de 50.000 anos para tornar-se inócuo

Daniel Henrique O. Souza
Luana Sivestre Fernandes
Marcelo Ferreira Mota Junior
Zaira Marques de Souza

Ciência e Tecnologia - UERN

Trabalho direcionado ao
Prof.º Pires - Filosofia

Chernobyl
Full transcript