Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Revolução Francesa

No description
by

Nathália Gaijutis

on 10 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Revolução Francesa

Revolução Francesa
DESCONTENTAMENTO COM A SOCIEDADE DA ÉPOCA
Absolutismo;
Mercantilismo;
Sociedade Estamental.
Crise Econômica
Miséria, fome, desemprego
Movimento burguês,
anti-feudal e anti-absolutista
Assembleia dos estados gerais
Primeiro de maio de 1789
Declaração dos direitos do homem e do cidadão
"Atestado de óbito do antigo regime"
Absolutismo
Despotismo e tirania.
Luís XVI
Maria Antonieta
Más colheitas, aumento de impostos
Elevação do preço do trigo
Gastos excessivos com a corte
e no apoio da independência
dos EUA
Pós-guerra dos sete anos
Inspiração iluminista
Mudanças estruturais
Consolidação da burguesia
Mercantilismo
Privilégios para a nobreza
Sociedade Estamental
Clero e nobreza isentos do pagamento
de impostos.
120 mil pessoas
350 mil pessoas
26 milhões de habitantes
I. Os homens nascem e permanecem livres perante a lei;
IV. A liberdade constitui em fazer tudo que não perturbe
a outrem;
VI. A lei é a expressão da vontade geral (...); deve ser a
mesma para todos, seja protegendo-os, seja punindo-os;
X. Ninguém deve ser inquietado pelas suas opiniões,
mesmo religiosas, desde que suas manifestações não
prejudiquem a ordem pública estabelecida pela lei;
XI. A livre comunicação das opiniões é um dos
direitos mais preciosos do homem; todo
cidadão pode então falar, escrever,
imprimir livremente. (...)
Monarquia Constitucional
Promulgação da primeira constituição da França;
Luís XVI e sua família confinados no palácio das Tulherias, em Paris.
O rei seria o chefe executivo, mas seu poder não poderia se sobrepor às normas constitucionais. Suas ações seriam reguladas pelo Legislativo, composto de 745 deputados eleitos pelos cidadãos por voto censitário.
Atraso industrial
Assembleia Nacional Constituinte
Órgão colegial representativo para a
elaboração de uma Constituição para o ordenamento jurídico estatal.
Partido da direita
Girondinos
• Não se opunham à monarquia;
• Queriam o poder nas mãos do parlamento;
• Desejavam menos impostos;
• Queriam o voto censitário;
• Queriam a escravidão nas colônias;
• Não queriam a divisão das terras;
• Ficavam do lado direito da assembléia.
Jacobinos
Partido da esquerda
• Contrários à monarquia, simpatizantes da república;
• Achavam que todos deveriam ter direito o voto;
• Eram favoráveis à abolição da escravatura;
• Eram favoráveis ao tabelamento dos preços;
• Queriam que as terras fossem divididas;
• Posicionavam-se do lado esquerdo da assembléia.
Jacques Pierre Brissot
Maximilien de Robespierre
Fase do Terror
9 de julho de 1789
14 de julho de 1789 - Tomada da Bastilha
26 de agosto de 1789
Constituição Civil do Clero
26/12/1790
A Assembléia Constituinte reduziu o poder do clero confiscando diversas terras da Igreja e pôs o clero sob a autoridade do Estado.
Sobraram duas alternativas aos sacerdotes
fiéis ao rei: Sair da França ou lutar contra a
revolução.
Constituição feita pela
Assembleia Constituinte
1791
• Igualdade jurídica entre os indivíduos
• Fim dos privilégios para o clero e a nobreza
• Liberdade de produção e de comércio
• Liberdade de crença
• Três poderes criados (Legislativo, Executivo e Judiciário)

Fuga de Luís XVI
1791
Fuga de Varennes
20 e 21 de junho de 1791
O plano tinha previsto disfarçar o rei em intendente, sem que ninguém notasse que um verdadeiro empregado jamais se sentaria numa berlinda (carruagem elegante, munida de 6 cavalos, dignas de um rei)
Volta de Varennes. Chegada de Luís XVI em Paris, 25 de Junho de 1791
Luís XVI e Maria Antonieta
capturados e presos
Jean-Paul Marat
Político e revolucionário francês
O Amigo do Povo
No ano da eclosão da Revolução Francesa, 1789, fundou o jornal O Amigo do Povo, em que se revelava defensor das causas populares. Considerado fora-da-lei, refugiou-se na Inglaterra em 1790 e no verão de 1791, retornando então a Paris.
Iluminismo
René Descartes
Propunham mudanças sociais quanto
ao antigo regime.
Isaac Newton
John Locke
O rei convoca representantes dos três estados
para discutir a situação da França.
Representantes do povo exigiam que os
primeiros estados passassem a pagar impostos,
enquanto os representantes nobres e do clero
queriam aumentar em 20% os impostos do povo.
Povo exige o voto por cabeça,
enquanto a nobreza e o clero exigem
que seja por estado.
O rei ameaça dissolver a assembleia
e o povo se retira até que fosse aceita a criação da assembleia nacional. Pressionado, o rei aceitou a criação dessa assembleia, onde o povo se reuniu para criar uma nova constituição para a França.
Fase do Diretório
Nesse mesmo ano, no Brasil, fracassa a Inconfidência Mineira.
Ditadura Jacobina (1793-1794)
27 de julho de 1794
Robespierre é guilhotinado.
Palácio de Versalhes
Golpe 18 Brumário
Atual França
Jacobinos
contra a igreja
Ruas com nomes de santos foram renomeadas, ícones religiosos foram substituídos por um novo nome: Marat.
Calendário modificado, iniciando-se em setembro de 1792 (queda da monarquia); meses renomeados de acordo com as estações.
Os meses foram divididos em três semanas de dez dias cada.
9 de novembro de 1799
Alguns políticos astutos do Diretório deram o apoio necessário a Napoleão e propuseram o uso da força militar para que ele assumisse o governo, e Napoleão fechou a Assembléia do Diretório.
A retomada da burguesia no processo revolucionário francês.
Arco do Triunfo
Torre Eiffel
República Francesa
Liberté,

Égalité,

Fraternité
Capital: Paris
IDH: 0,893 (20.º) – muito elevado
Influências da
Revolução Francesa
Inconfidência Mineira
Conjuração Baiana
1789
1798
http://revolucao-francesa.info/mos/view/Assembleia_Nacional_Constituinte/

http://www.suapesquisa.com/francesa/

http://www.livros-digitais.com/honore-de-balzac/um-episodio-no-tempo-do-terror/4

http://www.infoescola.com/direito/assembleia-constituinte/

http://www.dw.de/1790-lu%C3%ADs-16-assina-constitui%C3%A7%C3%A3o-civil-do-clero/a-3768010

http://prof-tathy.blogspot.com.br/2012/08/fuga-de-luis-xvi-e-da-familia-real.html

http://www.infopedia.pt/$constituicao-francesa-de-1795;jsessionid=jkRxm-QQb+rBwdbTDId-LA__

http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao-francesa-diretorio.htm

http://european-esag.blogspot.com.br/p/revolucao-francesa.html

http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao-francesa-os-estados-gerais.htm

http://www.dw.de/1790-lu%C3%ADs-16-assina-constitui%C3%A7%C3%A3o-civil-do-clero/a-3768010

http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/15331-a-revolucao-francesa-e-o-catolicismo-revendo-a-historia-para-entender-o-presente

Livro Didático, SESI 8º ano

Livro História - Gislaine e Reinaldo

Nathália Gaijutis (nº17);
Erika Rugain (nº06);
Guilherme Melo (nº07);
Paola Caroline (nº19).
2º ano B
Sesi - Itapeva, SP.
Junho de 2013.
"Morte aos tiranos!"
21 de janeiro de 1793 - Luís XVI é guilhotinado
Full transcript