Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Romantismo

No description
by

beatriz marinaro

on 31 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Romantismo

Movimento literário e artístico predominante no século XIX, diretamente ligado com a ascensão da burguesia, com movimentos da Revolução Industrial e Revolução Francesa. No Brasil, vinculado a chegada da família real e processo de independência, o Romantismo é o primeiro movimento artístico nacional. Romantismo Nacional: Internacional: Características José de Alencar (1829-1877) Características Álvares de Azevedo (1831-1852) Contexto Histórico Indianista/ Nacionalista 2ª Geração O Romantismo esta ligado a dois acontecimentos no âmbito internacional:

A Revolução Industrial representa a ascensão econômica da burguesia, esta se promoveu pela Inglaterra no século XVIII.
A Revolução Francesa (1787-1789) é represente da ascensão política da burguesia e a decadência do regime medieval. Com a vinda da Família Real para o Brasil, no ano de 1808, e assim, o inicio do processo de independência, há um desenvolvimento da produção artística nacional, que até então era uma produção inteiramente portuguesa. A produção artística aparece como meio de construir a identidade nacional, de uma colônia que acabará de conseguir independência. Gonçalves Dias (1823-1864) Castro Alves (1847-1871) Características 3ª Geração Características Manuel Antônio de Almeida Memorias de Um Sargento de Milícia Escrito por Manuel Antônio de Almeida, em 1854, "Memórias de um Sargento de Milícias" está inserido no período romântico, mas corresponde a época de transição para o Realismo, uma vez que adianta suas características mas não se insere em nenhum período. Os personagens adotam uma linguagem coloquial, e vivem situações cotidianas da cidade do Rio de Janeiro do século XIX. Características do Genêro Almeida Garret QUESTÃO 1) Acerca da protagonista do romance Iracema, de José de Alencar, pode-se dizer que
I. é uma heroína romântica, tanto por sua proximidade com a natureza, quanto por agir em nome do amor, a ponto de romper com a sua própria tribo e se entregar a Martim.
II. é uma personagem integrada à natureza, mas que se corrompe moralmente depois que se apaixona por um homem branco civilizado e se entrega a ele.
III. possui grande beleza física, descrita com elementos da natureza, o que faz da personagem uma representação do Brasil pré-colonizado.
Está(ão) correta(s)
a) apenas I.
b) apenas I e II.
c) apenas I e III.
d) apenas II e III.
e) todas. Viagens na Minha Terra Vestibular O progresso político, econômico e social da burguesia, impulsionou um fenômeno cultural baseado na liberdade de criação e expressão e na superioridade do indivíduo, estes rompem com os padrões clássicos e neoclássicos, o Romantismo.
No contexto do movimento romântico há uma atuação essencial da nobreza e da pequena burguesia, expressando sentimentos de descontentamento com a nova ordem socioeconômica. A nobreza por conta de ter sido afastada do poder, enquanto a pequena burguesia pela opressão da grande burguesia, que barra seus projetos de ascensão social, desenvolvidos durante a luta contra a nobreza. “Os românticos revoltam-se contra as regras, os modelos as normas, batem-se pela total liberdade na criação artística e defendem a mistura e a 'impureza' dos gêneros literários."
(Massaud Moises) José de Alencar Características Til Nascido no Rio de Janeiro em 1831, Manuel de Almeida abandonou o curso de desenho e se formou em medicina. Não exercendo nenhuma das profissões, o autor escreveu no “Correio Mercantil”, por onde publicou o romance “Memórias de um Sargento de Milícias”. Faleceu em 1861, vítima de naufrágio. Til é um romance regionalista, retratando a região de Santa Barbara d’oeste. Se encaixa na primeira fase do romantismo, devido sua preocupação em valorizar a natureza local, construindo um Brasil não apenas selvagem, mas rural. Com objetivo central de afirmar a nacionalidade, o romance Til usa o sertanejo como transformação do mito do “bom selvagem”, sendo uma figura idealizada e uma maneira de retratar outra face do povo brasileiro. 1ª Geração Ultrarromântica Condoreira José de Alencar nasceu em 1829, no Ceara, formou-se em Direito, e iniciou sua atividade literária no Rio de Janeiro, no jornal O Correio Mercantil. O autor é considerado como um dos fundadores do Romantismo brasileiro, suas obras são peças de um projeto cujo objetivo era representar a sociedade brasileira em todos os seus aspectos e facetas. Faleceu em 1877 com tuberculose. Almeida Garrett nasceu em Lisboa, em 1799, cursou a universidade de Coimbra e em 1831 fundou o jornal político O Precursor. Inserido na primeira fase do Romantismo lusitano, mas ainda influenciado pelo período neoclássico, publicou em 1846 Viagens na Minha Terra. As obras de Garrett podem ser vistas como divisoras da idade classica à idade moderna, em Portugal. Na obra Viagens na Minha Terra podemos observar a principal característica romântica do autor, o nacionalismo, que pode ser visto na preocupação de Garrett em descrever os monumentos históricos e os ver como memória portuguesa. No entanto, o livro pode ser considerado de difícil classificação devido à influência neoclássica que pode ser facilmente notada na utilização da linguagem erudita, com uma preocupação formal. Além de condensar vários estilos literarios como a narrativa de viagem, manisfesto político, cronica jornalistica, romance, entre outros. A obra portanto, não segue o padrão de narrativa linear comum aos autores românticos de folhetins, adotando características como a digressão. Na Europa, há um movimento de revisão de valores, voltando aos tempos medievais como forma de resgatar sua identidade.
No Brasil, por não ter vivido a idade média, há um restate da época que antecede o colonialismo.
Valorização da figura indígena como herói nacional.
Preocupação com a construção da identidade nacional, em um período pós-dependência.
Exaltação da natureza e da cultura local. “Contraponde-se aos mitos pagãos do classicismo, os românticos pretendem a reabilitação do cristianismo anterior as lutas da Reforma e Contra-reforma, quer dizer do Cristianismo considerado virtuoso e ingênuo como só teria sido praticado na Idade Media."
(Massaud Moises) Marcada pelo pessimismo, sentimentalismo e individualismo.
Os romancistas se sentiam incompreendidos pelas sociedades, optando muitas vezes pelo isolamento.
As produções possuem traços melancolicos, que trazem sofrimento invocando imagens ligadas à morte e à noite. “Imerso no caos interior, o poeta do romantismo acaba por sentir melancolia e tristeza que, cultivadas ou meramente nascidas e continuadas durante a introversão o levam ao tédio, ao “mal do século”. Após o tédio, sobrevém uma terrível angustia logo transformada em insuportável desespero. Para sair dele, o romântico só encontra duas saídas, a fuga à deserção pelo suicídio, ou fuga para a natureza, a pátria, terras exóticas, a Historia."
(Massaud Moises) Caracterizada pelo engajamento dos romancistas nas questões sociais.
Retrata injustiças e males da sociedade.
Poesia de fundo social, defensora da República e do Abolicionismo. Além disso, os versos desse período estão voltados para os pobres, marginalizados e negros escravos.
São utilizadas metáforas, hipérboles, antíteses retumbantes e apóstrofes violentas.
A poesia dessa época quer ser ouvida e, por isso, alcança as praças, os lugares públicos, as multidões. Quer convencer o outro e, para tanto, não economiza retórica e eloquência. Foi por isso chamada “poesia de comício”. Condeoreirismo: "O condor é a ave associada à vertente romântica chamada Condoreirismo, representada pelos autores da terceira geração. A visão aguçadada ave simboliza a ideia de que os poetas enxergavam o mundo de modo mais perspicaz. Assim, cabia ao artista guiar a sociedade rumo a dias melhores (o compromisso com os ideais abolicionistas ilustra a missão social do poeta condoreiro)."
(Guia do Estudante 2012) Considerado um dos fundadores do romantismo brasileiro, compondo todas as suas obras em cima de um projeto que visa representar todas as facetas da sociedade brasileira. Dentro do processo de construção de uma literatura genuinamente brasileira, haviam duas tendências, o romance histórico e o romance de atualidade. O romance histórico pretendia reinventar a história do Brasil; e o romance de atualidade pretendia revelar as constradições e problemas inerentes ao presente da sociedade atual. Alencar foca suas obras em dois núcleos principais, os perfis femininos e os quadros da sociedade. Gonçalves Dias nasceu nos arredores de Caxias, no Maranhão, filho de um comerciante português e uma mestiça. Cursou Direito na universidade de Coimbra em Portugal. Em 1843, ainda em Coimbra, escreve seu famoso poema "Canção do Exílio", onde expressa o sentimento da solidão e do exílio. É um renomado poeta da primeira geração romântica, escrevendo principalmente sobre a natureza e a poesia saudosista. Gonçalves Dias, em seus verso, lembra da infância, dos amores idos e vindos. Na Europa sente-se exilado e é levado até sua terra natal. Manuel Antônio Álvares de Azevedo, foi extremamente devotado à família, como pode-se perceber com alguns de seus poemas. Foi influenciada pelo poeta Byron, cuja poesia se caracterizou pelo ultra-romantismo, subjetividade e pessimismo frente à vida. O paradoxo é que sendo ele o poeta dos versos sombrios e cinzentos, também cultivou o humorismo na sua poesia, devido à irreverente ironia de alguns dos seus poemas. Álvares de Azevedo foi vitimado pela tuberculose aos 21 anos incompletos. Todas suas obras foram publicadas em livro postumamente: os poemas de "Lira dos Vinte Anos", a peça teatral "Macário", e o livro de contos "A Noite na Taverna". Castro Alves, poeta chamado de "senhor dos escravos" devido ao seu engajamento em grandes causas da liberdade e da justiça - a Independência na Bahia, a insurreição dos negros de Palmares, o papel da imprensa, e principalmente contra a escravidão. Em 1864, matricula-se no Curso Jurídico, participando também ativamente da vida estudantil e literária, sendo notado como poeta e orador, o que mais tarde irá torná-lo um dos arautos do movimento abolicionista e da causa republicana. Castro Alves é o patrono da cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras. Suas principais obras são: "Espumas Flutuantes", "A Cachoeira de Paulo Afonso" e o drama já mencionado "Gonzaga ou a Revolução de Minas". Ao livro "Os Escravos" pertencem "Vozes d'África" e "O Navio Negreiro", considerados os dois poemas mais representativos de sua obra. QUESTÃO 2) Leia os dois excertos da poesia de Castro Alves.
Texto 1
"Senhor Deus dos Desgraçados!
Dizei-me Vós, senhor Deus!
Se é loucura...se é verdade
Tanto horror perante os céus..."
Texto 2
"Na selva sombria de tuas madeixas,
nos negros cabelos de moça bonita,
fingindo a serpente que enlaça a folhagem,
formoso enroscava-se o laço de fita."
Sobre esses versos e seu autor, podemos afirmar:
1. os excertos representam as duas tendências da sua poesia: social/condoreira e lírico/amorosa.
2. superando o individualismo dos românticos brasileiros, Castro Alves deu a sua arte um sentido social e revolucionário, como podemos ver no excerto 1.
3. seu lirismo amoroso poetizou as mulheres em ardentes versos, como vemos no excerto 2, em linguagem muito rebuscada.
Estão corretas:
a) 1, 2 e 3
b) 1 apenas
c) 2 apenas
d) 3 apenas
e) 1 e 2 apenas QUESTÃO 3) Em relação ao Romantismo é correto afirmar que:
a) os símbolos nacionais são exaltados e idealizados como expressão de amor à Pátria e formação de uma identidade.
b) valoriza, na obra literária, o indivíduo e toda a sua complexidade, enfatizando a necessidade do controle racional.
c) os textos literários traçam o perfil de anti-heróis que agem, sofrem e superam obstáculos para se qualificarem como exemplares.
d) a literatura romântica combate os valores burgueses, dentre os quais estão a honra, o trabalho, a sinceridade e o heroísmo.
e) a linguagem dos textos românticos é marcada pela rigidez, em que as fórmulas literárias contribuem para a expressão dos sentimentos. QUESTÃO 4) Assinale a alternativa correta sobre a prosa romântica no Brasil.
a) Retrata uma série de transformações econômicas, científicas e ideológicas, decorrentes de uma nova revolução industrial.
b) Tem como principais características o racionalismo,
a imitação dos clássicos, o bucolismo e o pastoralismo.
c) Iniciou em meados do século XVI e caracteriza-se pela fluidez do tempo, que coloca o homem diante de um dilema: viver a vida ou preparar-se para a morte?
d) Há o predomínio da objetividade, da observação, da verossimilhança e, principalmente, de uma visão cientificista da existência.
e) Tem em José de Alencar um dos seus autores mais expressivos e também nomes como Joaquim Manoel de Macedo e Bernardo Guimarães, entre outros. QUESTÃO 5) Leia o seguinte fragmento de I-Juca Pirama, de Gonçalves Dias.
Em fundos vasos d'alvacenta argila
Ferve o cauim;
Enchem-se as copas, o prazer começa,
Reina o festim.
O prisioneiro, cuja morte anseiam,
Sentado está,
O prisioneiro, que outro sol no ocaso
Jamais verá!
A dura corda, que lhe enlaça o colo,
Mostra-lhe o fim
Da vida escura, que será mais breve
Do que o festim!
Contudo os olhos d'ignóbil pranto
Secos estão;
Mudos os lábios não descerram queixas
Do coração.
Mas um martírio, que encobrir não pode,
Em rugas faz
A mentirosa placidez do rosto
Na fronte audaz!

(DIAS, Gonçalves. I-Juca Pirama. In: I-Juca Pirama seguido de Os Timbiras. Porto Alegre: L&PM Pocket, 1997. p. 13.)
Durante o Romantismo, foram simultaneamente escritos poemas com características líricas e épicas. Nessa perspectiva, o fragmento de I-Juca Pirama constitui uma mistura de gêneros por
a) Descrever o ambiente de sacrifício e as características físicas do prisioneiro.
b) Contar o que se passa no coração dos Timbiras e no coração do prisioneiro.
c) Apresentar a preparação do sacrifício do prisioneiro e o seu estado de espírito.
d) Mostrar a vontade dos Timbiras em matar seu prisioneiro, descrevendo as suas condições físicas.
e) Evitar descrever o estado de ânimo dos Timbiras e se abster de apresentar o do prisioneiro. http://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/romantismo-nasce-o-romance-contexto-historico.htm
http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=4&cad=rja&ved=0CDgQFjAD&url=http%3A%2F%2Fwww.aridesa.com.br%2Fservicos%2Fclick_professor%2Ffca_maria%2Fromantismo.pps&ei=NDmMULH_GI6G9QS7-ICIDQ&usg=AFQjCNF8bV855sviTBSDWfKOduvCaDYoWw&sig2=FjtvscjI6UDtAKHLPPr-_Q
http://www.soliteratura.com.br/romantismo/
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/romantismo/romantismo-1.php
http://www.ich.pucminas.br/posletras/pdf/Garrett%20revisado.pdf
http://www.recantodasletras.com.br/ensaios/3837595 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Full transcript