Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Felinos Selvagens

No description
by

graziele verônica bassanello

on 18 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Felinos Selvagens

Distância crítica
A distância crítica é de extrema importância para se efetuar a contenção, pois é aquela que o animal mantém com o seu inimigo antes de apresentar comportamento agonístico. Se ela for ultrapassada o animal ataca ou foge.


cuidado com o estresse
Contenção Química
Contenção de Felinos Selvagens
Contenção



Contenção física:
- Animais de pequeno a grande porte, utilizando puçás, cordas ou gaiolas de transporte. É uma contenção de baixo custo, há maior probalidade do profissinal ser atacado, além de causar estresse ao animal.

Contenção química:
- Geralmente em animais de grande porte, feita por aplicação de medicamento por dardos a distância e via intramuscular, menor risco ao profissional, com um maior custo.

É o conjunto de reações do organismo frente a agressões de ordem física, psíquica, infecciosa, etc., capaz de perturbar a homeostase. Quando o animal se sente ameaçado, todo seu organismo entra em alerta na tentativa de se defender da agressão instalada. A contenção é o momento de maior estresse na vida de um animal podendo acarretar reações potencialmente fatais. O estresse decorrente da contenção pode ser dividido em :

 superagudo (durante a realização da contenção)
 agudo ou mediato ( até uma hora após a contenção)
 Tardio ( de horas a dias após a contenção)
Contenção de felinos selvagens
Obrigado !!
Momento da anestesia no leão Simba do Parque da Cidade de Aracaju para realização de procedimentos clínicos na Faculdade Pio Décimo.
Responsável pela anestesia e lançamento dos dardos Méd. Veterinário Fabrício Braga Rassy.




planejamento
indução
monitoramento
recuperação
complicações
mortalidade
O evento da captura
CUIDADO!
. Deve-se manejá-los cautelosamente devido a sua grande potência na mordida. Assim uma sedação prévia através de zarabatanas para os animais maiores e o uso de puçás, cambões ou de gaiolas de contenção é fundamental para manipular esses animais.


Contenção química refere-se ao estado induzido por medicamento, que produz modificação favorável do comportamento, sedação, analgesia, ou relaxamento muscular. em geral não se busca a anestesia geral, mas sim um estado de imobilidade que permita a realização de um procedimento veterinário ou de manejo mais prolongado, minimizando assim o estresse do paciente e oferecendo segurança para o animal e para a equipe (Pachaly, 1994; Junior, 2006).
Via preferencial de administração : Intramuscular ( IM );
Diversas drogas podem ser empregadas com sucesso, isoladamente ou em combinação;
Zarabatana, armas de fogo ou de pressão próprias na propulsão de dardos para a injeção do medicamento;
Vantagens e as desvantagens da injeção na forma direta ao animal, com o uso de zarabatanas e armas especiais para a administração de drogas à distância (Mangini, 1998; Lange, 2004):

Terminologia
Indução
Anestesia
Anestesia cirúrgica (geral)
Analesia
Tranquilização/Sedação
Narcose
Catalepsia/Catatonia
Imobilização química
Recuperação



DROGAS ANESTÉSICAS

Exemplos de contenção química em felinos selvagens

ANIMAL : Puma
Características: macho, 6 meses, peso estimado de 29 kg
Motivo da anestesia: exame de rotina
Medicamentos utilizados :
Butorfanol 0,2 mg/kg
Medetomidina 0,03mg/kg
Midazolam 0,15 mg/kg



Etorfina
Xilazina
Quetamina
Diazepam
Butorfanol
Medetomidina
isoflurano (anestésico de inalação)

Tais drogas podem ser empregadas com sucesso tanto individualmente quanto em associação, em diferentes grupos taxonômicos.

Animal : tigre da Sibéria
Características: fêmea, 15 anos peso estimado de 119 kg
Motivo da anestesia: exploração de uma claudicação
Medicamentos utilzados:
Premedicado com acepromazina 150 g
Quetamina 3mg/kg
Medetomidina 0,07mg/kg




Animal: Leão africano
Características: fêmea, 21 anos,150 kg
Motivo da anestesia: suspeita de obstrução intestinal
Medicamentos utilizados:
Quetamina 2,4mg/kg
Medetomidina 0,03 mg/kg
Butorfanol 0,2 mg/kg


Alguns exmplos de drogas comumente empregadas para a contenção de animais selvagens:
É a limitação dos movimentos do animal para determinados fins, podendo ser para introdução em novos habitats, exames, procedimentos clínicos,etc.
A escolha do método de contenção irá depender da espécie animal, do peso, da idade e da situação em que se encontra tal indivíduo a ser manejado.
O que é?

Vídeo da visita ao zoo
Referências Bibliográficas
ANESTESIA DE ANIMAIS SELVAGENS EM CATIVEIRO – CARNÍVOROS E UNGULADOS
Marta Morais Miranda De Oliveira Horta – Universidade técnica de Lisboa – faculdade de medicina veterinária- 2012

CONTENÇÃO E CAPTURA DE ANIMAIS SELVAGENS
Prof. Luana Célia Stunitz da Silva – Médica Veterinária,
Especializada em Clínica Médica e Cirúrgica de Animais Selvagens

CONTENÇÃO QUIMICA EM ANIMAIS SILVESTRES – revisão de literatura BERTOZZO, Danilo; FREITAS, Rogério Ernandes; REIS, Felipe; Reis, Rodrigo; SANTOS, Diogo Simon; SOUZA, Wagner Amaral – discentes da FAMED e PEREIRA, Rose Elisabeth Peres – docente da FAMED.
Full transcript