Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Módulo 12 A Controlo de Tesouraria

No description
by

Joana Silva

on 12 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Módulo 12 A Controlo de Tesouraria

Módulo 12 A Controlo de Tesouraria
Curso Profissional de Técnico de Gestão
Carlos Leitão Joana Catarina
Joana Silva Miguel Mendes

Gerir as necessidades de tesouraria de uma empresa é uma tarefa de grande responsabilidade. Além do orçamento anual, deve fazer um mapa de tesouraria a cada seis meses, com atualizações trimestrais. Enquanto ferramenta financeira, o mapa de tesouraria permite antecipar fases complicadas e preparar uma abordagem às instituições bancárias e aos investidores.
Os recebimentos soma entre o fluxo de caixa e os pagamentos de uma empresa. Recebimento no âmbito do carácter jurídico e financeiro corresponde ao cumprimento voluntário de um terceiro da obrigação de pagamento por contrapartida de bens ou serviços que lhe tenham sido cedidos.
Recebimentos
O prazo médio de recebimento é o tempo médio que uma empresa leva a cobrar aos seus clientes aquilo que lhes fatura.
O aumento do prazo médio de recebimento pode ser uma estratégia comercial da empresa, visto que a concessão de crédito é uma forma de facilitar a venda.

Prazo médio de recebimentos
A cobrança é uma atividade dependente da qualidade dos controlos, desde o acionamento do devedor até o devido pagamento de todos os débitos, que assegura a transformação das vendas em recebimentos.
A cobrança
Processamento de cobranças
O processo de cobrança envolve algumas operações.
A comunicação escrita no processo de cobranças
A "Carta Comercial" é um meio de comunicação muito utilizado na indústria e no comércio, e tem por objectivo iniciar, manter e encerrar transacções.
Como lidar com diferentes tipos de clientes
Hoje em dia o grande desafio das empresas, seja pequena ou grande, é adequar-se às necessidades de cada cliente. O bom atendimento é fundamental e considerada uma ferramenta competitiva.
O procedimento de injunção
A injunção é um procedimento que permite a um credor de uma dívida ter um documento que lhe possibilita recorrer a um processo judicial de execução para recuperar junto do devedor o montante que este lhe deve.
Tarefas de Tesouraria

Pagamento é um termo que está relacionado com o verbo “pagar”. Trata-se da entrega de uma quantia de dinheiro em numerário, cheque ou transferência bancária, ou de uma recompensa (salário ou prémio de produtividade, por exemplo).
Pagamentos de Tesouraria
Controlo
O controlo das necessidades de tesouraria de uma empresa é um processo simples mas requer cuidado na sua gestão e deve ser acompanhado através de registo permanentemente de todos os movimentos.
Controlo interno
Para a ordem dos peritos contabilistas e contabilistas agregados, “controlo interno contabilístico resulta da escolha da aplicação de métodos, meios humanos e materiais adaptados à empresa e adequados à prevenção ou pelo menos à deteção sem atraso dos erros e fraudes”.
Os Anglo-Saxões define como sendo “o meio através do qual a direção assegura a rede de informações, proteção e controlo, de que depende o sucesso da gestão da empresa”.
Princípios gerais do controlo interno
Todo o sistema de controlo interno deve prever:
Uma organização satisfatória
Separação das funções
Fixação das responsabilidades e dos poderes individuais
Tudo isto é concretizado através de um manual de procedimentos administrativos e contabilísticos e dum organigrama.
Pessoal qualificado
A existência de processos satisfatórios não teria qualquer eficácia no controlo da gestão da empresa se o pessoal não fosse capaz de os aplicar.
Sistemas de provas
O controle reciproco das tarefas é a trave mestra do sistema de provas e fraude.
Este controle implica a intervenção de varias pessoas para toda a transação importante, com a obrigação de verificar em cada fase o que foi feito na fase anterior.

Aplicação dos princípios de controlo interno as operações de tesouraria

A liquidez é a rubrica do ativo mais sujeita a desvios e a fraudes diversas.
O montante de liquidez detido pela empresa deve a todo o momento ser regulado de tal forma que não seja nem demasiado baixo, nem demasiado alta.

Controle interno dos pagamentos recebidos
O registo rápido de todos os pagamentos recebidos é necessário para diminuir o risco de desvios.
Um duplicado destas relações deve ser remetido á contabilidade para registo contabilístico.
Controle interno dos pagamentos efetuados
a) Todo o pagamento importante deve ser efetuado por cheque.


b) Os cheques não devem ser assinados senão mediante a representação de documentos justificativos atestando a regularidade e a oportunidade da operação.


c) A pessoa ou pessoas que assinarem os cheques devem guardá-los sob controlo ate ao momento de envio para o correio. Em nenhum caso os cheques assinados devem regressar à pessoa que os preparou antes da apresentação para assinatura.


d) As atividades de compra, aprovação de compras, devem ser separadas das relativas à receção ou armazenamento e das relativas `contabilização e pagamento dessas compras.

A gestão dos “fundos de caixa”: o sistema do avanço fixo.
À parte dos pagamentos importantes, toda a empresa é obrigada a fazer desembolsos de baixo montante para pequenas operações, e para isso deve recorrer a um “pequeno caixa”.

Orçamento de Tesouraria
O Orçamento de Tesouraria é um registo de todos os recebimentos e pagamentos que ocorreram num determinado período. Ele explicita a diferença aritmética entre quaisquer Recebimentos e Pagamentos que uma empresa previsivelmente irá ter. Esta diferença chama-se de Saldo de Tesouraria.
Componentes
O Orçamento de Tesouraria é composto pelos fluxos monetários. Entende-se por fluxos monetários, os recebimentos e os pagamentos. Estes são calculados primeiro anual e depois mensalmente, devendo-se ter alguns cuidados.
Movimento Real
São todos os movimentos de dinheiro já efectuados.
Movimento Previsto
São todos os movimentos de dinheiro que se prevê para o futuro. (Podem ser simulações ou documentos com vencimento futuro).
Classificação de Pagamentos e Recebimentos
São os Agrupamentos identificados em vários níveis para classificar a entrada ou saída de dinheiro.
Pagamentos
São todos os pagamentos em dinheiro.
Recebimentos
São todos os recebimentos de dinheiro.
Plano de Tesouraria

Manter atualizado um plano de todos os recebimentos e pagamentos, reias e previsionais, que permitam, de uma forma atempada, auxiliar as decisões dos gestores ou responsáveis pela gestão da tesouraria de uma organização.

Micro Plano

Utiliza-se esta estrutura, para gestão de um macro plano de tesouraria de um grupo de empresas, registando todos os movimentos de entrada (recebimentos), saída (pagamentos), movimentos “inter-empresas” (empréstimos e sua amortização), gestão de financiamento bancários, etc…


Macro Plano
Full transcript