Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Resistência colonial

Revoltas ou resistência? Diferentes ou similares? Beckaman, Mascates e Palmares
by

L. G. Sousa

on 17 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Resistência colonial

Revoltas e Resistências Coloniais
Quilombo dos Palmares. Capitania de Pernambuco aprox. 1580-1694
Guerra dos Mascates. Pernambuco, 1709-1711
Revolta de Beckman
Maranhão, 1684
- Revoltas "Nativistas" - resistência ao regime colonial ou durante o período colonial?

- Ausência de sentimento separatista

- Objetivos e desenrolares distintos. Então, por que apresentadas em conjunto na maioria dos livros didáticos?
- Conflito entre senhores de engenho, concentrados em Olinda e comerciantes, concentrados em Recife (denominados “Mascates”)

- Crescimento de Recife após dominação holandesa.

- Início da decadência do nordeste açucareiro (concorrência do açúcar antilhano)

- Reivindicação de autonomia administrativa e política perante Olinda

- Elevação de Recife à condição de Vila e Criação da Câmara Municipal de Recife (1709)

- Intervenção da Metrópole em 1711
- Dificuldades em escoar produção e obter gêneros metropolitanos e, sobretudo, escravos

- Criação da Companhia do Comércio do Estado do Maranhão (1682) - monopólio

- Falha da Companhia em cumprir o compromisso de abastecer o Maranhão com bens metropolitanos e escravos

- Liderada por Manuel Beckman, um senhor de engenho. Exigências:
. abolição do monopólio da Companhia de Comércio
. relações comerciais mais equilibradas
- Diferentes formas de resistência dos cativos: assassinatos dos senhores e feitores, passividade no trabalho, alcoolismo, suicídio, resistências culturais e fuga

- Grande número de comunidades quilombolas (também existiram no Caribe e o sul norte-americano)

- Sociedades mestiças - entre sociedades africanas e práticas coloniais

- O Quilombo dos Palmares se destaca entre estas comunidades pelo seu tamanho e duração.

- Desconhecimento da real organização política e social deste quilombo.
. Obs: Resistência à escravidão ou resistência ao regime escravocrata?
. Obs2: Mitificação do herói: a figura de Zumbi.
O sentido das resistências
- Aumento dos conflitos no final do séc. XVII e séc. XVIII

- Reações à políticas coloniais, especialmente após a Restauração da Coroa Portuguesa (1640)

. Companhias de Comércio (intervenção na economia - monopólio comercial)

. Conselho Ultramarino (administração)

- Resistências cotidianas e expressas aos modos de dominação (negros e índios)
Robert de Vaugondy - Amérique Méridionale 1750
"Morte aos impostos! Viva o Rei!"
Resistências, Revoltas e Rebeliões – conflitos no território colonial -
Full transcript