The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Apresentação TCC Mobile Learning - Kathyanne Vasconcellos

No description
by

Kathy Vasconcellos

on 24 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação TCC Mobile Learning - Kathyanne Vasconcellos

Kathyanne Regina Vasconcellos de Andrade e Silva
Mobile Learning:

Projeto de pesquisa desenvolvido em nível de Trabalho de Conclusão de Curso de Tecnologia e Mídias Digitais, apresentado para aprovação na Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
Objetivos
Já os objetivos específicos são:

• Apresentar como se deu o desenvolvimento e o uso da
Internet
e das
novas tecnologias
,
• Explicar o que as
tecnologias móveis
proporcionam para seus usuários e como estas podem ser utilizadas para a
construção do conhecimento
, de acordo com os diferentes
estilos de aprendizagem
existentes nos indivíduos;
• Descrever o desenvolvimento e as funcionalidades do produto apresentado juntamente com esta monografia, a fim de
exemplificar
o
Mobile Learning
.

A metodologia utilizada foi uma
abordagem teórico-prática
sobre a
contribuição
das
tecnologias móveis
no processo da
construção do conhecimento
, que consiste: na revisão de literaturas nacionais e internacionais sobre o tema
Mobile Learning
, utilizando como fonte artigos e publicações acadêmicas; dados estatísticos recolhidos por entidades públicas e privadas do nosso país; bem como consultas feitas na web, tanto em produções informais disponíveis em blogs como em outros tipos de sites.
O
objetivo geral
deste trabalho é desenvolver um
produto
, ou seja, uma aula, construída especialmente dentro de uma
ferramenta
online
, que possibilita a criação de
objetos virtuais de aprendizagem
para serem
acessados
por usuários a partir de
dispositivos móveis
.


Como referencial deste trabalho, portanto, proponho buscar uma resposta para a seguinte questão:

Como o

Mobile Learning

pode
contribuir

no processo de
construção do conhecimento
?
A vinda da
Internet
proporcionou grandes
transformações
na
sociedade
, inclusive no mundo dos negócios e das relações pessoais, criando
novas formas
de
interação
entre o
ser humano
e a
informação
.

Estas transformações, influenciadas pelo desenvolvimento e o uso da tecnologia, também impulsionaram a
criação
de
novas estratégias
de
ensino
, já que certas tecnologias possibilitam a
redução
das
limitações
das salas de aula e a adaptação de
materiais pedagógicos
para a sua
transmissão
por
meios digitais
.

A antiga
educação à distância
, que antes utilizava ferramentas como cartas, rádio e televisão para a sua transmissão, hoje é
online
e está cada vez mais acessível e próxima das pessoas de todo o mundo, no seu cotidiano.
Segundo os dados registrados pela Agência Nacional de Telecomunicações, a ANATEL, o Brasil já bateu a marca de um celular por habitante. Em
março
de
2014
, o país tinha um número de
273,58 milhões
de
linhas ativas
na
telefonia móvel
, ou seja, a teledensidade de 135,30 acessos para cada 100 habitantes.

As tabelas, a seguir, mostram a distribuição de acessos móveis por tecnologia em números absolutos, e em participação percentual em relação à base de assinantes.
O número de terminais definidos como banda larga móvel é o somatório das tecnologias WCDMA (3G), LTE (4G) e terminais de dados banda larga (modens 3G e tablets, por exemplo). O número de terminais 2G é o somatório das tecnologias GSM e CDMA.

Na última década, os
telefones celulares
deixaram de ser um aparelho para a simples comunicação por voz, passando a constituir aparelhos de
alta tecnologia
, disponibilizando aos usuários
recursos
como: acesso à Internet, tecnologia de GPS (localização), leitores de música MP3 e MP4, câmera digital de fotografia e vídeo, além de que em muitos deles é possível ter acesso a conteúdos multimídia.

Os equipamentos celulares mais avançados são
verdadeiros computadores de bolso
, com sistemas operacionais e aplicações informáticas nos quais converge uma
tecnologia de altíssimo nível
.

No entanto, a
inovação
dos dispositivos móveis não está associada à disponibilidade do rádio, da câmara fotográfica ou da televisão, nem à sua capacidade de computação, mas sim à integração e
convergência
destas
funcionalidades
por meio das
tecnologias digitais
que, neste contexto, possibilita que tudo isso esteja,
constantemente
, nas
mãos
de toda a
população
.


Estilos cognitivos
Uma reflexão sobre a contribuição das tecnologias móveis no processo da construção do conhecimento
Com a intensificação dos usos dos
dispositivos móveis
, bem como dos
recursos digitais
em
rede
, ocorrem
mudanças
quanto à
disseminação
do
conhecimento
devido à facilidade e rapidez ao acesso às informações. Desta forma, emergem
novos conceitos
relativos ao
processo

ensino/aprendizagem
, determinados por estas tecnologias.

O
Mobile Learning
, ou seja, a aprendizagem por meio das tecnologias móveis é um exemplo destes conceitos, constituindo um campo de investigação educacional em crescente evolução, o qual explora essencialmente a
interatividade
e a
mobilidade
em espaços constituídos por
ubiquidade
e
conectividade
.


“Portanto, o problema do conhecimento não deve ser um problema restrito aos filósofos.
É um problema de todos e cada um deve leva-lo em conta desde muito cedo e explorar as possibilidades de erro para ter condições de ver a realidade, porque não existe receita milagrosa. (...) É necessário dizer que não é a quantidade de informações, nem a sofisticação em matemática que podem dar sozinhas um conhecimento pertinente,
mas sim a capacidade de colocar o conhecimento no contexto.”
(Edgar Morin)

É possível justificar o estudo do uso de dispositivos móveis no processo de construção do conhecimento, em especial dos aparelhos celulares, primeiramente pelo número expressivo de usuários destes aparelhos no país e, por outro lado, para compreender mais profundamente quais são as possibilidades e limitações para a utilização destes dispositivos, como uma ferramenta para a inclusão digital neste processo.
Metodologia
Tabela de acessos por tecnologia (2014)
Tabela de proporção de acessos por tecnologia (2014)
Assim, com tantas
facilidades digitais
sempre disponíveis e totalmente
incorporadas
às
atividades diárias
, é possível aproveitá-las para alcançar outros benefícios, mesmo que de forma ainda inconsciente.

Isso também é possível devido aos
novos mecanismos
de
interação
que estão surgindo nestas tecnologias, e que, cada vez mais, contribuirão como uma
alternativa viável
para a
construção do conhecimento
e, consequentemente, para o desenvolvimento de
novos processos
de
ensino/aprendizagem
.

No entanto, mais importante do que as vantagens proporcionadas pelas
tecnologias
, é a
forma como
estas
são aproveitadas
por seus utilizadores no
desenvolvimento individual
ou
coletivo
, ou seja, a forma como os usuários tornam as
tecnologias úteis
às suas
necessidades
, de acordo com o
estilo cognitivo
de cada um. Assim, a aprendizagem móvel possibilita que sejam descobertas novas utilidades e combinações para as tecnologias já existentes.
Introdução
Dispositivos Móveis
Teorias da aprendizagem
As
teorias de aprendizagem
são estudos sobre o
comportamento humano
, na sua perspectiva interna, que demonstram como ocorre o
processo de aquisição de conhecimento
do seu humano. Estas teorias definem os estilos cognitivos que levam o aprendiz à:
• Compreender os conteúdos educativos;
• Resolver problemas;
• Se relacionar com o outro.

E, basicamente, as teorias de aprendizagem seguem duas perspectivas:

a) A abordagem que explica que o aprendiz
constrói
seu
conhecimento
a partir de suas
próprias experiências
, bem como da sua relação com o objeto de aprendizagem (
Teoria Construtivista
).
b) A abordagem que defende a ideia de que a aprendizagem ocorre devido à
adoção de modelos de comportamento
, que conduz o aprendiz a respostas positivas ou negativas (
Teoria Comportamentalista
).
Estilo cognitivo
é entendido como o
modo preferido
de um
indivíduo

processar
as
informações
que
adquire
. Isto descreve a maneira típica que o indivíduo tem de pensar, relembrar e resolver os seus problemas.

Os estilos cognitivos são, portanto, um
importante elemento
na
construção
de
aplicações
e
sistemas de aprendizagem
, pois possibilitam que estes sejam criados especificamente para um público-alvo específico, tornando-se assim, objetos de aprendizagem mais eficazes.

Desta forma, com a identificação dos estilos cognitivos, é possível construir um objeto virtual de aprendizagem que apoiará a construção de conhecimento, influenciando o modo como as pessoas aprendem, como outras ensinam, bem como a interação que existe entre elas.
Desenvolvimento de uma unidade de aprendizagem na ferramenta
online
KO-SU
KO-SU é uma
plataforma
de
aprendizagem móvel

inovadora
, construída para disponibilizar, a qualquer pessoa, a possibilidade de
ensinar
,
treinar
e
aprender
através de
dispositivos móveis
.

Nesta plataforma, o objetivo é construir uma
unidade de aprendizagem
que possa ser utilizada pelo aprendiz por meio de dispositivos móveis, com a finalidade de apoio à construção do conhecimento.

A unidade de aprendizagem é uma unidade atômica ou elementar que contém os elementos necessários ao processo de ensino/aprendizagem. Esta pode ser extensa como um curso de graduação de vários anos ou tão pequena quanto uma atividade de aprendizagem com duração de apenas 10 minutos (FILATRO, 2008, p.43).
Recorrer a
analogias
entre
funcionalidades
de uma
interface
e atividades do
mundo real
pode contribuir para que o usuário as compreenda de forma imediata.
A ferramenta KO-SU disponibiliza vários recursos usuário que está construindo aulas na plataforma, tais como:

• Texto estático;
• Texto + imagem;
• Texto + áudio;
• Áudio + imagem;
• Respostas simples;
• Respostas múltiplas;
• Questão aberta;
• Doodle (ferramenta de desenho);
• Vídeo.

A ferramenta
KO-SU
disponibiliza
diferentes recursos
para a criação de atividades sobre um mesmo tema.

As
aulas
criadas podem ser
acessadas
por usuários em
lugares
totalmente diferentes,
horários diferentes
e pelo tempo que cada um decidir estudar. Ou seja, é uma aplicação que, após conter assuntos interessantes, pode ser acessada por aprendizes a qualquer momento.

Possui suporte para mais de uma plataforma de dispositivos móveis, para o sistema operacional IOS e Android, por exemplo.

KO-SU é uma ferramenta nova que ainda necessita de atualizações para tornar-se algo mais eficiente, no entanto, é uma ideia que já funciona mostrando um vasto campo que ainda pode ser estudado.

Considerações finais
O desenvolvimento de
recursos educativos
para
dispositivos móveis
contribui com um
novo paradigma
de
ensino/aprendizagem
, o
Mobile Learning
, que ainda encontra-se em desenvolvimento e, portanto, com perspectivas de grande evolução.

O uso das
tecnologias móveis
como
apoio
à
construção do conhecimento
e, consequentemente, como complemento na educação do usuário, faz emergir
novos benefícios
tanto aos
aprendizes
quanto
àqueles que ensinam
.

Conclui-se, portanto, que os ambientes virtuais existentes hoje são redimensionados de acordo com as possibilidades oferecidas pelos dispositivos móveis, bem como pelos
recursos digitais
disponíveis em rede, num contexto onde é possível
acessá-los em movimento
, o que resulta em
condições
mais
flexíveis
para a construção do conhecimento e menos centradas num espaço-tempo.

Portanto, a
hipótese
levantada nesta monografia é de que
há a possibilidade de se construir conhecimento com o uso de dispositivos móveis
, visto que, por meio deles, é possível adquirir e aprimorar habilidades e competências de diversas áreas, num
processo
mais
motivador
e
atraente
, devido à
flexibilidade
e aos
diferentes recursos
oferecidos por tais tecnologias.

"
Processos de aprendizagem abertos significam processos espontâneos, assistemáticos e mesmo caóticos, atualizados ao sabor das circunstâncias e de curiosidades contingentes e que são possíveis porque o acesso à informação é livre e contínuo, a qualquer hora do dia e da noite. Por meio dos dispositivos móveis, à continuidade do tempo se soma a continuidade do espaço: a informação é acessível de qualquer lugar. É para essa direção que aponta a evolução dos dispositivos móveis, atestada pelos celulares multifuncionais de última geração, a saber: tornar absolutamente ubíquos e pervasivos o acesso à informação, a comunicação e a aquisição de conhecimento
." (Lúcia Santaella).

Full transcript