Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Inteligência Emocional

No description
by

Andreia Róias

on 15 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Inteligência Emocional

Inteligência
Emocional

Inteligência Emocional
A inteligência emocional pode ser definida como a habilidade de entender, administrar e expressar corretamente os teus sentimentos, além de lidar da mesma forma com as emoções de outras pessoas.

É uma habilidade essencial para a formação, desenvolvimento e a manutenção dos seus relacionamentos, tanto pessoais quanto no ambiente de trabalho. Diferente do QI, a inteligência emocional pode ser desenvolvida e melhorada ao longo do tempo.
Auto-conhecimento emocional:
é o conhecimento que o individuo tem de si próprio, dos seus sentimentos, afectos e intuição. Esta auto consciência é a base da inteligência emocional porque só depois de uma pessoa ter consciência dos seus sentimentos e emoções é que pode compreender o que acontece com os outros e com as situações vividas.

Auto-controle:
é a capacidade de gerir o nosso estado interior, as emoções, canalizando-as para um comportamento adaptado, apropriado ás diferente situações. Se tomar-mos consciência do que ocorre á nossa volta, podemos perceber se alguma situação provoca, por exemplo, irritação e, assim, controlarmos e dominarmos os comportamentos actuando de modo mais adaptado, de modo inteligente.
Cinco pilares da Inteligencia Emocional
Auto-conhecimento emocional
Auto-controle
Auto-Motivação
Empatia
Gestão dos relacionamentos pessoais
Auto-Motivação:
é importante direccionar emoções para atingir as metas, os objetivos estabelecidos. As emoções podem facilitar que alcancemos os nossos objetivos, que podem ser mais facilmente alcançados através do empenho, da iniciativa e do otimismo.

Empatia:
reconhecer as emoções, sentimentos, necessidades e preocupações das outras pessoas e ser capaz de se colocar no seu lugar. Esta competência permite compreender os outros para uma melhor gestão das relações.

Gestão dos relacionamentos pessoais:
aptidão e facilidade de relacionamento: resolução de conflitos; negociação, coesão de grupo. Este ponto é muito valorizado ao nivel das organizações.
Daniel Goleman
Goleman definiu inteligência emocional como:
"...capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos."
A inteligência profissional é uma nova maneira de pensar na nossa condição profissional. É uma forma inteligente de utilizarmos o nosso raciocínio, competências adquiridas, habilidades natas, força interior e capacidade de nos relacionarmos com a sociedade de maneira organizada e com planejamento, para alcançar objetivos profissionais.
Inteligência emocional a nível profissional
Inteligência emocional a nível pessoal
Quando lançou em 1995, o livro “Inteligência Emocional”, o psicólogo americano Daniel Goleman já alertava para a importância e a necessidade das pessoas desenvolverem o QE (quociente emocional), de forma a obterem melhor desempenho em suas vidas particulares e profissionais, no lugar de priorizarem apenas o desenvolvimento do seu QI (quociente de inteligência).
Para ele, a inteligência emocional é a maior responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos. Como por exemplo, recorda que a maioria das situações de trabalho é envolvida por relacionamentos entre as pessoas e, desse modo, pessoas com qualidades de relacionamento humano, como afabilidade, compreensão e gentileza têm mais chances de obter o sucesso.
Daniel Goleman
Full transcript