Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Escatologia (parte 1)

Estudo sobre os finais dos tempos em 5 aulas
by

Fabio Cano

on 4 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Escatologia (parte 1)

ETERNIDADE
"PASSADA"
444 a.C
1948 (Israel como Estado)
1967 (Reconquista de Jerusalém)
HOJE
Arrebatamento
Anti Cristo
2a Vinda de Jesus
Rebelião
Final
ETERNIDADE
"FUTURA"
MILÊNIO
(70 semana)
NOVOS CÉUS E NOVA TERRA
TRIBULAÇÃO
69 SEMANAS
O QUE É ESCATOLOGIA?
Escathos: ultimo, final
Logia: coleta, estudo

Um estudo dos eventos que ocorrerão no futuro conforme a soberana vontade de Deus e registrado nas Escrituras
DEFINIÇÃO
PRINCIPAIS EVENTOS
2ª Vinda de Cristo
Arrebatamento da Igreja
Tribulação
Grande Tribulação
Milênio
1ª Ressurreição
2ª Ressurreição
Tribunal de Cristo
Armagedom
Grande Trono Branco
Lago de Fogo e Enxofre
Nova Jerusalém
Novos Céus e Nova Terra
ESCATOLÓGICOS
POR QUE ESTUDAR ESCATOLOGIA?
1Tessalonissenses 4.13-5.11
não sermos ignorantes
não nos entristecermos como os que não tem esperança
consolarmo-nos uns aos outros para aquele Dia
não nos surpreender
vigiarmos e sermossóbrios
exortarmo-nos uns aos outros
edificarmo-nos uns aos outros
Apocalípse 22.7
Mateus 24.4, 5, 24, 33
O que a Escatologia
deve despertar em nós?
Santidade (2Pe 3.10-14; 1Jo 1.5-7)
Compromisso (Rm 5.1-9; Ef 2.1-10
Proclamação (Mt 28.19-20)
Adoração (Ap 22)
ESCAT

LOGIA

Pré-Tribulacionismo
Méso-tribulacionismo
Pós-Tribulacionismo
QUANTO AO ARREBATAMENTO
QUANTO AO MILÊNIO
Pré-Milenismo
Pós-Milenismo
Amilenismo
DIVERSAS
POSIÇÕES ESCATOLÓGICAS
Jesus volta antes do Milênio para estabelecer seu Reino na Terra
PRÉ-MILENISMO
PÓS-MILENISMO
A 2ª Vinda de Jesus à Terra
acontece depois do Milênio
AMILENISMO
O Milênio não acontece de forma literal
PRÉ-TRIBULACIONISMO
Jesus arrebata a Igreja antes do início da tribulação
MESOTRIBULACIONISTA
Jesus arrebata a Igreja no meio da tribulação
Arrebatamento Parcial: parte da Igreja é deixada para trás
PÓS-TRIBULACIONISTA
Jesus arrebata a Igreja após a tribulação
Confunde-se com a 2ª Vinda dos pré-milenistas
POR QUE TANTAS POSIÇÕES?
Por causa das diferenças na
interpretação Bíblica
Interprete normalmente (utilizando do próprio sentido do texto para entender quando este deve ser entendido literalmente ou metaforicamente).
Interprete conforme a harmonia da profecia (2 Pe 1.20,21)
Observe a perspectiva da profecia (profetas maiores, cativeiro babilônico, a mensagem teológica do livro)
Interprete historicamente (respeite o contexto histórico da profecia)
Interprete coerentemente (aplique os métodos de interpretação com prudencia e consistência dentro de um mesmo livro bíblico)
Interprete cristologicamente (1 Pe 1.10,11 e Ap 19.10)
A POSIÇÃO DO PROFESSOR
Pré-Tribulacionista
Pré-Milenista
Apocalípse 22.18-19:
o zelo pela Palavra de Deus
CONSIDERAÇÕES INICIAIS
Lucas 21.36
Deuteronomio 29.29:
o mistério de Deus
Zacarias 9.9-10:
as duas vindas de Jesus; compreensão do AT de um advento apenas
Mateus 24.3-5:
a cautela acerca dos ensinamentos falsos acerca das ultimas coisas
Marcos 13.22; 2Pe 2.1-2:
com os aumentos dos sinais, aumentam o número de enganadores e, por conseguinte, a proliferação de mensagens enganosas.
OBS: Discutiremos mais detalhadamente sobre as diferentes posições escatológicas na aula sobre a Tribulação
Acontecerá num piscar de olhos (ao soar das trombetas - 1Ts 4.16-17*)
Nínguem sabe quando sucederá (Mt 25.13*)
É vedado fazermos especulações acerca de quando ocorrerá o arrebatamento (At 1.7*; 1Ts 5.1)
Nem mesmo Jesus, considerando apenas a perspectiva e condição humana (cf. Fp 2.5-11), sabia quando se daria o arrebatamento (Mt 24.36*).
É um evento iminente (Ap 3.11*; 22.7) no qual devemos estar preparados, vigilantes, e proclamando (Mt 25.1-13*).
Mortos em Cristo ressussitam primeiro (1Co 15.50-52*). Os santos de todas as épocas virão com Cristo no arrebatamento
Os Vivos são Transformados
Somos Arrebatados para estar para sempre com o Senhor
Compareceremos ao Tribunal de Cristo parar recebermos (ou não) o Galardão
Seremos a Noiva nas Bodas do Cordeiro
ARREBATAMENTO
Período de 7 anos que se divide: 3 anos e meio de falsa paz e 3 anos e meio de tempo de angústia e catásfrofes; o juízo de Deus sobre a Terra (Mt 24.21*; Ap 3.10 e 7.14).
A Igreja não passará por esse período (visto que o arrebatamento antecede a Tribulação - visão Pré-Tribulacionista).
O Governo Mundial será entregue ao Anticristo que faz um Tratado de Paz com Israel e muitas Nações
O Falso Profeta lidera a Igreja apóstata e apóia o Anticristo
Israel retoma os rituais Judaicos e reconstrói o Templo
Israel vive em paz e segurança
introdução
AS DUAS RESSURREIÇÕES
A
PRIMEIRA RESSURREIÇÃO
é a da vida (Jo 5.29a*) e contempla:

1.
Cristo e as primicias dos que dormem - os redimidos que morreram antes de Cristo (1Co 15.20, 23a*)
2.
Os santos que saíram dos sepulcros depois da ressurreição de Cristo (Mt 27.52, 53*).
3.
Os que são de Cristo, no momento do arrebatamento (1Co 15.23b)
4.
As 2 Testemunhas, durante a Grande Tribulação (Ap 11.11)
5.
Os mártires da Grande Tribulação, que ressuscitarão antes do Milênio (Ap 20.4-6)*.
Todos os santos virão com Jesus pelos ares no arrebatamento (1Ts 3.13). Enquanto o arrebatamento toma lugar, os mortos em Cristo estão num
ESTADO INTERMEDIÁRIO.
Apesar de estarem na presença do Senhor, os salvos falecidos ainda não foram transformados, pois isso só ocorrerá na ressurreição (isto é, no momento do arrebatamento). Lucas 16.25* indica que aqueles que já morreram e foram salvos estão no Paraíso, uma espécie de antesala do céu onde são consolados, repousam e estão cosncientes e se lembram do que aconteceu na Terra (Ap 14.13). O Paraíso ainda não é o céu, um lugar inescrutável e inefável para a mente humana; ainda assim é um lugar muito especial preparado por Deus Pai àqueles que depositaram a sua fé
.

Quanto aos ímpios, eles permanecem no Hades (uma antesala do Inferno), um lugar de tormentos (Lc 16.23). O Inferno propriamente dito (O Lago de Fogo) ainda está vazio. Este é um lugar de tormento eterno preparado por Deus para lançar Satanás, os seus anjos e os ímpios depois do Juízo Final.
A
SEGUNDA RESSUREIÇÃO
é da condenação (Jo 5.29b*) e ocorrerá depois do Milênio e antes do Juízo Final. Os mortos que "não reviveram, até que os mil anos se acabam" (Ap 20.5*) ressuscitarão para o julgamento do Trono Branco (Ap 20.13).
O ESTADO INTERMEDIÁRIO
A TRIBULAÇÃO
Haverá durante a Tribulação 2
Testemunhas do mal
(formada pelo Anti Cristo e Falso Profeta) que guerreará e blasfemará contra os santos e farão grandes sinais para enganar os que habitam na Terra;
Haverá duarnte a Tribulação 2
Testemunhas do bem
(semelhantes a profetas do AT) que entregarão mensagens de juízo com toda ousadia a ponto de deixar os adoradores da Besta atormentados (Ap 11.1-11*).
Cumprirão seu ministério de profecia na primeira metade da Tribulação
Serão antitipos dos profetas do passado (vestirão se sacos para denotar pesar e quebrantamento como João Batista).
Enquanto não cumprirem a sua missão ninguém as vencerá (Ap 12.11)
Farão sinais e prodígios (Ap 12.6).
Quando acabarem a sua missão serão mortas pelo AntiCristo (Ap 12.7)
Os seus corpos permanecerão expostos em praça pública em Jerusalém durante três dias e meio.
As Testemunhas ressuscitarão depois de três dias e meio.
Após a ascensão das duas testemunhas, haverá grande terremoto e sete mil homens morrerão. E o que restaram ficarão muito aterrorizados.
AS DUAS DUPLAS DE TESTEMUNHAS
PROPÓSITO
A MANIFESTAÇÃO DE CRISTO EM PODER E GRANDE GLÓRIA
A vinda de Jesus em poder e grande glória não deve ser confundido com o arrebatamento. Primeiro, porque, na primeira etapa de Sua Segunda Vinda, Jesus virá somente até as nuvens a fim de receber a sua Noiva, e não a terra, para julgar os vivos (o que acontecerá no final da Tribulação).

Mateus 24.30-31* e Zacarias 12.10; 14.4 descrevem as características da Segunda Vinda de Jesus em sua etapa final. Neste episódio, diferentemente do arrebatamento, Jesus será visto por todos (Ap 1.7*) e virá com grande glória e poder (Ap 19.11, 14 e 16*). A semelhança de ambas as etapas da vinda de Jesus é o fato de que Jesus vem acompanhado dos santos (no arrebatamento com aqueles que estavam no Paraíso; depois com todos os santos de todos os tempos para reinar no milenio).
Os capítulos de Matues 24 e 25 são textos-chave para se compreender as duas etapas da Segunda Vinda de Jesus e outros eventos escatológicos. Isso porque em outras passagens, escritos (como 1Tt 2.13) não se preocuopam em fazer distinção entre essas etapas uma vez que os finais dos tempos é apresentado na perspectiva de um único evento .
MATEUS 24.3-14:
a primeira fase da Tribulação (os três primeiros anos e meio)
MATEUS 24.15-29:
segunda fase da Tribulação (A Grande Tribulação)
MATEUS 24.30, 31:
a vinda de Jesus com poder e grande glória.
MATEUS 25.31-46:
o julgamento das nações e o prelúdio dp Milênio de Cristo na terra.
MATEUS 24 & 25*
O próximo evento escatológico após a vinda de Jesus é a Batalha de Armagedom (batalha que vem depois da Grande Tribulação e antes do início do Milênio. A população do mundo está reduzida no momento em que ocorrer essa batalha (Zc 12.9*; 14.6; Jr 50.20) devido aos vários juizos que assolaram a humanidade durante a própria Tribulação
(veremos detalhadamente isso quando falarmos sobre as 7 selos, 7 trombetas, 7 taças em Apocalípse).

Apocalipse 16.16 e 19.19 narram essa batalha. Os exercitos da Besta se unirão na planície de Armagedom contra o povo israelita (Zc 12.3, 9*; 14.2*).
BATALHA DO ARMAGEDOM
Quando o remanescente de Israel estiver cercado, e a Serpente, pronta para "dar o bote", o Inimigo terá de parar sobre a "areia do mar" (Ap 12.17, 18); Deus porá limite à sua atuação. O próprio Senhor Jesus, em poder e glória, vencerá os inimigos do seu povo com o assopro da sua boca, lançando o anti-Cristo e o Falso Profeta no Lago de Fogo; seus seguidores no Hades e prendendo Satanás no Abismo por mil anos (2Ts 2.8; Ap 19.19-21; 20.1-3*)
Uma pergunta:
Por que Deus não extermina de vez com o Diabo e vez de prendê-lo por todo o Milênio?
Arrependimento vem de mudança de coração; Satanás não é o culpado da escolha da humanidade
Satanás é util para o cumprimento dos planos divinos à humanidade.
As nações que sobreviveram ao Armagedom serão julgadas imediatamente por Jesus Cristo. Esse julgamento não deve ser confundido com o Juízo Final (Trono Branco), que se dará somente após o Milênio (Joel 3.2, 12, 14*).

Os participantes serão todos os representantes de todas as nações, isto é, "os que restaram de todas as nações que vieram contra Jerusalém".
O motivo do julgamento: o tratamento dado pelas nações a Israel: "por causa do meu povo e da minha herança."
Neste julgamento Jesus fará separação entre ovelhas e bodes. As nações que fizeram bem a Israel ("tive fome lhes será dado a condição de de ingressarem na era milenar na qual que terão (ainda com um corpo físico natural) a oportunidade de seguiren a Jesus como Rei. As nações-bodes ouvirão do Rei Jesus:
"Apartai-vos de mm, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos."
(Mt 25.41). O critério para o julgamento aqui será o tratamento das nações e seus representantes para com o povo de Israel, visto que, aos justos fazerem bem a Israel, eles estavam fazendo diretamente a Ele.
Período de mil anos em que a Igreja (glorificada) reinará com Cristo na Terra (Ap 20.4).
O Senhor Jesus Julga Israel e as Nações (Julgamento das Nações)
O Senhor Jesus estabelece seu reino na terra na cidade de Jerusalém (Is 2.2, 3; 62.4; 60.1-3; Mq 4.8-13) e dá cumprimento às Alianças com Israel (aulas seguintes falaremos mais sobre isso).
Época aurea em que os israelitas e a igreja aguarda com ansiedade: a conpleta restauração do reino de Deus e o reinado físico literal do Senhor Jesus Cristo.
Satanás é preso por mil anos no Abismo; e os demais são lançados no Hades (antesala do Inferno cheia de tormentos).
A ultima dispensação (profecia de Daniel se cumpre por completo)
Embora o tentador esteja aprisionado, o pecado não desaparecerá da terra. O pecado ainda prevalecerá nos corações dos não glorificados (Is 65.20*; Zc 14.17*)
O Senhor não obrigará ninguém a adorá-lo. No entanto, a verdade de que Jesus é o único Rei ficará ainda mais patente no reino milenar.
O reino Milenar é uma preparação para o Reino Eterno (Novos céus e nova Terra).
As pessoas não glorificadas terão a oportunidade de crer em Jesus como Rei e Salvador. As profecias apontam que haverá salvação em massa durante esse período (Is 33.6; 62.1).
Haverá, no entanto, aqueles que ainda assim se rebelarão contra Jesus no reino milenar os quais serão julgados no Juízo Final (no Trono Branco).
Os sobreviventes da Tribulação, da Batalha do Armagedom e do julgamento das nações repovoam a Terra em paz, justiça e prosperidade por mil anos.
Os salvos (glorificados) terão livre acesso a toda a terra
Os salvos terão incumbencias no governo de Deus
As pessoas cujos corpos não foram transformados (isto é, os sobreviventes da Grande Tribulação), terão o seus desenvolvimento normal; haverá nascimento e morte (Is 65.20).
Haverá amplo conhecimento do Senhor. O Evangelho será pregado em todo o mundo pelos discípulos do Senhor (Is 54.13; Mt 24.14)
Haverá muita fertilidade, justiça, bonança, todos terão lugar para morar (Is 65.21, 22), longevidade de vida, saúde, não haverá instinto de ferocidade aos animais (Is 11.6-9; 35.9; 65.25). Não atacarão aos seres humanos.
MILÊNIO
A ULTIMA REVOLTA DO DIABO E SUA CONDENAÇÃO
Satanás já está julgado (Jo 16.11), mas após a sua ultima revolta, será definitivamente condenado ao Inferno, o Lago de Fogo, para ali ser atormentado de dia e de noite por toda a eternidade (2Pedro 2.4).
APOCALIPSE 20.7-10:
"Quando terminarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá para enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a batalha. Seu número é como a areia do mar. As nações marcharam por toda a superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos, a cidade amada; mas um fogo desceu do céu e as devorou. O diabo, que as enganava, foi lançado no lago de fogo que arde com enxofre, onde já haviam sido lançados a besta e o falso profeta. Eles serão atormentados dia e noite, para todo o sempre."
"A glória do trono branco é intensa. O universo físico não pode suster-se diante do fogo do julgamento. A terra atual, contami-nada pela trangressão de Adão, foge da presença daquele que se encontra no trono. A declaração: "Não achou lugar para eles" indica que os componentes do universo
material deixarão de existir. Será a preparação para o novo céu e a
nova terra de Apocalipse 21."

STANLEY HORTON
TRONO BRANCO
No Trono Branco, todos os pecadores condenados (inclusive todos aqueles que já estão no Hades) final-mente receberão a sentença definitiva e eterna (Lc 16.23).

Neste evento, todos estarão de pé ante ao trono, mas haverão de se prostrar diante do Justo Juiz para receber a sentença (Jo 5.22, 23). Todos os ímpios terão de reconhecer, todo joelho se dobrará e toda língua confessará quem Jesus é (Fp 2.10, 11*; Rm 14.11, 12).
Diante desse Tribunal todos as pessoas serão julgadas, os grandes e pequenos, não importando a cor de pele, títulos, posições, milagres realizados, dons executados (Mt 7.22) e ostentações na vida. Jesus dividirá os presentes em duas categorias apenas: os que estão do lado de dentro (os remidos e justificados) e os que estão do lado de fora (os réus: cães, tímidos, incrédulos, homicidas, abomináveis, fornicários, cf. Ap 22.15* e 21.18*).
Tudo o que está gravado no coração dos seres humanos, na parte mais profunda de seu ser, virá à tona. Os livros se abrirão no Dia do juízo, e Deus, por meio de Jesus Cristo julgará os segredos de cada um.
Aqueles que não constar o nome no livro da vida serão lançados no Lago de Fogo eterno (Ap 20.15).

Após decretada a sentença, todos os que negaram a Cristo de todos os tempos, juntamente com Satanás e seus anjos serão lançados eternamente no Lago de Fogo (Ap 20.14).
A Bíblia é muito cuidadosa em informar-nos que o destino final horrível dos perdidos; vai além da imaginação. Envolverá tribulação, angústia, choro, e ranger de dentes (Mt 22.13; 25.30; Rm 2.9). É uma fornalha de fogo (Mt 13.42, 50), que resulyta em prejuízo e destruição eternas (2Ts 1.9). O seu fogo é por natureza inextingyível (Mc 9.43), e a fumaça do seu tromento subirá para todo o sempre; não terão descanso (Ap 14.11; 20.10). É neste sentido que a Bíblia diz: "Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo (Hb 10.31)."
STANLEY HORTON
NOVO CÉU E NOVA TERRA
CRONOGRAMA DAS AULAS
1. INTRODUÇÃO
Considerações iniciais
Posições Escatológicas

2. EVENTOS ESCATOLÓGICOS
Sequência e explicação

3. A PRESENTE ERA 1
As Alianças
A profecia de Daniel (70 semanas)
Marcos históricos

4. A PRESENTE ERA 2
O Templo e sua importância
Sinais dos ultimos tempos

5. A TRIBULAÇÃO 1
O que acontecerá no céu
O que acontecerá na terra
1.
Capacitar o aluno a entender e interpretar corretamente os eventos escatológicos e seu desenvolvimento conforme registrado pela Palavra de Deus

2.
Capacitar o aluno a avaliar os nossos dias com base numa escatologia coerente

3.
Despertar no aluno um desejo de viver em santidade, proclamação e adoração em vista da eminencia dos final dos tempos.
Haverá 144.000 testemunhas de Israel (remanescentes israelitas que passarão pela Grande Tribulação pregando o Evangelho. Eles serão perseguidos mas receberão em sua testa um sinal de Deus que os protegerá do juízo divino sobre o mundo (Ap 14.1*)
O reino do Norte e seus aliados atacam Israel
O Anticristo rompe o Tratado de Paz, Coloca sua Imagem no Templo e exige ser adorado
O Falso Profeta dá vida à imagem do Antcristo
Após o Juízo final, o Universo dará lugar a um novo Céu e uma nova Terra (2Pe 3.13; Mt 5.5), na qual haverá uma Santa Cidade (Ap 21.1-2).
Não haverá mais morte (1Co 15.55; Ap 20.14)
Não heverá mais condenação espiritual
Não haverá mais tristeza, dor, pranto e clamor (Ap 21.4*).
Não haverá mais pecado e maldição (Ap 21.17; 22.3)
Não haverá mais Templo (Ap 21.22. 23; 22.5). O Templo da cidade será o Deus todo Poderoso e o Cordeiro.
Haverá grande alegria, pureza e santidade (Ap 21.1, 11)
Haverá um grande e alto muro com doze portas (Ap 21.12). Um anjo estará sobre cada porta, e os nomes das doze tribos de Israel, escritos sobre elas. As portas serão pérolas (Ap 21.13, 21); sob elas haverão doze fundamentos de pedras preciosas para o muro, nos quais estarão os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro (Ap 21.14, 19, 20). Elas não se fecharão para que as nações da Terra tragam à Cidade glória e honra (24-26).
Na Cidade Santa haverá uma praça de ouro puro, como vidro resplandecente (Ap 21.21), e um rio puro da água da vida (Ap 22.1). No meio da estará a árvore da vida (Ap 22.1, 2, 14, 19) também cortada pelo rio. Ela produzirá doze frutos em cada mês. As suas folhas serão para a saúde das nações.
Para sempre serviremos ao Senhor (Ap 22.3). Alguns pensam que na eternidade não haverá trabalho. Esquecem-se, no entanto, de que Deus, sendo perfeito, trabalha (Jo 5.17)
Todas as descrições do Novo Céu e uma Nova Terra feita acima somente será plenamente compreendida quando estivermos no estado em apreço
"Assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com essas palavras."
1Tessalonissenses 4.17, 18
Aliança Abraâmica
(Gn 12.1-3*; 13.15-17; 17.7-8; 22.16-18)
Aliança Mosaica
(Dt 30.4-5*)
Aliança Davídica
(2 Sm 7.12*; Sl 89.3-4; Jr 33.22-26)
Nova Aliança
(Jr 31.31-34*; Ez 37.21-28; Is 61.8-9)
a
AS ALIANÇAS DE DEUS (444 a.C - 1700 a.C)
ISRAEL, O TEMPLO E O REI
ISAREL, O TEMPLO E O REI
ISAREL, O TEMPLO E O REI
2o Templo 520 AC
Doma da Rocha (Mesquita de Omar)
construído no século 7 sobre as ruínas do 2o Templo de Jerusalém. Lugar sagrado do Islamismo
MARCOS HISTÓRICOS JÁ CUMPRIDOS
"CHECK LIST" DA ALIANÇA ABRAÂMICA
"CHECK LIST" DA ALIANÇA MOSAICA
"CHECI LIST" DA ALIANÇA DAVÍDICA
"CHECK LIST" DA NOVA ALIANÇA
MARCOS HISTÓRICOS POR CUMPRIR
MARCOS HISTÓRICOS POR SE CUMPRIR
RESUMO
as
AS 70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS
ACONTECIMENTOS RELEVANTES DAS 69 SEMANAS
DANIEL 2.31-45*
Demonstração do alastramento dos Impérios históricos
Demonstração do alastarmento dos Impérios históricos
OUTROS ACONTECIMENTOS RELEVANTES
DANIEL 11.1-45
CALCULO DA PROFECIA DE DANIEL 9.24-27
ACONTECIMENTOS RELEVANTES NA PRESENTE ERA
A RECONSTRUÇÃO DO TEMPLO DE JERUSALÉM
POR QUE O TEMPLO PRECISA SER RECONSTRUÍDO
A IMPORTÂNCIA DO TEMPLO DE JERUSALÉM
A HISTÓRIA DO TEMPLO DE JERUSALÉM
"CHECK LIST" DA NOVA ALIANÇA
(DE ACORDO COM EZEQUIEL 37.21-28*)
AULA 2
EVENTOS ESCATOLÓGICOS
AULA 3
A PRESENTE ERA 1
AULA 4
A PRESENTE ERA 2
FREQUÊNCIA DOS TERREMOTOS
APARENTES SINAIS ACERCA DA VOLTA DE CRISTO
APARENTES SINAIS ACERCA DA VOLTA DE CRISTO
APARENTES SINAIS ACERCA DA VOLTA DE CRISTO
APARENTES SINAIS ACERCA DA VOLTA DE CRISTO
NENHUM desses servem de sinais indicadores para a volta de Cristo. NENHUM!
INTERPRETANDO CORRETAMENTE OS SINAIS
INTERPRETANDO CORRETAMENTE OS SINAIS
INTERPRETANDO CORRETAMENTE OS SINAIS
TSUNAMIS
APOSTASIA
SINAIS DOS TEMPOS
RESSURGIMENTO DE ROMA
"CHECK LIST" DOS SINAIS DOS TEMPOS
(MATEUS 24.4-8, 32-35)
FOME
1.3 bilhão de pessoas vivem com menos de US$1 por dia
24.000 pessoas morrem de fome diariamente, no mundo
12 milhões de crianças morrem de fome por ano
http://www.worldhunger.org/articles
FOME
http://theboldcorsicanflame.wordpress.com/tag/earthquakes/
O resurgimento do Império Romano (Dn 2.31-45; Dn 7.7-8; 23-25; Ap 13).
Na profecia de Daniel 2 os pés da estátua, que corresponde aos tempos atuais, é composto de ferro (Império Romano) e barro (outras nações).
Do Império Romano surgirá o Anticristo e ali será sua base política (Ap 13.1-10; Dn 7.7-8; 8.9-14)
UNIÃO EUROPÉRIA ATUAL
SINAIS BÍBLICOS DOS ULTIMOS TEMPOS
Os tempos para esses indicativos são caracterizados pelas Escrituras como perigosos. Em 2Timóteo 3.1-5 há uma longa lista com dezoite características anticristãs dos homens maus desses ultimos tempos, as quais apresentamos abaixo em três grupos de três:
Todos os sinais bíblicos que indicam a vinda do Messias estão em vigor desde o princípio da era da igreja, no entanto, sua proporção tem crescido progressivamente, elevando assim o mal sobre a terra.
Em
Mateus 24.14
pos discípulos de Jesus lhe fizeram uma pergunta tríplice: "Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?" E quem lê atentamente todo o capítulo percebe que a resposta do Senhor também foi tríplice, mas não necessariamente em ordem cronológica.

Jesus aqui falou de eventos que ocorreriam num futuro próximo (a destruição de Jerusalém no ano 70) e de outros dois tipos de acontecimentos que se dariam num futuro mais remoto. No
versículo 24
, Ele disse: "E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim." O termo "fim", aqui, tendo em vista a tríplice pergunta dos discípulos, não diz respeito à segunda vinda de Jesus, e sim ao "fim do mundo".
Eurico Berstén explica esta profecia de Daniel com muita clareza:

"A primeira parte compreende "sete semanas", isto é 7x7, ou 49 anos (Dn 9.25), e destaca, com clareza, o começo da contagem dessas "semanas" - desde a saída da ordem de restaurar e edificar Jerusalém até a conclusão desse trabalho (Ne 6.15) passaram-se aproximadamente 49 anos.
A segunda etapa compreende "sessenta e duas semanas", isto é, 62x7, ou 434 anos, tempo que abrange desde a restauração de Jerusalém até a vinda do Messias (Dn 9.25). É realmente impressionante observar que desde a data do decreto para a restauração de Israel até a data da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém passaram-se precisamente 69 "semanas" ou 7x69, que são 483 anos.
A terceira parte da profecia compreende a ultima semana, isto é, a septuagéssima semana, sobre a qual a profecia diz: "Ele firmará um concerto com muitos por uma semana, e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares, e sobre a sas das abominações virá o assolador..." (Dn 9.27). Comparando esta expressão com a palavra de Jesus, quando profetizada sobre esses acontecimentos (Mt 24.15, 21), fica provado que a septuagéssima semana, sem dúvida, representa o tempo da grande aflição."
70 SEMANAS DE DANIEL
Profetizadas em Daniel 9.24-27*
Início em Março de 444 a.c, com o decreto de reconstruir Jerusalém (Neemias 2.1-8*).
Término da 69a semana em 30 de Março de 33 d.c com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.
A 70a semana ainda aguarda cumprimento e refere ao período de Tribulação.
Essa profecia também demonstra que nos tempos dos gentios (isto é: na era da igreja), o mundo no aspecto geral não melhorará. Os elementos da estátua foram ficando inferiores, além de terem sido descritos por Daniel de cima para baixo, da cabeça aos pés: ouro, prata, cobre, ferro e ferro com barro, até que tudo se transformou em pó. A Pedra virá do Alto, o que é uma alusão a manifestação de Cristo descendo dos céus em poder e glória para destruir os inimigos de seu povo, no Armagedom, e estabelecer o seu Reinado na Terra (Milênio).
AULA 5
A TRIBULAÇÃO 1
GALARDÃO
BODAS DO CORDEIRO
GRANDE
No período da tribulação Deus dará mais uma oportunidade de salvação a todos aqueles que não foram arrebatados. Tudo será muito difícil, pois os poderes do mal estarão multiplicados e atuando numa escala nunca vista, mas a slavaçãoserá possível (Ap 6.9-11; 7.9-17; 12.12, 17; 14.1-5; 20.4).
Na Grande Tribulação o Diabo terá permissão para dominar todas as ações da Terra. Quando a igreja sair do mundo, ele será precipitado de onde está - nas regiões celestiais (Ef 2.2*; 6.12*) - juntamente com suas hostes, e etrá permissão para agir com mais liberdade entre os homens. A Palavra de Deus ressalta que ele está cheio de fúria, sabendo que pouco tempo lhe resta (Ap 12.9, 12).
Satanás jamais conseguirá ser igual a Deus (Is 14.12-14). E essa frustração faz dele um "imitador" das obras divinas, porém com intentos maus. Ele formará a sua falsa trindade - na verdade, uma tríade por ser três pessoas distintas agindo separadamente, tendo com líder Satanás.

Apocalipse 16.13* revela as Duas Bestas - uma que sobe do mar (Ap. 13.1-10) que se refere ao Anticristo, e outra, que emerge da terra (Ap 13.11-18) que se refere ao Falso Profeta (2Ts 2.3-12*)
Depois do Tribunal de Cristo nos ares os salvos se reunirão com o Senhor no céu (2Ts 2.1*) onde ocorrerão as Bodas do Cordeiro, o casamento entre Cristo e a Igreja (Ef 525-27*; Ap 19.7-9*; Lc 22.29-30). Fatos relacionados as Bodas do Cordeiro:

1.
A Igreja do Senhor, à semelhança de uma noiva, estará pronta, preparada para as Bodas (Mt 25.10).

2.
Haverá grande regozijo por parte dos salvos quando entrarem na sala do banquete. Ali, cantarão cânticos de adoração ao Cordeiro (Ap 5.9-11).

3.
A Noiva do Cordeiro estará vestidade linho fino, puro e resplandencente, que representa as justiças dos santos.

4.
Haverá uma grande Ceia na qual os salvos comerão à mesa do Senhor
O Diabo, o Anticristo e o Falso Profeta tomarão posse, temporariamente da Terra. Se a Santíssima Trindade é composta de Deus Pai, Cristo e Espírito Santo, a falsa trindade satânica terá como portagonistas o Antideus, o Anticristo e o Antiespírito
Assim como Jesus veio ao mundo para revelar a glória do Pai, a Besta revelará a natureza funesta do Diabo (Ap 13.1, 2). E, da mesmo forma que o Espírito convence os pecadores e glorifica a Jesus, o Falso Profeta induzirá todos a adorarem o Anticristo (Ap 13.11-15)
Os 144 mil judeus serão santos homens de Deus responsáveis pela pregação do Evangelho durante a Tribulação. Esses servos serão provenientes das tribos de Israel (Ap 7.1-8*). As suas testas serão assinaladas a fim de indicar a sua consagração a Deus (Ap 14.1*). Isso os protegerá de perseguições e do martírio. Tal marcação denota a proteção que eles terão quanto aos juízos divinos sobre o mundo (Ap 9.4). O Codeiro os honrará por sua fidelidade (Ap 14.3-5*).
No tempo da Tribulação o Dragão de Apocalípse (isto é, o Diabo, coforme Ap 12.7-8*) será expulso das regiões celestiais e será precipitado na Terra (Ap 12.9*). O Diabo já foi julgado e sua carreira está em descensão:

1. Quando quiz igualar-se a Deus, foi precipitado dos Céus, juntamente com os seus anjos (Is 14.12).

2. Na Grande Tribulação será lançado da Terra (Ap 12.7-9).

3. No Milênio ficará preso no abismo (Ap 20.1-7)

4. Finalmente, após o Milênio numa rebelião ultima contra Deus
e seu exército será lançado eternamente no Lago de Fogo
(Rm 16.20; Ap 20.10*).
Na segunda metade da Grande Tribulação o Diago (isto é o Dragão) perseguirá Israel (isto é, a mulher) segundo Apocalipse 12.13, 15*. Deus, no entanto, protegerá um remanescente israelita e trará livramento (Ap 12.6, 14*).

O Inimigo lançará, então, uma corrente de água contra a mulher (Ap 12.15). Na simbologia profética, águas representam reinos (Is 8.7; Ap 17.5). Isso mostra que os exércitos do Anticristo marcharão contra Israel (Ap 16.12, 16). A mulher também terá ajuda da terra, ou seja, receberá ajuda dos povos e nações favoráveis a Israel (Ap 12.16).
OS 144 MIL JUDEUS
TRIBULAÇÃO
A TRÍADE SATÂNICA
(2 Pe 3.11-12*)
Full transcript