Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mateus 27.45-50 - PALAVRAS DA CRUZ - Angústia

No description
by

Jônatas Cunha

on 8 May 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mateus 27.45-50 - PALAVRAS DA CRUZ - Angústia

1. A seriedade do pecado e o caráter do seu salário 2. A indiscutível base da nossa salvação 3. A profundidade do amor de Jesus Cristo por nós Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? (v.46) “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3.17) Uma exclamação intrigante O Filho abandonado pelo Pai. O Pai virando as costas para o Filho. Um homem desamparado de Deus. “Não nos desampare, ó Deus” (Salmo 27.9; 71.18). o clímax de seus sofrimentos Estas palavras de angústia e dor de Cristo na cruz foram a mais completa manifestação do amor divino e a mostra mais inspiradora da terrível e inflexível justiça divina... o pecado em toda sua torpeza foi exibido, bem como a sua consequência inevitável Romanos 5.12; 6.23 – Por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram. […] porque o salário do pecado é a morte… Não houvesse pecado nenhum, não haveria morte alguma Isaías 59.2 – Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça. O pecado nos separa de Deus, que é a fonte de toda vida O pecado exclui da presença de Deus o Senhor Jesus estava recebendo o salário nós devíamos receber uma retribuição um direito irrenunciável 1Pedro 2.24 – carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados. Deus também é amor. Ele se deleita na misericórdia O Filho, por amor de nós, se ofereceu como substituto Naum 1.6 – Quem pode manter-se diante do seu furor? E quem pode subsistir diante do ardor da sua ira? Gálatas 3.13 – Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. Ele se ofereceu ao Pai como nosso substituto de modo que o Pai considera um com Ele todos os que a Ele se unem por meio da fé “Porque Deus julgou o pecado sobre o Filho, ele agora aceita o pecador crente no Filho” Cristo foi desamparado por Deus por um tempo para que pudéssemos desfrutar da sua presença para sempre. João 15.13
Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos A grandeza do amor de Cristo pode ser estimada somente quando entendemos o que estava envolvido nesse “dar” a sua vida Significou tomar o nosso lugar e ser feito “pecado” por nós João 13.1
sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim Apenas entendemos o que é o amor de Cristo por nós quando somos capazes de entender a ira divina que foi derramada sobre ele amor
incomparável Romanos 5.8 – Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Ele veio em nosso resgate Um brado de desolação Um brado de separação Um brado de expiação
Full transcript