Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Governança de TI

No description
by

Carolina Scussel

on 1 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Governança de TI

Definição de Governança
Notes
Place your own picture
behind this frame!
Double click to crop it if necessary
San Francisco
Budapest
Important
Details
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
(cc) photo by Franco Folini on Flickr
(cc) photo by jimmyharris on Flickr
Stockholm
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
map
details
doodles
notes
outlook
photo frame
Está relacionado aos significados de “governar, dirigir, conduzir”.
Compreender esse termo implica entender a maneira de se governar e, em grande medida, conhecer quem são os Stakeholders, suas autoridades e seu poder relativo, as perspectivas e expectativas,
interesses e necessidades, além das estruturas formais e informais para a realização de seus atos.

Interpretado como os “envolvidos” e os “impactados”, agentes ou não, em uma determinada situação ou ação.
Stakeholders:
Governança Corporativa
Diz respeito às iniciativas de uma organização no sentido de propiciar e garantir a sua governança, orientadas por objetivos claramente definidos, com vistas à redução de riscos e de exposições potencialmente danosas.


O estabelecimento de:
bons processos,
boas políticas,
boas regras e
bons regulamentos
que regem a administração da organização.
De outro...
De um lado...
Os acionistas,
conselhos,
alta direção e
funcionários.
Com o objetivo central, de manter a garantia de confiabilidade da organização para os seus stakeholders, especialmente de uma empresa para seus acionistas.
Parte crítica da governaça da organização
Tanto direcionamento de esforços e recursos de TI para atingir os objetivos de negócios pelos direitos e responsabilidades por decisões.
Quanto às garantias de conformidade propiciadas pela TI via monitoramentos, controles e auditorias.
Objetivo central é assegurar que a TI sustente e estenda as estratégias e os próprios objetivos organizacionais.
Que envolve questões como:

gestão de riscos e de segurança da informação;
garantia de continuidade do negócio e planos de recuperação;
administração de recursos, serviços e conhecimento de TI;
atendimento a requisitos de compliance;
mensuração e monitoramento de desempenho;
alinhamento estratégico.
Relacionamentos, padrões de comportamento entre os stakeholders, bem como o processo decisório.
Comportamental
Dimensões Complementares
Relacionada às regras, regulamentos, mecanismos e aos procedimentos operacionais que modam a estratégia corporativa, no intuito de que sejam atingidos os objetivos organizacionais.
Normativa
O Cobit possui 5 áreas de foco na governança de Ti.
=> Alinhamento Estratégico
=> Gestão de Recursos
=> Gestão de Risco
=> Mensuração de Desempenho
=> Entrega de Valor
Os documentos do COBIT definem Governança Tecnológica como "uma estrtura de relacionamentos entre processos, para direcionar e controlar uma empresa de modo a atingir objetivos corporativos".
O COBIT (Control Objectives for Information and Related Technology) foi criado para pesquisar, desenvolver, publicar e promover um conjunto de padrões internacionais de boas práticas relativos ao uso corporativo de TI para os gerentes e auditores de tecnologia.

O COBIT foi criado pelo ISACA, através do IT Governance Institute, organização independente que criou a metodologia que é considerada a base da governança tecnológica.

O COBIT funciona como uma entidade de padronização e estabelece métodos documentados para nortear a área de tecnologia das empresas.
Motivadores Organizacionais:
Importância para o negócio:

A informação e a tecnologia são elementos-chave para o sucesso. Se abordarmos a governança e o sucesso de TI estamos falando exatamente sobre o sucesso e a longevidade do próprio negócio.

Margnitude dos recursos envolvidos:

As tecnologias e os sistemas de informação são elementos de expressivo valor, tangível e intangível. O sucesso ou fracasso mesmo que parcial, das iniciativas e da própria função estratégica de TI representam impactos consideráveis sobre todo o sucesso organizacional. Assim a governança de TI envolve uma dimensão maior do que o ambiente de TI e seus recursos, alcançando o nível estratégico seja pela sua importância, seja pela magnitude dos recursos investidos.

A TI propicia novas oportunidades de negócio:

A evolução da tecnologia, que por muitos é abordada como um problema, traz consido desenvolvimento e inovações que, muitas vezs, suplantam os domínios tecnológicos inicialmente previstos. Não raras vezes uma tecnologia idealizada para um fim específico é aplicada de modo diferente e criativo, de tal forma a propiciar algumas novas oportunidades de negócio para as empresas. Exemplo: aquilo que era impossível ou inviável antes, agora passa a ser factível e interessante.

A governança de TI otimiza processos de tomada de decisão:

Os benefícios da governança de TI são recorrentes, gerando resultados que por si propiciam melhorias continuadas para toda a organização.
Exemplo: Em uma empresa com uma governança de TI mais madura, situações e contextos que requerem tomadas de decisões são mapeados de modo a se estruturar melhor quem, quando e como as decisões devem ser tomadas. Isso acarreta um melhor desempenho para os envolvidos nos processos decisórios.

Decisões sobre os investimentos de TI e a sua priorização:

Envolve as decisões sobre quanto e onde investir em TI e, concomitantemente, quem deve tomar esssas decisões estratégicas e como se decidir por elas.



Princípios de TI: é a articulação de declarações estratégicas sobre como a tecnologia de informação deve ser adotada e utilizada no negócio por todos os envolvidos, de modo a, muitas vezes, propiciar o estabeleciomento de métricas e metas organizacionais.
Arquitetura de TI:

Trata dos requisitos de pradronização e integração de processos na empresa, envolvendo a organização lógica dos dados, das aplicações e das infraestruturas, sendo definidos antes das próximas categorias de decisões.

Infraestrutura de TI:

Diz respeito aos serviços organizados de forma centralizada e compartilhados com toda a empresa, servindo de base para as demais capacidades e aplicações de TI.
Necessidades de aplicações de negócio:

Um dos pontos mais sensíveis e visíveis de TI para os usuários, trata-se da especificação das necessidades de aplicações de TI para a empresa, em nível local ou compartilhadas, que podem ser adquiridas no mercado ou desenvolvidas internamente.
Cinco decisões de TI:
Willian Paravidino
Obrigado!
Carollina Scussel
Quais decisões devem ser tomadas de modo a garantir a gestão e o uso eficazes de TI:

- Quem as devem tomar e quando;

- Como monitorar essas decisões.
Full transcript