Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Fotografia

No description
by

Luana Auler

on 18 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Fotografia

Fotografia
Introdução
Baseada no principio da câmera escura.
Inventada no século XIX, por dois inventores praticamente no mesmo ano, Henry Talbot (inglês) e Louis Daguerre (francês).
Henry Talbot inventou um negativo, ou seja, poderão ser copiadas inúmeras vezes.
Louis Daguerre inventou um positivo que não poderia ser copiado.
Antoine Florence, inventor da fotografia no Brasil.
1833: A descoberta isolada da fotografia no Brasil (Boris Kossoy).
A invenção da fotografia
A vida através da lente.
Invenções:
Ideia colorida (1908) : Auguste e Louis Lumière Dois irmãos - Os mesmos que inventaram o cinema, criaram o primeiro processo de fotografia em cores, o Autochrome, superpondo três chapas transparentes. Graças ao uso de filtros, cada uma das chapas registrava apenas um pigmento (magenta, ciano e amarela) o que resultou na imagem colorida.
Sorriso instantâneo (1963): Edwin Land - O público fica assombrado com a novidade de um americano que desenvolveu um filme instantâneo, que se revela na hora em que a foto é tirada. E em1947 é apresentado o mesmo processo, porém em cores. Land e sua empresa, a Polaroid, fizeram fortuna com milhões de câmeras instantâneas.
Curiosidades:
Realidade de um momento
A imagem é muito subjetiva, tenta nos transmitir informações desejadas pelo benfeitor, porém cada um interpreta-as de maneiras distintas. Esta pode causar alegria em alguns e desgosto em outros. As reações são infinitas, nunca sendo iguais para todos. Porém, o que vemos é mesmo a verdade ou algo que queremos ou devemos ver?
Fenômeno dos olhos vermelhos nas fotos
O fenômeno dessa coloração avermelhada ocorre porque nas fotos a luz do flash incide sobre a pupila alcançando a retina. Quando isso ocorre, a luz atinge as veias sanguíneas e a cor avermelhada é preferencialmente refletida.
Mas nem sempre isso ocorre pois Isso depende do ambiente em que a foto for tirada, se ele estiver claro ou não. Quando o ambiente está muito iluminado as pupilas se contraem naturalmente e isso dificulta a entrada do flash.
A maior câmera do Mundo: A Mamute
No início do séc. XIX, foi criada a maior câmera do mundo a Mamute. Ela foi criada peloo fotógrafo e pesquisador George Raymond Lawrence. Com mais de 4 metros de comprimento e pesando 640kg, o enorme artefato foi desenvolvido a pedido da companhia ferroviária Chicago & Alton Railway, exclusivamente para fazer o registro da locomotiva “The Alton Limited”, um grande símbolo do desenvolvimento ferrovário americano.
A construção da câmera custou cerca de 5 mil dólares (equivalente ao valor de uma casa na época) e contou com a participação de J. A. Anderson, renomado fabricante de lentes. Foram necessários cerca de 15 homens para mover e operar o equipamento. O único negativo empregado no aparato media 1,35 x 2,40 m e necessitou de 45 litros de produtos químicos para ser revelado.
A foto da locomotiva rendeu a Lawrence o Grande Prémio Mundial para a Excelência Fotográfica na Exposição Universal de Paris de 1900.
As Fotos Mais Famosas de Todos os Tempos:
Flash: Uma lacuna na informação
O flash é uma iluminação artificial intensa e instantânea que permite fotografar em ambientes com pouca luz, gerando assim, uma foto com melhor qualidade, sendo imprescindível em câmeras fotográficas. Em sua maior parte, é proibido em museus e galerias de arte, por alterar a coloração de obras expostas.
A luz necessária, para causar algum dano, teria no mínimo 50 mJ, o tamanho de 50 nm, e a duração de 100 ms. Esses valores são referentes ao laser vermelho e verde. No entanto, uma variação está sujeita de pessoa a pessoa, dependendo da pigmentação dos olhos, ou seja, quem possui uma maior pigmentação necessita de um menor valor comparado a alguém com uma íris albina.
Um Planeta sem a Fotografia
Como poderíamos imaginar um planeta sem a fotografia? No mundo urbano contemporâneo tal ideia não pode e nem é possível de ser cogitada, sendo assim, uma forma

mais sensata de pensar em grafar “um planeta” em dano de “O planeta”: só é possível mensu-rar sem fotografia um planeta que não este.
Sociedade Fotográfica
''A fotografia usa a sociedade e a sociedade usa a fotografia.''
Cada dia mais a Fotografia cresce na população, isso de deve aos usos dos celulares, tablet's, computadores, câmeras, etc. Hoje temos mais do que apenas profissionais, temos os amadores que tiram tantas fotos quanto profissionais. Como a maioria das atividades a fotografia cria seus próprios grupos sociais, a partir disto surgem portos de encontros, saídas, e novas amizades. Tudo sendo interligado uma com a outra. Hoje para unir ainda mais isto, se tem a internet onde cada vez mais cresce o índice de uso nas redes, principalmente onde pode-se postar fotos. Ao longo de quase dois seculos da fotografia, ela foi usada para contestar e para apoiar políticos, grupos sociais e indivíduos. Hoje a fotografia é parte essencial da sociedade., presente em praticamente tudo, pode levantar ou derrubar celebridades, confirmar notícias e derrubar políticos.
justificativa
Imensidão da disponibilidade de informações na internet, nem sempre é o bastante.
Flash em obras de arte vs. Flash na visão humana.
Mídia e publicidade, o uso do campo da filosofia para desmascarar ideologias.
Em suma, a escolha deste tema se justifica por a sociedade se contenta com o que a mídia tende a aplicar, sendo influenciada facilmente pelo marketing, quase que inconscientemente, além de aderirem a formas de pensar impostas a elas e se satisfazem com uma lacuna na informação.
Metodologia
Pesquisa de campo
Análise realizada na tarde de quarta-feira, dia 28 de agosto de 2013 no Centro de Novo Hamburgo/ RS. Dentre os entrevistados, 10 eram do sexo masculino e 10 do sexo feminino, totalizando ao final, 20 pessoas.
Entrevistamos profissionais de diferentes áreas
Análise de dados
Considerações Finais
Por mediação deste, apresenta-se que realidade por trás de uma imagem é muito subjetiva, ou seja, dependendo do indivíduo, esta muda e torna-se outra verdade. Também, é de total importância que, diante dos argumentos expostos, todos se conscientizem de que o flash não prejudica de maneira alguma nossos olhos, respeitando os padrões de normalidade.
Câmera para todos (1886): George Eastman - Com a placa seca, multiplicam-se as câmeras portáteis. Um americano passou a vender uma máquina em que as pessoas tiravam fotos com um prático rolo de filme e não precisava mexer com revelação. O slogan da empresa, a Kodak, era: “Você aperta o botão e nós fazemos o resto”. A fotografia se popularizou.
A camêra mais velha do mundo é também a mais cara!
Ela que esteve em leilão recentemente, estava valendo em tordo de 500 a 700 mil Dolares. A camêra que tem o nome de Daguerreótipo estava em propriedade particular no norte da Alemanha por gerações e nunca tinha sido documentado antes. Jamais uma câmera desse tipo foi colocada à venda em um leilão. Espera-se até que tenha o recorde mundial do preço mais alto pago por uma câmera.
A imagem Revelando a Ciência
Antigamente, quando se descobria alguma nova espécie de animais ou plantas, o único recurso disponível para a ‘’catalogação’’ deste era o desenho. Com os passar dos anos, novas técnicas foram aprimoradas, dentre elas a fotografia. Passou-se então, a não mais desenhar a descoberta, e sim a fotografa-la, pois era um meio mais simples e rápido de detalhar e especificar o que era desejado.
Full transcript