Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os Diferentes Saberes Docentes na Prática Pedagógica.

No description
by

Aline Rezende

on 11 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os Diferentes Saberes Docentes na Prática Pedagógica.



Aline Narciza Rezende de Souza¹

Simone Moreira dos Santos²
Paulo Roberto Pasqualotti³

¹ Bacharel em Comunicação Social – Relações Públicas (Feevale), pós-graduanda em Gestão Bancária (Unisinos)
e em Prática Docente no Contexto Universitário (Feevale), .
² Profª. Me. Simone Moreira dos Santos, orientadora do resumo expandido que originou este Recurso Educacional.
³ Prof. Me. Paulo Roberto Pasqualotti, orientador deste recurso educacional.
A Prática Docente:
... não é neutra, ela traz consigo concepções sobre o processo de ensino aprendizagem e mobiliza diversos saberes, construídos ao longo da trajetória profissional e pessoal do professor.


Com as mudanças ocorridas na sociedade, os saberes dos professores muitas vezes precisam ser (re)construídos, a fim de atender as novas demandas, como é o caso da inserção da tecnologia no contexto educacional.
Neste estudo abordaremos:
Vivemos em um mundo de constantes transformações

Nesse cenário é notável que o professor possua um papel
essencial a desempenhar na educação, acompanhando essas
mudanças durante sua trajetória como docente.
Dessa forma, cabe compreendermos
o conceito de saber
.
De acordo com Tardif (2002, p.11)
:

[...] o saber é sempre o saber de alguém que trabalha alguma coisa no intuito de realizar um objetivo qualquer. [...] o saber dos professores é o saber deles
e está relacionado com a pessoa e a identidade deles, com a sua experiência de vida e com a sua história profissional, com as suas relações com os alunos em sala de aula e com os outros atores escolares [...]
Pimenta (2008), em sua abordagem apresenta uma distinção entre:


Os saberes da experiência
: constituídos durante a vivência do docente enquanto aluno e profissional, estendendo-se à reflexão da sua prática cotidiana.

Os saberes pedagógicos
: relacionados à maneira de ensinar, objetivando a construção do conhecimento.

E
os saberes do conhecimento
: tratam da habilidade docente em ensinar os conteúdos considerados científicos a seus alunos.
Fonte: elaborado por Aline N. Rezende de Souza
.
Figura 4: Mapa Conceitual.

Santos, em seu estudo, conclui que na EAD, os professores se utilizam de saberes do conteúdo, da relação teoria e prática e da experiência, saberes relacionais, saberes epistemológicos e didático-pedagógicos e saberes tecnológicos.

Os saberes relacionais
, por sua vez, abordam a comunicação, a interação, linguagem, retorno e afetividade nas relações entre professor aluno.

Os saberes epistemológicos
dizem respeito às concepções de educação do docente e das práticas decorrentes destas,
de concepções de ensino e aprendizagem.

Estes são complementados pelos
saberes didático-pedagógico
s que remetem a variedade de saberes, interligados, que o professor mobiliza no exercício docente: saberes do planejamento, da mediação, da avaliação e da reflexão sobre a prática docente.
Os saberes
tecnológicos
remetem ao conhecimento relacionado à tecnologia, envolvendo ferramentas e recursos que possam apoiar e/ou aprimorar os processos de ensino e aprendizagem.
Referente os saberes do conteúdo, da relação teoria e prática e da experiência
, conforme Santos (2012, p.101) estes “compreendem os saberes científicos, relacionados aos conteúdos e aos programas curriculares, bem como a relação entre esses saberes e a prática profissional aliada à experiência docente e também de vida do professor”.

Dos saberes citados por Santos (2012), praticamente todos são abordados por Tardif (2002) e Pimenta (2008), entretanto, os saberes tecnológicos não foram tão enfatizados,
Nessa perspectiva, de acordo com a referida pesquisa:

os professores mobilizam os saberes relacionais em sua prática online de maneira diferente das aulas presenciais,

... visto que precisam utilizar-se das ferramentas de comunicação do ambiente virtual de aprendizagem e de recursos como animações, pontuações, para aproximar a escrita da fala.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Os saberes que o professor mobiliza em sua prática pedagógica, são muitos e são construídos através de sua formação acadêmica, sua trajetória profissional, sua identidade pessoal e suas experiências.
Os saberes do docente estão em constante construção e reconstrução,

seja na educação presencial ou a distância, o que difere entre elas é a forma de mobilizá-los.
... a pluralidade desses saberes, refletindo sobre a formação acadêmica, juntamente com os demais conhecimentos pessoais e profissionais mobilizados pelo professor em seu exercício.
Referenciais teóricos:
Como principais referenciais teóricos, buscamos amparo em
autores como Pimenta (2008), Tardif (2002) e Santos (2012).
Em seu estudo, conclui que na educação online, os professores se utilizam de:


saberes do conteúdo, da relação teoria e prática e da experiência, saberes relacionais
(saberes da comunicação, interação, também os aspectos da linguagem, do retorno/feedback e da afetividade),
saberes epistemológicos e didático-pedagógicos

(concepção e modelo pedagógico, didática, contemplando saberes relacionados ao planejamento, à avaliação, à mediação e à reflexão sobre a prática docente), além dos
saberes tecnológicos.
Além disso, precisam conhecer os aspectos relacionados à tecnologia para que possam proporcionar, da melhor maneira, a interação entre a turma.

[...] a finalidade da educação escolar na sociedade tecnológica, multimídia e globalizada, é possibilitar que os alunos trabalhem os conhecimentos científicos e tecnológicos, desenvolvendo habilidades para operá-los, revê-los e reconstruí-los com sabedoria. O que implica analisá-los, confrontá-los e contextualizá-los.
(PIMENTA, 2008, p. 23)
Segundo a autora:
Para Tardif (2002), os saberes dos professores são construídos e alterados em diferentes momentos da sua vida pessoal e profissional.

O autor classifica esses saberes em: disciplinares, curriculares, profissionais (incluindo os da ciência da educação e da pedagogia) e experiências.
Os saberes disciplinares
para Tardif (2002, p.38), “são saberes que correspondem aos diversos campos do conhecimento, aos saberes de que dispõe a sociedade, [...] integrados nas universidades sob a forma de disciplina [...]”.
Os saberes curriculares
remetem aos programas escolares (conteúdos e métodos) definidos pelas instituições de ensino.



Para o autor, a prática docente mobiliza vários saberes, além dos saberes da educação, denominados saberes pedagógicos, os quais apresentam-se como concepções sobre a prática educativa.
Os saberes experienciais:
os docentes constroem saberes específicos, em seu trabalho diário, que são validados pela sua experiência.
REFERÊNCIAS



PIMENTA, S. G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SANTOS, Simone Moreira dos. Saberes Docentes na Educação a Distância no Ensino Superior. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós Graduação em Educação, Faculdade de Educação, PUCRS, Porto Alegre, 2012.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.
Grata pela atenção.

Aqui destacamos a importância de refletir sobre quais saberes
o professor, além dos conhecimentos acadêmicos,
mobiliza na construção de sua prática docente.

No entanto, podemos inferir que muitos desses saberes estão
presentes na educação a distância –
EaD – modelo online/web
.


Ressaltamos a importância da articulação desse conjunto de saberes na prática do professor
, com vistas a proporcionar um processo de ensino aprendizagem que promova a construção de conhecimentos.
Os saberes profissionais
a partir dos estudos de Tardif (2002, p. 36) são “[...] o conjunto de saberes transmitidos pelas instituições de formação de professores”
.

OS DIFERENTES SABERES DOCENTES NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

Até aqui abordamos os
saberes pesquisados para
o ensino presencial.

Nessa perspectiva, trazemos as contribuições de um estudo realizado por Santos (2012), que pesquisou os saberes que os professores mobilizam em sua ação pedagógica nas aulas a distância no ensino superior.
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PRÁTICA DOCENTE NO CONTEXTO UNIVERSITÁRIO
Figura 1: Ambiente.
REFERÊNCIAS DAS IMAGENS
Figura 2: Luminária.
Figura 5: Quadro Negro.
Figura 6: Emoticons.
Figura 7: Recursos tecnológicos.
Figura 8: Quebra-cabeça.
Figura 9: Livros
Figura 10: Despedida.
Figura 1:
Ambiente. Imagem original disponível em http://soutendencia.com.br/.
Acesso em: 14 jul. 2013.

Figura 2:
Luminária. Disponível em http://www.archiproducts.com/pt/produtos/58956/luminaria-de-parede-luminaria-de-teto-de-aluminio-ring-carl-hansen-s%C3%B8n.html.
Acesso em: 14 jul.2013.

Figura 3: Logotipo Feevale. Disponível em http://modafeevale.wordpress.com/2011/12/28/oportunidade-selecao-de-professores-para-universidade-feevale/.
Acesso em 15 jul. 2013
.

Figura 4: Mapa Conceitual. Fonte: Aline Narciza Rezende de Souza.

Figura 5: Quadro Negro. Disponível em: http://www.imagemturbo.com/2011/01/quadro-negro-simples.html.
Acesso em: 14 jul. 2013
.

Figura 6: Emoticons. Disponível em: http://lifescapesolutions.com/identifying-emotions-substance-abuse-treatment/.
Acesso em: 14 jul. 2013.

Figura 7: Recursos tecnológicos. Disponível em: http://www.educacaoadistancia.blog.br/qualidade-e-principal-desafio-da-ead/.
Acesso em: 14 jul. 2013.

Figura 8: Quebra-cabeça. Disponível em http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2012/02/17/912815/montar-quebra-cabeca-e-bom-cerebro.html.
Acesso em: 14 jul. 2013.

Figura 9: Livros. Disponível em http://fashion.me/apps/closet/all/backgrounds/livros-imagens-acessorias-205658.
Acesso em: 15 jul. 2013.

Figura 10: Despedida. Disponível em http://gluzezak-escrevendooquedernatelha.blogspot.com.br/2010/09/feriadao-promete.html.
Acesso em: 14 jul. 2013.


Demais imagens presentes neste recurso educacional , não referênciadas aqui, são disponíbilizadades pelo próprio software Prezi.
...uma vez que suas pesquisas focaram o ensino presencial, em uma época em que a tecnologia ainda não estava tão presente no meio educacional.

Figura 3: Logotipo Feevale
Full transcript