Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

IMUNIDADE DO RECÉM-NASCIDO

No description
by

Juliana Fortunato

on 23 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of IMUNIDADE DO RECÉM-NASCIDO

IMUNIDADE DO RECÉM-NASCIDO
HEMATOPOIESE
SISTEMA COMPLEMENTO
INTRODUÇÃO
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE-CCS
Disciplina de Imunopatologia
Acadêmicos: Ana Paula Vavassori, Analu Barleze, Daniel Huaco, Helena Fóes Rodi, Isabella de Oliveira, Juliana Fortunato, Suelen Sordi Rost, Suzanne Tortelli.

BARREIRAS CUTÂNEA E GASTROINTESTINAL
FAGOCITOSE
CÉLULAS NK
PROCESSAMENTO E APRESENTAÇÃO DE ANTÍGENOS
IMUNIDADE CELULAR
IMUNIDADE HUMORAL
IMUNIDADE PASSIVA MATERNA
IMUNOGLOBULINAS
Recém nascido:
 mortalidade morbidade (em relação ao adulto)
Porque?
Imaturidade imunofisiológica - limitação nos mecanismos imunológicos inatos e adaptativos

ASPECTOS GERAIS DO SISTEMA IMUNOLÓGICO
Sistema imunológico

- função: proteção, controle, tolerância, homeostase

1) Primeira linha de defesa:
Barreira física (pele, mucosas)
Resposta imune inata: imediato- células epiteliais, complemento, fagócitos e nk

2) Resposta imune adaptativa:
LT (celular) e LB (humoral)
Possui memória imunológica = resposta mais rápida e intensa
Desenvolve-se por: colonização, infecção ou imunização

ASPECTOS FUNCIONAIS
Produção  TNF-alfa e GM-CSF
IFN-gama, IL-3, IL-4, IL-5

IL-2 e TNF-beta é similar aos adultos
Capacidade de sintetizar diferentes citocinas aumenta com a idade

LT helper de RN são menos capazes
 -Fenótipo naive
 -Redução na produção de citocinas
 -Menor expressão de moléculas coestimuladoras

LT citotóxicos de RN menos efetivos
-Não se sabe porque.


RN - resposta a Ag de Candida ou toxoide tetânico ausente.
Teste Cutâneo de Hipersensibilidade Tardia
Anergia Cutânea
Ausência LT de memória específicos para Ag (principal)
Defeitos na quimiotaxia de monócitos
Número reduzido de APC
12 meses: capacidade de desenvolver resposta cutânea de HS tardia

Formação, maturação e liberação na corrente sanguínea de elementos figurados do sangue.
Células hematopoiéticas pluripotenciais > originam células maduras hematopoiéticas
Início do 2º trimestre de gestação > principais linhagens de células hematopoiéticas do sistema imunológico presentes.

-Ontogenia:
desenvolvimento do indivíduo desde a concepção até a maternidade
(JOSÉ SALSA - 2005)
Hematopoiese extra-embrionária >

3ª semana > saco vitelínico > sítio da hematopoiese não-linfoide
Hematopoiese intra-embrionária >
tecido para-aórtico embrionário>fígado fetal> medula óssea
- 8ª semana:
substituído pelo fígado fetal
- 5º mês gestacional:
suplantado pela medula óssea

Colonização após nascimento
Verniz caseoso - peptídeos antimicrobianos
COLONIZAÇÃO GASTROINTESTINAL
Tolerância e homoestase imunológicas - antígenos alimentares e flora saprofita
Celulas epiteliais -
ativação células dendríticas das mucosas
Aleitamento materno -
desenvolvimento mais rápido do epitélio gastrointestinal. Fonte de:
IgA, Lactoferrina, lisozima, peptidios antimicrobianos, TGF - beta, IL-10 e fatores que regulam a sinalização TLR
NEUTRÓFILOS
SISTEMA MONONUCLEAR FAGOCITÁRIO
Constítuido por proteínas circulantes ou associadas as membranas
3 vias de ativação:
alternativa, das lectinas e clássica
Funções: lise celular, opsonização e participação na resposta inflamatória

Tecidos fetais -
síntese de proteínas do SC entre a 6ª e 14ª semana
Recém nascidos -
deficiência de C9 e C3b
Pré-termos -
níveis séricos baixos de componente do SC e diminuição da ativação das vias clássica e alternativa

Células de linhagem neutrofílica -
11ª semana gestacional

Neutrófilos maduros -
14ª - 16ª semana gestacional

Recém nascido:
-
10-20 vezes mais células precursoras de neutrófilos que em adultos
-
Capacidade de migração dos neutrófilos diminuída - defeitos de quimiotaxia ou de adesão ao endotélio vascular
Quimiotaxia normal entre 1 e 2 anos de vida

Macrófagos - 4ª semana gestacional
Recém nascido -
nº monócitos circulantes = em adultos; influxo mais lento dos macrófagos à lesão.
Monócitos - perfil Th2.
Redução de citocinas pró inflamatórias - TNF, INF-Y, INF-alfa, IL-12 e IL-1 beta (evitar efeitos nocivos sobre o feto e aborto)
Lise celular, ativação de macrófagos, ADCC
FUNÇÃO CITOLÍTICA:
-aumenta progressivamente durante a vida fetal
-atinge 50% dos valores em adultos ao nascimento


Diminuição da enzima perfurina
Redução da ADCC
Função completa das NK - 9 a 12 meses de vida
A partir do 6º ao 7º mês de gestação;
Competência atingida aos 2 anos de idade;
Mediada por Linfócitos B maduros e plamócitos - Imunoglobulinas

LINFÓCITOS PRÉ-B
No fígado - 8ª semana de gestação;
Na medula óssea - 12ª semana de gestação;
Após a 30ª semana - somente na medula óssea;
10ª semana - detecção de LB com IgM de superfície;
Outros anticorpos na superfície - a partir da 15ª semana;

LINFÓCITOS B
Início da gestação - expressam somente IgM, em alta quantidade;
Co-expressão IgM/IgD - fase mais tardia da gestação;
Ausência de IgD - tolerância a antígenos intrauterinos;
Predominância de Linfócitos B1;
Expressão de CD5+.

Repertório limitado de genes V - diversidade limitada de anticorpos;
Secreção espontânea de IgM;
Capacidade de autorrenovação;
Regulação do sistema imune e indução da tolerância ao Self.

Transferência transplacentária de IgG materna
:
• Proteção parcial aos recém-nascidos e lactentes
• Predominante no último trimestre de gestação
• IgG fetal igual ou superior a da mãe após 34 semanas
• Recém-nascido pré-termo recebe IgG insuficiente > maior susceptibilidade a alguns patógenos Ex:
Varicella zoster.
• Níveis maternos muito baixos e reexposição ao antígeno: proteção materna (resposta humoral secundária) e não ao lactente (resposta imune primária).

Origem IgG: exposição materna a esses antígenos por:
Infecção
Imunização
Os anticorpos maternos podem inibir a produção de anticorpos do feto ou recém-nascido > com a mesma especificidade.
• Interfere na resposta a imunizações;
• Inibição variável: tipo e dose do antígeno, adjuvantes vacinais, títulos de anticorpos maternos;
• Vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola): 12 meses de vida > anticorpos maternos inibem resposta às vacinas contra rubéola e sarampo.

IgG
IgM
IgA
IgE
Recém-nascido - IgG materna fonte de todas as subclasses;
Tempo de 1/2 vida - ~21 dias (10/12 meses - toda IgG materna catabolizada);
12 meses - 60% quantidade de IgG de adultos;
IgG1 e IgG3 - valor de adulto só aos 8 anos;
IgG2 e IgG4 - valor de adulto só de 10 a 12 anos.
rapidamente no 1º mes de vida - 60% adultos
Colonização intestinal + estímulos antigênicos
RN pré-termo = RN a termo (nº de IgM)
IgM cordão umbilical (>20mg/dL) infecção intra-uterina.
Presente no soro (IgA1) e secreções (IgA2);
Subtipos -
IgA1
e
IgA2
- concentrações semelhantes no pós-natal. Posteriormente > expansão preferencial de IgA1 (exposição à antígenos ambientais);
12 meses - 20% valor de adultos ( progressivamente até adolescência);
Níveis cordão umbilical infecções congênitas.
Detectada no feto > 11ª semana gestacional;
Sangue do cordão umbilical - níveis;
Taxa de aumento pós-natal -
variável
> maior em crianças predispostas a atopia e/ou exposição ambiental e a agentes parasitários.
TIMO
Posiciona-se entre 7 e 10 semanas de gestação;
Estroma
- diferenciação, desenvolvimento e seleção de células T;
Involução a partir do 3º trimestre- níveis de glicocorticóides;
Recuperação no 1º mês de vida neonato;
Involui novamente puberdade.

LINFÓCITOS T
progressivo do meio da gestação até 6 meses do neonato;
Declínio na infância- subpopulação de LT;
T CD4
e
TCD8
diferem na infância - 3:1 ao nascimento e igualando-se ao adulto aos 4 anos de idade, na faixa de 2:1.
Fenótipo dominante
LT naive
- encontro com antígeno - resposta imune celular menos intensa e mais demorada.
Diferenciação em LTh TH1 e TH2 -
menor produção de TH1
-maior vulnerabilidade e gravidade para infecções por patógenos intracelulares.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
LOPEZ, F.A.; CAMPOS JUNIOR, D.
Tratado de Pediatria: Sociedade Brasileira de Pediatria.
2.ed. Barueri, SP: Manole, 2010.
ABBAS, A.K.; LICHTMAN, A.H.; PILLAI, S.
Imunologia Celular e Molecular.
7.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.
ORTIGÃO, M.B.S. et al. Imaturidade imunológica fetal e neonatal: implicações na evolução clínica da infecção pelo HIV-1 em crianças.
Rev Ass Med Brasil.
Rio de Janeiro, v.43, n.1, p.29-34, 1997.

Contaminação
- pele, trato gastrointestinal e trato respiratório;
Epitélio
- barreira física + variedade de APC (
Células Dendríticas
- identificação e fagocitose/pinocitose de antígenos);
Macrófagos + céls. epiteliais
- secretam
TNF
e
IL-1
- migração das céls. dendríticas aos linfonodos (maturação para APC);
LINFONODOS
Interação
APC
<->
Linfócitos T
-
Resposta Imune Específica
TCR
MHC
LINFÓCITOS B
Identificação de
proteínas, lipídios, carboidratos e substâncias
químicas de baixo peso molecular dos antígenos;
Diferenciam-se em células secretoras de anticorpos;
Não necessitam de processamento antigênico ou sistemas especializados;
Nos Folículos Linfóides as
céls. dendríticas
apresentam os antígenos aos LB maduros.
RECÉM- NASCIDOS
Expressão de
MHC I
nos linfócitos - menor que em adultos;
MHC II
em monócitos, LB e APC - igual ou superior;
Muitos monócitos
não
expressam HLA-DR
Apresentação de antígenos por monócitos (MHC II) - similar a adultos.
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
ABBAS, 2011
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
ABBAS, 2011
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
ABBAS, 2011
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
ABBAS, 2011
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
LOPEZ, 2010
Corpo susceptível:


Candida albicans
Herpes simples
Listeria monocytogenes
RECÉM NASCIDO
Verniz caseoso
Entre 6-18 meses de vida: níveis normais
Menor atividade bactericida em:

+ Pseudomonas aeruginosa
Staphylococcus aureus
Streptococcus Agalactiae
IMPETIGO
Full transcript