Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Redação Publicitária - Conteúdo 1

Redação Publicitária: Análise de Cenário - Parte 2: Mãos à Obra.
by

Pri-k Fernandes

on 1 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Redação Publicitária - Conteúdo 1

Análise de Cenário
Redação Publicitária | Profª Priscila Fernandes
Parte II - Mãos à Obra
Literalmente: "tempestade cerebral" em inglês.

O brainstorming ou tempestade de ideias, mais que uma técnica de dinâmica de grupo, é uma atividade desenvolvida para explorar a potencialidade criativa de um indivíduo ou de um grupo (criatividade em equipe) colocando-a a serviço de objetivos pré-determinados.
Desenvolvimento de novos produtos: obter ideias para novos produtos e efetuar melhoramentos aos produtos existentes.
Brainstorming tem várias aplicações, mas é frequentemente usada em:
Publicidade: desenvolver ideias para campanhas de publicidade.
Resolução de problemas: consequências, soluções alternativas, análise de impacto, avaliação.
Gestão de processos: encontrar formas de melhorar os processos comerciais e de produção.
Gestão de projetos: identificar objetivos dos clientes, riscos, entregas, pacotes de trabalho, recursos, tarefas e responsabilidades.
Formação de equipes: geração de partilha e discussão de ideias enquanto se estimulam os participantes a raciocinar e a criar: criatividade em equipe.
Há 3 principais partes no brainstorming!
1
Encontrar os fatos!
SN
2
Geração da ideia!
3
Encontrar a solução!
Algumas "regrinhas"
Tempo de brainstorming:
O brainstorm é bem gostoso de ser feito mas não pode durar pra sempre. Defina um tempo pra que ele aconteça de acordo com o projeto. Cada profundidade do tema deve ser abordada e tratada de uma maneira.
Criatividade é bem-vinda:
Para encorajar os participantes a sugerir qualquer ideia que lhe venha à mente, sem preconceitos e sem medo que isso o vá avaliar imediatamente. As ideias mais desejáveis são aquelas que inicialmente parecem ser sem domínio e muito longe do que poderá ser uma solução. É necessário deixar as inibições para trás enquanto se geram ideias, assim cria-se automaticamente um clima de brainstorming apropriado.
Quantidade é essencial:
Fazer julgamentos ou cortar um colega durante o brainstorm não é nada interessante. É, como o nome diz, uma tempestade de ideias. Deixa chover tudo que tiver, depois verifica se dá ou não pra fazer, se terá dinheiro ou não e assim por diante. Quanto mais ideias forem geradas, mais hipóteses há de encontrar uma boa ideia. "Quantidade gera qualidade."
Um de cada vez:
Como todos querem chover as ideias, fica bem fácil rolar uma inundação e ninguém ouvir nada, com todos falando junto.
É um método conjunto e as peculiaridades são a diferença.
Combinação e aperfeiçoamento:
O objetivo é encorajar a construção e reconstrução sobre as ideias dos outros. Por mais absurdas possam ser algumas ideias é importante que se trabalhe em cima delas.
Censurar é proibido:
A ditadura militar no Brasil acabou em 1985. Se quiser fazê-lo, faça em casa com o filho, irmão, menos no brainstorm.
Foco:
A imersão no tema é necessário para que as ideias fluam com mais naturalidade e perder tempo com outros assuntos é o que chamariam de “tiro no pé”.
Documentar:
Depois de 3 minutos de muitas ideias ninguém lembra das primeiras. Isso se repete durante todo o brainstorm. Deixe um responsável em anotar as ideias, entregue post its para cada membro, grave o áudio e/ou o vídeo.
Tabulação das ideias:
É como uma peneira: tudo foi aceito mas no final sai o que é mais relevante. O que não foi usado pode ser engavetado.
Use a cabeça! Não se limite!
Então?
1
Do briefing à reunião
de brainstorm.
2
Approach, solução
criativa
Approach
Abordagem, em inglês. Termo utilizado para definir a linha de comunicação adotada ou o gancho criativo da peça de propaganda.
Definição da Linha Criativa!
Narrativo
Contar uma história está na alma das pessoas. Imediatamente elas param para ouvir e saber qual é o final.
Intertextual
É possível usar anúncios disfarçados de relatos científicos, notícias ou outras linguagens. Mudamos o foco de atenção, e isso pode fazer as pesssoas esquecerem, por um momento, de que se trata de um anúncio.
Testemunhal
A velha e boa fórmula. É possível
dizer em propaganda que uma fórmula é velha e boa? Depende da abordagem. Se você propuser uma inovação, as pessoas vão parar para olhar.
Comparativo
Fale algo a favor de seu público. Faça com que ele se identifique com o que ele almeja ser, mostre no anúncio que isso é possível.
Informativo
Fale sobre o produto. Suas qualidades podem vendê-lo...
Nonsense
Ideias "sem sentido" existem no cinema e no teatro, em épocas específicas da história desses meios de expressão, e foram bem aceitas por certas faixas de público.
A propaganda vem adotando, e o público jovem vem se identificando.
O Humanitário
Emocione além de vender seu produto ou serviço. Inclua o consumidor no problema, faça-o sentir na pele.
Irônico
Se você não exagerar na agressividade, fica melhor ainda. Abuse da inteligência do leitor e faça-o participar da brincadeira.
Ambíguo
Ideias com duplo sentido são mais difíceis de construir, mas quase sempre muito mais ricas. Só tome cuidado com os dois sentidos.
Polêmico
Faz as pessoas perguntarem: com que direito você afirma isto? Mas faz parar para ver. Exemplo são as campanhas que abordam questões sociais como preconceito de classe ou racial, ou as comportamentais, era geral temas difíceis de se tratar por não serem de consenso.
Lúdico
As pessoas querem imaginar coisas. Incentive-as.
Autoritário
Diga o que tem a dizer e ponto final. Faça-se convincente pelo que fala.

O que determina seu uso, para reforçar,
é o comportamento e hábitos do
público-alvo frente ao mercado e frente ao produto/serviço. Alguns exemplos de linhas criativas:
Saber ouvir com atenção, interesse e respeito é uma característica importante. As soluções criativas de problemas requerem o conhecimento de todos os aspectos relevantes da situação e, na maioria das vezes, as informações vêm do diálogo.
E lembre-se:
Mãos à obra!
Full transcript