The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Arquitetura Cliente-Servidor

No description
by

Pedro Sousa

on 11 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Arquitetura Cliente-Servidor

Componentes principais
Font-End e Back-end
front-end e back-end são termos generalizados que se referem às etapas inicial e final de um processo. O front-end é responsável por coletar a entrada do usuário em várias formas e processá-la para adequá-la a uma especificação em que o back-end possa utilizar. O front-end é uma espécie de interface entre o usuário e o back-end. Ambos podem estar distribuídos entre um ou mais sistemas.
Internet e Intranet
ODBC
Servidor de aplicações web
Modelo em Camadas
Modelo em três camadas (3-Tier), derivado do modelo 'n' camadas, recebe esta denominação quando um sistema cliente-servidor é desenvolvido retirando-se a camada de negócio do lado do cliente. O desenvolvimento é mais demorado no início comparando-se com o modelo em duas camadas pois é necessário dar suporte a uma maior quantidade de plataformas e ambientes diferentes. Em contrapartida, o retorno vem em forma de respostas mais rápidas nas requisições, excelente performance tanto em sistemas que rodam na Internet ou em intranet e mais controle no crescimento do sistema.
Arquitetura Cliente-Servidor
Servidor
Servidor é um host de aplicações ou serviços que iram ser fornecidos para um cliente usar, seje no seu pc ou telemovel, em qualquer dispositivo com ligação a internet.
Cliente
O cliente é qum usa as aplicações, tambem pode ser denominado como user ou utilizador, este é quem usa as aplicações que são fornecidas pelo servidor e é quem tem que ter acesso a internet (rede) para ter acesso as aplicações do servidor.
Rede
Exemplo de uma rede Cliente-Servidor
Front-End
XHTML
HTML5
CSS
CSS3
Javascript
AJAX
jQuery
CFML
Back-end
Perl Catalyst
Ruby on Rails
.NET
ASP
C♯
VB
Java
JSP
PHP
Python
Node.js
Internet
A internet serve como um dos principais meios de comunicação inventados pelo homem. A capacidade de transmitir dados à longa distância faz com que a internet tenha milhões de adeptos diários. Com a internet se pode transmitir texto, fotos, vídeos, fazer ligações por voz ou vídeo com pessoas do outro lado do mundo instantaneamente.


Intranet
As empresas estão cada vez mais necessitando de centralização das informações, métodos de comunicação interna para reduzir custos. A intranet possibilita tudo o que a própria internet dispõe. Porém a principal diferença entre ambas é que a intranet é restrita a um certo público.
OU seja:
A intranet é um espaço restrito a determinado público utilizado para compartilhamento de informações restritas. Geralmente utilizado em servidores locais instalados na empresa.



É a chamada GUI (Graphical User Interface), ou simplesmente interface. Esta camada interage diretamente com o usuário, é através dela que são feitas as requisições como consultas, por exemplo.
Camada de apresentação
Também chamada de Lógica empresarial, Regras de negócio ou Funcionalidade. É nela que ficam as funções e regras de todo o negócio. Não existe uma interface para o usuário e seus dados são voláteis, ou seja, para que algum dado seja mantido deve ser utilizada a camada de dados.
Camada de negócio
A terceira camada é definida como o repositório das informações e as classes que a manipulam. Esta camada recebe as requisições da camada de negócios e seus métodos executam essas requisições em um banco de dados. Uma alteração no banco de dados alteraria apenas as classes da camada de dados, mas o restante das camadas não seria afectado por essa alteração.
Camada de dados
Model-view-controller (MVC), em português modelo-visão-controlador, é um padrão de arquitetura de software (design pattern) que separa a representação da informação da interação do usuário com ele. O modelo (model) consiste nos dados da aplicação, regras de negócios, lógica e funções. Uma visão (view) pode ser qualquer saída de representação dos dados, como uma tabela ou um diagrama. É possível ter várias visões do mesmo dado, como um gráfico de barras para gerenciamento e uma visão tabular para contadores. O controlador (controller) faz a mediação da entrada, convertendo-a em comandos para o modelo ou visão. As ideias centrais por trás do MVC são a reusabilidade de código e separação de conceitos.
Camada MVC
ODBC (acrônimo para Open Database Connectivity) é um padrão para acesso a sistemas gerenciadores de bancos de dados (SGBD). Este padrão define um conjunto de interfaces que permitem o uso de linguagens de programação como Visual Basic, Delphi, Visual C++, Java, entre outras capazes de utilizar estas interfaces, para ter acesso a uma vasta gama de bases de dados distintas sem a necessidade de codificar métodos de acesso especializados.
O ODBC atinge a independência de bancos de dados usando drivers para operarem como uma camada de tradução entre a aplicação e o SGBD. As aplicações usam funções ODBC através de um gerenciador de driver ODBC (ODBC driver manager) com a qual está ligada e o driver passa a query para o SGBD.
A implementação de uma aplicação baseada em ODBC permite que a mesma possa utilizar simultaneamente o MySQL, o Access e o SQL Server com pouca necessidade de mudanças na sua camada de dados. O uso destas interfaces está condicionado à existência de drivers ODBC específicos para as bases de dados que se deseja aceder.
Os comandos SQL enviados pelas aplicações para o ODBC devem ser compatíveis com o SGBD utilizado, exigindo às vezes pequenas implementações especificas na aplicação para suporte a um SGBD especifico.
Servidor Apache
O servidor Apache (ou Servidor HTTP Apache, em inglês: Apache HTTP Server, ou simplesmente: Apache) é o mais bem sucedido servidor web livre. Foi criado em 1995 por Rob McCool, então funcionário do NCSA (National Center for Supercomputing Applications). Em uma pesquisa realizada em dezembro de 2007 , foi constatado que a utilização do Apache representa cerca de 47.20% dos servidores ativos no mundo. Em maio de 2010 , o Apache serviu aproximadamente 54,68% de todos os sites e mais de 66% dos milhões de sites mais movimentados. É a principal tecnologia da Apache Software Foundation, responsável por mais de uma dezena de projetos envolvendo tecnologias de transmissão via web, processamento de dados e execução de aplicativos distribuídos.

O servidor é compatível com o protocolo HTTP versão 1.1. Suas funcionalidades são mantidas através de uma estrutura de módulos, permitindo inclusive que o usuário escreva seus próprios módulos — utilizando a API do software.

É disponibilizado em versões para os sistemas Windows, Novell Netware, OS/2 e diversos outros do padrão POSIX (Unix, Linux, FreeBSD, etc.).
Apache Tomcat
O Tomcat é um servidor web Java, mais especificamente, um container de servlets. O Tomcat implementa, dentre outras de menor relevância, as tecnologias Java Servlet e JavaServer Pages (JSP) e não é um container EJB.

Desenvolvido pela Apache Software Foundation, é distribuído como software livre. Hoje um projeto independente, foi criado dentro do Apache Jakarta e posteriormente separado, uma vez que o Jakarta foi concluído.

Na época em que foi criado, foi oficialmente endossado pela Sun como a implementação de referência para as tecnologias Java Servlet e JavaServer Pages. Hoje, no entanto, a implementação de referência é o GlassFish.

Ele cobre parte da especificação Java EE com tecnologias como servlet e JSP, e tecnologias de apoio relacionadas como Realms e segurança, JNDI Resources e JDBC DataSources. Ele tem a capacidade de atuar também como servidor web, ou pode funcionar integrado a um servidor web dedicado como o Apache ou o IIS. Como servidor web, ele provê um servidor web HTTP puramente em Java.

O servidor inclui ferramentas para configuração e gerenciamento, o que também pode ser feito editando-se manualmente arquivos de configuração formatados em XML.
Internet Information Center
IIS (Internet Information Services - anteriormente denominado Internet Information Server) é um servidor web criado pela Microsoft para seus sistemas operacionais para servidores. Sua primeira versão foi introduzida com o Windows NT Server versão 4, e passou por várias atualizações. É também o sucessor do PWS. A versão mais recente é o IIS 8.5 (disponível apenas no Windows Server 2012 R2 e Windows 8.1). A função do IIS no Windows server é oferecer uma plataforma para a hospedagem de sites, serviços e aplicativos, sendo capaz de integrar as seguintes tecnologias: ASP.NET, FTP, PHP, WCF e o próprio IIS.

Uma de suas características mais utilizadas é a geração de páginas HTML dinâmicas, que diferentemente de outros servidores web, usa tecnologia proprietária, o ASP (Active Server Pages), mas também pode usar outras tecnologias com adição de módulos de terceiros.

Para utilizar essa ferramenta faz-se necessário adquirir licença de uso que para cada instalação ou versão é preciso de pagamento.

Depois do lançamento da plataforma .NET em 2002 o IIS ganhou também a função de gerenciar o ASP.NET. Este é formado basicamente por dois tipos de aplicações:

Páginas Web: Tradicionais acessadas por usuários, contém a extensão ASPX
Web Services: Funções disponibilizadas pela rede, chamada por aplicativos ASMX
O ASP.NET, assim como o seu concorrente direto, o JSP, é compilado antes da execução. Esta característica traz vantagens sobre as opções interpretadas, como o ASP e o PHP.
Conclusão
Com o trabalho acabado de ser apresentado, aprendemos mais sobre a arquitetura cliente-servidor, sobre seus componentes, camadas e servidores
Pedro Sousa n15
Full transcript