Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

FASES DO ANTIGO TESTAMENTO

Aula das fases do Antigo Testamento, uma leitura do livro de Kaiser Junior
by

Luiz Mauro

on 6 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of FASES DO ANTIGO TESTAMENTO

FASES DO ANTIGO TESTAMENTO
A Era Patriarcal
Em Gênesis 12 inicia-se um novo estágio na revelação divina. Indivíduos são o meio escolhido por Deus para estender a Sua palavra.
A Era Mosaica
Os descendentes da promessa deixam de ser uma família e se multiplicaram, tornando-se um povo, uma nação (Ex 1.7)
A Era Pré-Monárquica
O espírito e a teologia de Deuteronômio se estenderam muito além da morte de Moisés.
A Era Davídica
A Era
Pré-patriarcal

A marca específica de Gênesis 1-11 acha-se nas bênçãos:
NO ÉDEN
PARA NOÉ
PARA ABRÃO
FRACASSO X BÊNÇÃO
O Fracasso do Homem
A Bênção da parte de Deus
1. A Promessa de uma semente (Gn 3.15)
2. A Promessa de que Deus habitaria nas tendas de Sem (Gn. 9.25-27)
3. A Promessa de bênçãos em escala mundial (Gn 12. 1-3)
1. A Queda (Gn3)
2. O Dilúvio (Gn 6-8)
3. A Dispersão (Gn 11)
1. De ti farei uma grande nação
2. Abençoar-te-ei
3. Engrandecerei o teu nome
4. Abençoarei os que te abençoarem
5. Amaldiçoarei os que te amaldiçoarem
O Povo da Promessa
Deus se anunciava como "Deus
dos Patriarcas",
"Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó
Um herdeiro
Uma herança
Uma tradição
a
n
o
s
Os descendentes da promessa agora passam a ser um povo:
Aumentaram
Muito
Se
Multiplicaram
Grandemente
se
Fortaleceram
Foram
Fecundos
OS DESCENDENTES
DE JACÓ
Meu filho,
meu primogênito
Êxodo 4.22 e 23
Êxodo 3.7;
5.1; 7.14
Meu povo,
minha possessão
Sacerdotes reais e
nação santa
Êxodo 19 3-6
A LEI DE DEUS
Lei Moral
O padrão de medição moral para decidir aquilo que era certo ou errado, bom ou mal, se fixava no caráter imutável e impecavelmente santo de Javé, o Deus de Israel.
A Lei Cerimonial
Ditava como e quando o povo escolhido poderia se relacionar com o Deus Santo. Ênfase na expiação.
A Lei Civil
Era a mera aplicação da Lei Moral às partes selecionadas da vida da comunidade, especialmente onde, naqueles dias, era provável o desenvolvimento de tensões.
Para ajudar a jovem nação, recém-liber
tada de séculos de escravidão para os
privilégios e as responsabilidades da
liberdade, Deus deu Sua Lei.
Esta Lei Única tinha três aspectos ou
partes:
O Deus que Tabernaculava
O fato mais importante na experiência desta nova nação de Israel era que Deus viera "tabernacular" ou habitar no meio dela. Ex. 29. 43-46
O Local da Promessa
Profetas Anteriores
Josué,
Juízes,
Samuel e
Reis
História
Deuteronômica
Do Êxodo ao Exílio três declarações programáticas dominam tanto a
história quanto a teologia:
O Cântico Final de Moisés - Dt 31
O Discurso Final de Josué - Js 23
A Declaração inspirada de Davi quando desejava construir a Casa de Deus - IISm 7
A Terra Prometida
69 vezes em Deuteronômio
Israel é assim "forçado" a relacionar a
conquista iminente de Canaã, sob a
liderança de Josué, com a promessa
de Deus, e não a qualquer sentimento
de superioridade nacional
HERANÇA NA TERRA
DESCANSO NA TERRA
Por enquanto, descanso" significaria a qualidade de vida na terra da herança depois de ela ser ocupada. Dt 3.20; 12.10; 25.16, culminando com
Josué em 21. 44-45
O LUGAR ESCOLHIDO NA TERRA
Êxodo 20.24
Um altar de terra me farás, e sobre ele sacrificarás os teus
holocaustos, as tuas ofertas pacíficas, as tuas ovelhas e os
teus bois em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do
meu nome, virei a ti, e te abençoarei.
O NOME HABITANDO NA TERRA
Três expressões teologicamente importantes
vinculadas com a promessa do "lugar"
onde Javé promete:
Fazer habitar
o seu nome ali
Dt 12.11; 14.23
Por o seu nome
ali. Dt 12.5 e 21
14.24; IRs 9.3
'O Meu nome estará ali"

I Rs 8.16 e 29 e IIRs 23.27
A CONQUISTA DA TERRA
O Senhor é "Homem de Guerra"(Ex. 15.3)
Ele mesmo ia à frente do seu povo para as
batalhas. Jz 5.5, 13, 20, 23
Ciclo familiar das narrativas pré-monárquicas
Apostasia
Punição
Arrependimento
Compaixão Divina
Um Libertador
Um período de
descanso na terra
A chave para a teologia deste período
continuou sendo a herança da terra e o
"descanso" no qual Israel entrou pela fé.
O Rei da Promessa
A promessa de Deus a Davi em II samuel 7 precisa ser classificada entre os mais brilhantes momentos da história da Salvação
Quando entrares na terra, que te dá o SENHOR teu Deus, e se a possuires, e nela habitares, e disseres: Estabelecerei sobre mim um rei, como todas as nações que se acham em redor de mim, estabelecerás, com efeito, sobre ti como rei aquele que o SENHOR teu Deus escolher.
Deuteronômio 17.14
Um Rei Prometido
Usurpador
Rejeitado
Ungido
Abimeleque = Abi (meu pai) + melek (rei) - Juízes 9.6
Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não
guardaste o mandamento que o Senhor teu Deus te ordenou;
porque agora o Senhor teria confirmado o teu reino sobre
Israel para sempre; Porém agora não subsistirá o teu reino;
já tem buscado o Senhor para si um homem segundo o seu
coração, e já lhe tem ordenado o Senhor, que seja capitão
sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o
Senhor te ordenou.
1 Samuel 13:13-14
Davi foi ungido pelo profeta Samuel
(ISm 16.13), depois foi ungido como rei de Judá (2Sm 2.4) e a unção final foi sobre todo o Israel (2Sm 5.3) e por dez vezes é chamado de Ungido do Senhor.
Uma Dinastia Prometida
Deus prometia fazer de Davi uma "Casa"
Uma Casa
Família = bayit também em
Gênesis 7.1 Noé
Gênesis 35.2 Jacó
Juízes 7.14 às tribos
Um Descendente
Apontando para uma pessoa que
representava o grupo todo.
II Sm 7.12 e 13
Um Reino
Salomão iria se assentar "no trono
do reino do Senhor sobre Israel"
II Cr 13.8
Um Filho de Deus
II Sm 7.14

Ab- Shalom - Absalão- Meu Pai é Paz
II Sm 7; I Cr 17 e Sl 89
Uma Carta Magna para
a Humanidade
II Sm 7.19b
wezo´t Tôrat (genitivo) = !
"E Esta é a carta magna para
a humanidade, ó Senhor Deus"
Um Reino Prometido
O Antigo Plano de Deus haveria
de continuar, só que agora incluiria um rei e um reino e apontava para o futuro da humanidade
"Se" lealdade + fidelidade
Duraria para sempre
vv 28, 29, 36 e 37
Como os dias do céu
verso 29
Como o sol
verso 36
Como a lua
verso 37
Deus não violaria nem modificaria a palavra que seus lábios proferiram
verso 34
Jurou pela sua Santidade que não seria falso a Davi
verso 35
Salmo 89
Fala da imutabilidade desta aliança
Gênesis 15.13
A Era Sapiencial
A Vida na Promessa
Século Nono
O Dia da Promessa
Século Oitavo
O Servo da Promessa
Século Sétimo
O Período do Exílio
A Renovação da Promessa
O Reino da Promessa
Os Tempos Pós-Exílicos
O Triunfo da Promessa
Gênesis 12
1 - 3
II Sm 7
Jeremias 31
31 - 34
A Palavra "Ungido''
39 vezes no A.T.
23 Monarca Real
9 Alguma pessoa
que estava por vir,
"O Messias''
O TEMOR DO SENHOR
Nesta era o temor do Senhor já se tornou a
essência do conhecimento e sabedoria divinos.
Era o conceito dominante e o princípio teológico organizante na literatura sapiencial
Os seguintes Provérbios fazem a conexão entre o temor e a vida no Senhor:

10.27; 14.27; 19.23 e 22.4
A Integração da Vida e da Verdade do Senhor
Eclesiastes apresenta o maior argumento em prol da unidade de toda a verdade seja ela secular ou sagrada: 12.13
Sabedoria da Parte
do Senhor
A Excelência
da Sabedoria
1-21
As Bênçãos
da Sabedoria
32-36
As origens
da Sabedoria
22-31
A VIDA NO SENHOR
A Sabedoria não pode existir
separadamente da fonte da
sabedoria, não podendo ser
conhecida nem aplicada à
parte do "temor do Senhor''
PROVÉRBIOS 8
1. No seu apelo 1-3;
2. Na sua Verdade 4-12;
3. Nos seus amores e ódio 3-16
4. Nas suas dádivas 17 -21
1. Sua Existência antes que
houvesse mundo 22-26
2. Sua participação ativa na
criação
1. A Admoestação final 32 e 33;
2. A Bênção Prometida 34 - 36.
O Eudomonismo e o Senhor
Muitos dos ditados sapienciais parecem revelar um tipo de pragmatismo básico, algo materialista.
Sugerem obrigações morais meramente em prol do bem-estar ou felicidade da pessoa.
Provérbios 11.6 e 10.4
Pelo Contrário, o homem sábio era aquele que observava um plano e ordem divinos estabelecidos
em todas as coisas. A prosperidade e a bênção não eram procuradas como um fim.
Os sábios aprovavam o trabalho, as coisas e a própria retidão como "bons''

Antídotos para o Eudomoninsmo
Ec 3-1
5-20
Pv 16.9
Pv16.1
Pv. 19.21
Pv. 20.24
Pv. 21.2
Full transcript