Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Max Weber, o indivíduo e a ação social

SOCIOLOGIA: 1° Ano - 2° Bimestre - Aula 3
by

Jean Pierre

on 7 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Max Weber, o indivíduo e a ação social

A ação afetiva tem por fundamento os sentimentos de qualquer ordem. O sentido da ação está nela mesma. Age efetivamente quem satisfaz suas necessidades, seus desejos, sejam eles de alegria, de gozo, de vingança, não importa. O que importa é dar vazão às paixões momentâneas.
Introdução
O alemão Max Weber tem como preocupação central compreender o indivíduo e suas relações. Segundo esse autor, a sociedade existe concretamente, mas não é algo externo e acima das pessoas, e sim o conjunto das ações dos indivíduos relacionando-se reciprocamente. Assim, Weber, partindo do indivíduo e de suas motivações, pretende compreender a sociedade como um todo.
A ação social
O conceito básico para Weber é o de
ação social
, entendida como o ato de se comunicar, de se relacionar tendo alguma orientação quanto às ações dos outros.
Tipos ideais de ação social
Tipos ideias são construções teóricas utilizadas pelos sociólogos para analisar a realidade. Max Weber, ao analisar o modo como os indivíduos agem e levando em conta a maneira como eles orientam suas ações, agrupou as ações individuais em quatro grandes tipos.
Conclusão
Max Weber, o indivíduo e a ação social
Prof. Ms. Jean Pierre
Seguindo este raciocínicio, Weber declara que a ação social não é idêntica a uma ação homogênea de muitos indivíduos.
Weber também diz que a ação social não é idêntica a uma ação influenciada, que ocorre muito frequentemente nos chamados fenômenos de massa.
Ação tradicional com relação a valores
Ação racional com relação a fins
Ação afetiva
Ação tradicional
Tem por base um costume arraigado, a tradição familiar ou um hábito. É um tipo de ação que se adota quase automaticamente, reagindo a estímulos habituais.
Ex.: Eu sempre fiz assim... Lá em casa sempre se faz desse jeito.
Ex.: Quem diz "Tudo pelo prazer", "O principal é viver o momento."
A ação racional com relação a valores fundamenta-se em convicções, tais como o dever, a dignidade, a beleza, a sabedoria, a piedade ou a transcendência de uma causa, qualquer que seja seu gênero, sem levar em conta consequências previsíveis. O indivíduo age baseado naquelas convicções e crê que tem certo "mandado" para fazer aquilo. Se as consequências forem boas ou ruins, prejudiciais ou não, isso não importa, pois ele age de acordo com aquilo em que acredita.
Ex.: "Eu acredito que a minha missão na Terra é fazer isso..." ou "O fundamental é que nossa causa seja vitoriosa."
A ação racional com relação a fins fundamenta-se numa avaliação da relação entre meios e fins. Nesse tipo de ação, o indivíduo pensa antes de agir em uma dada situação. Age dessa forma o indivíduo que programa, pesa e mede as consequências.
Ex.: "Se eu fizer isso ou aquilo, pode acontecer tal ou qual coisa; então, vamos ver qual é a melhor alternativa."
Como se pode perceber, para Weber, as normas, os costumes e as regras sociais não são algo externo ao indivíduo, mas estão internalizados, e, com base no que traz em si, o indivíduo escolhe suas condutas e comportamentos, dependendo das situações que se lhe apresentam. Assim, as relações sociais consistem na probabilidade de que se aja socialmente com determinado sentido, sempre numa perspectiva de reciprocidade por parte dos outros.
Full transcript