Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

NEE - Doc 7

No description
by

Celina Cardoso

on 13 March 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of NEE - Doc 7

Colaboração e
Cooperação Princípios Gerais para a
Construção de Escolas Inclusivas "Uma escola para todos..." Instituto de Estudos Superiores de Fafe Apresentação do Doc. 7 Grupo 11 Necessidades Educativas Especiais Docente: Prof. Drª Maria Celeste Lopes Um sentido
de comunidade A construção de uma Escola Inclusiva assenta em sete princípios base:
Sentido de Comunidade;
Liderança;
Colaboração e Cooperação;
Flexibilidade Curricular e Serviços;
Formação;
Serviços e Educação Especial;
Apoios Educativos. Tem como filosofia de base o sentido de pertença, na qual toda a criança é aceite e apoiada pelos pares e pelos adultos.
A diversidade é valorizada tendo em conta:
a partilha;
a participação;
a amizade. Liderança Órgão
de
Gestão Desenvolver
a participação Planificação e
Consecução dos
Objetivos Envolver outros
agentes Criação de duas equipas:

Equipas de planificação
inclusiva;
Equipas de colaboração. “A filosofia inclusiva encoraja docentes e discentes a provocarem ambientes de entreajuda onde a confiança e o respeito mútuos são características essenciais que levam ao encontro de estratégias, tal como o ensino e a aprendizagem em cooperação, tão necessários ao fortalecimento das áreas fortes dos alunos e à formulação de respostas adequadas às suas necessidades” (Correia, 2013, p.25) Os alunos com Necessidades Educativas Especiais têm o direito de usufruir de um apoio especializado. Para tal, todos os agentes do processo
educativo devem ter um papel mais ativo, privilegiando um trabalho colaborativo. A colaboração deve obedecer a alguns pressupostos:
Deve ser voluntária;
Deve basear-se num princípio de igualdade;
Requer a partilha de objetivos comuns e traçados em conjunto;
Implica assumir uma partilha de responsabilidades quer das tarefas a realizar quer no que diz respeito aos resultados finais;
Requer ainda a partilha de recursos e confiança/respeito entre todos. Flexibilidade
Curricular
e Serviços Escola inclusiva tem como objetivo o ensino individual maximizado por serviços de apoio especializado. Escola
Inclusiva Proporciona serviços
psicológicos,
terapêuticos,
sociais e clínicos; Considera que o currículo
deve ser elaborado
tendo em conta as
características e
as necessidades dos alunos; Não considera profícuo
que o currículo
esteja predefinido Apoios especializados, tais como:
Transportes;
Terapia da fala;
Fisioterapia;
Terapia ocupacional;
Recreação e terapia recreativa;
Psicologia;
Sociais;
Audiologia;
Aconselhamento;
Educação e aconselhamento para os pais;
Médico;
Serviços escolares de saúde;
Meios tecnológicos. Formação Gratas pela atenção!


Apresentação elaborada por:
Ana Paula, Celina, Magda e Sónia Serviços de
Educação
Especial Apoios
Educativos A importância de uma formação contínua dos agentes educativos, com o objetivo de:
Perceberem as problemáticas dos alunos;
Considerarem as estratégias necessárias para lhes dar resposta;
Aferirem da importância do papel das tecnologias neste contexto; Tendo em conta a ideia de escola inclusiva os professores passam a ter um papel mais ativo, interventivo e inclusivo. Serviços de apoio
especializados Atendem às
características de
alunos com
necessidades
educativas. Maximizam o potencial deste tipo de alunos. Professor
de Educação
Especial Na equipa multidisciplinar:
Modifica o currículo comum;
Propõe ajuda;
Altera as avaliações;
Está ao corrente de outros aspetos do ensino. Profissionalmente:
Colabora com o professor da turma;
Efetua trabalho de consultoria;
Elabora planificações em conjunto com o professor da turma;
Trabalha diretamente com o aluno com Necessidades Educativas Especiais. São “o conjunto de intervenções prescritas pelas planificações, destinam-se a munir o aluno com NEE de competências que possam contribuir para a sua inserção futura na sociedade autonomizando-o e responsabilizando-o” (Correia, 2003, p.29) Têm como objetivo alcançar o objeto definido
nas planificações individualizadas. São personalizados:
professores de apoios e assistentes operacionais. Em suma, o objetivo primordial de todos estes princípios é desenvolver o ALUNO de forma HOLÍSTICA.
Full transcript