Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Novos letramentos e gêneros digitais: Uma abordagem bakhtiniana

Roxane Rojo (IEL/UNICAMP)
by

Roxane Rojo

on 24 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Novos letramentos e gêneros digitais: Uma abordagem bakhtiniana

Novos letramentos, gêneros digitais e redes sociais: Uma abordagem bakhtiniana
Roxane ROJO
IEL/UNICAMP

Podemos caracterizar os enunciados que circulam em mídia digital (acarretando novos letramentos) como gêneros?
Gêneros de Texto
Diversas teorias
Vários pontos em comum
Quatro principais:
Todas se aproximam de uma definição wittgensteiniana de gênero como família de textos, sendo que famílias podem ser reconhecidas por similaridades (no dizer de Wittgenstein, por "formatos");

Essas similaridades podem se dar no nível do texto, nas abordagens textuais e sistêmicas (formas do texto – textuais/de composição; linguísticas/de estilo) ou do contexto ou situação/condição de produção (função ou finalidade; critérios pragmáticos/funcionais), nas abordagens retóricas;

Todas buscam compatibilizar análises textuais/da textualidade com as descrições de (textos em) gêneros, seja por meio de sequências e operações textuais (Adam, Marcuschi, por exemplo), seja por meio dos tipos de discurso (Bronckart, por exemplo);

Todas remetem a uma certa leitura pragmática ou funcional do contexto/situação de produção; e

Todas mencionam a obra de Bakhtin e estabelecem uma aproximação – não isenta de repulsão e, logo, polifônica – com o discurso bakhtiniano.
(ROJO, 2005, p. 192-193)
Prioridade para a descrição formal
Gêneros de discurso
Círculo de Bakhtin
"Mais tarde, em conexão com o problema da enunciação e do diálogo, abordaremos também o problema dos gêneros lingüísticos. A este respeito faremos simplesmente a seguinte observação:
cada época e cada grupo social
tem seu repertório de
formas de discurso
na comunicação
sócio-ideológica
. A cada grupo de formas pertencentes ao mesmo
gênero
, isto é, a cada
forma de discurso social
corresponde um grupo de
temas
. Entre as formas de comunicação (por exemplo, relações entre colaboradores num contexto puramente técnico), a forma da enunciação (‘respostas curtas’ na ‘linguagem de negócios’) e enfim o tema existe uma unidade orgânica que nada poderia destruir. Eis porque
a classificação das formas da enunciação deve apoiar-se sobre uma classificação das formas da comunicação
verbal”.
(VOLOCHINOV/BAKHTIN, 1981[1929], p. 43)
(
apud
ROJO, 2005, p. 195)
Prioridade para o método sociológico de análise
Gêneros textuais X Gêneros discursivos
Gêneros de discurso
Novos letramentos
LANKSHEAR; KNOBEL (2007)
Novas tecnologias
Códigos fonte

Aplicativos (texto, som, imagem, animação, ferramentas de comunicação etc.)

Dispositivos
digitais (
computadores
, consoles, tocadores de mp3/mp4, tablets, celulares etc.

Conexão

Técnicas (clicar, cortar, colar, arrastar, etc.
(LANKSHEAR; KNOBEL, 2007, p. 7)
Hipertexto

Multimídia

Hipermídia

Multissemiose/
Multimodalidade
Novo ethos
Mais participativos, colaborativos, distribuídos;
Menos individualizados, autorados, editorados;
Menos dominados-por-especialistas;
Regras e normas mais fluidas;
Novas mentalidades:
Maximizam relações, diálogos, redes e dispersões;
Livre informação;
Cultura do REMIX e da hibridação.
(LANKSHEAR; KNOBEL, 2007, p. 9-15)
Colaboração

Abertura

Hibridação

REMIX
Revisitando a teoria
Novos gêneros?
CONCLUSÃO
SIM... SE...
Revisando a Teoria de Gêneros Discursivos de maneira transdisciplinar

PODEREMOS

caracterizar os enunciados que circulam em mídia digital como gêneros discursivos híbridos, que incorporam novos letramentos:
novas técnicas a partir de novas ferramentas;
novas formas de composição (hipertexto/hipermídia, hibridação, REMIX); e, decorrentemente
novas estéticas e novas éticas (LANKSHEAR; KNOBEL, 2011), que permitem ecoar novos estilos e temas em um sentido bakhtiniano.
SEM ABANDONAR e acentuando o
DIALOGISMO.
Se pensarmos em gêneros de discurso
QUESTÃO:
Vidding:
Fanvids
Political remix
AMV...
ARQUITETÔNICA
Jon Cozart - Canal Paint
DESIGNS?
Arquitetônicas vazadas:
sites
,
blogs
e redes sociais
De 13 a 23 de junho de 2013
Full transcript