Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS POLÍTICOS

No description
by

Lygia Daphne

on 15 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS POLÍTICOS

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS POLÍTICOS
INTRODUÇÃO
Organizações como sistemas políticos
ORGANIZAÇÕES COMO
SISTEMAS DE GOVERNO
As organizações, tal como os governos, variam de acordo com os princípios seguidos.
É, portanto, possível traçar paralelos entre sistemas organizacionais e políticos.
Organizações como sistemas de governo
Vantagens e desvantagens da abordagem
Metáfora Política
Organizações
Constituídas por pessoas com interesses diversos e, potencialmente, conflituosos.
Abundam lobbies de pressão e outros grupos de interesse através dos quais diferentes indivíduos procuram atingir determinados objectivos.
É necessário criar meios para manter a ordem e direccionamento.


Onde os interesses são divergentes,
a sociedade deve fornecer aos
indivíduos um meio de
ultrapassar as suas diferenças
através do diálogo e da negociação.
Tem por objectivo providenciar
meios de criar ordem a partir da diversidade.

Política
Organizações
Constituídas por pessoas com interesses diversos e, potencialmente, conflituosos.
Abundam lobbies de pressão e outros
grupos de interesse através dos quais
diferentes indivíduos procuram atingir
determinados objectivos.
É necessário criar meios para manter a ordem e direccionamento
Organizações e formas
de governo político

Autocracia
Burocracia
Tecnocracia
Co-gestão
Democracia Representativa
Democracia Directa
ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS
DE ATIVIDADE POLÍTICA
No seio de uma organização, diferentes pessoas pensam e agem de modos distintos;
imperam as relações entre interesses, conflitos e jogos de poder;
esta diversidade cria tensões que têm de ser resolvidas por meios políticos.

Interesses

Colisão de
interesses

Conflitos

Resolução
de conflitos

Poder

ANALISAR OS INTERESSES
Tarefas
Vida
Pessoal
Carreira
COMPREENDER
OS CONFLITOS

Surgem quando os interesses colidem,
pelo que estará sempre presente
nas organizações.

Os conflitos podem ser:
Pessoais, interpessoais ou entre grupos rivais ou coligações.
Estar embutidos nas estruturas organizacionais, nos papéis, nas atitudes, nos estereótipos, ou surgir em função da escassez dos recursos.

Estar implícitos ou explícitos.
São predisposições para atingir objectivos, valores, desejos, expectativas e outras orientações ou inclinações levam uma pessoa a agir de determinada maneira em detrimento de outra.

EXPLORAR O PODER
É o meio através do qual os conflitos de interesse são, em última análise, resolvidos.
Influencia quem consegue o quê, quando e como.

Envolve a habilidade para conseguir que uma pessoa faça algo que, em circunstâncias diferentes, não teria feito.

FONTES DE PODER:
Autoridade formal.
Controle de recursos escassos ou estratégicos.
Uso da estrutura e regulamentos.
Controle do processo de decisão.
Controle da informação e do conhecimento.
Controle das fronteiras.
Habilidade de lidar com incertezas.
Controle da tecnologia.
Alianças interpessoais, organização informal.
Controle da contra-organização.
Simbolismo e gerência do significado.
Genêro e gerência das relações entre homens e mulheres.
Fatores estruturais que definem o palco de ação e
Poder pré-existente.
CONCLUSÕES
PRINCIPAIS VANTAGENS:
Não subestima as relações entre o poder e a organização.
Encorajar a reconhecer as implicações sociopolíticas de diferentes organizações.
Deita por terra o mito da racionalidade organizacional.
Ajuda a encontrar uma forma de ultrapassar as limitações impostas pela ideia de que as organizações são sistemas plenamente integrados.
Politiza o nosso entendimento do comportamento humano no seio das organizações.

PRINCIPAL DESVANTAGEM:
A sua excessiva utilização pode conduzir a uma excessiva politização das organizações .

ADMINISTRAÇÃO DE ORNIZAÇÕES PLURALISTAS
Pluralista
Unitária
Radical
Full transcript